23 de maio de 2013

Os Jardins Suspensos da Babilônia

۞ ADM Sleipnir




Os Jardins Suspensos da Babilônia foram uma das sete maravilhas do mundo antigo, e envolta de muito mistério acerca de sua existência. De fato, nenhum texto babilônico descrevendo-os foram encontrados. Nós nem sequer sabemos a data da destruição desta maravilha. Talvez ele seja apenas um produto da imaginação dos gregos? O seu paradeiro tem sido um dos grandes mistérios da antiguidade e a incapacidade dos arqueólogos de encontrar vestígios desse jardim entre os restos da antiga Babilônia levaram alguns até mesmo a duvidar de sua existência.


Os Jardins estiveram supostamente localizados no leste da margem do rio Eufrates, na cidade de Babilônia (50 km de Bagdá) e podem ter sido construídos à 2500 anos atrás, em 600 a.C.. Nenhum historiador grego viu os jardins, eles simplesmente consistem em histórias contadas por soldados, que são uma fonte bastante duvidosa de informações. Acreditava que os soldados que haviam passado pela Babilônia, ficaram fascinados com os jardins, porque suas cidades natais não eram nada parecidas com isso e eles podem ter exagerado ao descrever os jardins. Isso poderia facilmente ser verdade  porque Nabucodonosor II, o rei que construiu os jardins suspensos, tinha muitas estruturas surpreendentes construídas. Outros argumentam que a documentação dos jardins foi escrita em grego ou latim, e a tradução desses escritos poderiam estar incorretos. Outra razão pela qual as pessoas pensam que os jardins não existiram é porque foi encontrada uma documentação que listava todas as estruturas da Babilônia naquela época, e os jardins não são mencionados. Se eles existiram, os jardins foram então a segunda mais antiga das Sete Maravilhas do Mundo Antigo.


Segundo a lenda, o rei Nabucodonosor II (604-562 aC), teria construído os famosos Jardins Suspensos da Babilônia para sua esposa Sémiramis, para lembrá-la a vegetação das montanhas de seu país natal: Mídia (atual Irã). Estes jardins eram compostos de vários andares, cada um era um terraço de 120 m², apoiados por abóbadas e pilares de tijolos. Havia uma imensa escadaria de mármore, conectando os terraços, onde a água era trazida do rio Eufrates por um sistema de parafusos hidráulicos. Foi um verdadeiro jardim botânico, onde estavam localizados animais, plantas e árvores da Mesopotâmia e da Mídia. No primeiro terraço de oito metros de altura foram plantadas árvores de grande porte: plátanos, palmeiras - tamareiras, pinheiros e cedros. No segundo terraço , com treze metros de altura foram cultivados os ciprestes e uma vasta quantidade de árvores frutíferas. E no plano mais alto, nos últimos dois terraços, menos vastos do que os outros, poderíamos encontrar as anémonas, as tulipas, os lírios e as íris ... sem esquecer as rosas, tão apreciados pela bela Sémiramis. Na época, pode ter sido uma inovação: pela primeira vez os gregos veriam jardins suspensos nos telhados. Além disso, a reunião de toda essa diversidade de plantas seria esplêndida e deve ter amplamente satisfeito a rainha Sémiramis.

Algumas pessoas acreditam que as ruínas de outro prédio, que foi nomeado de "Edifício Abobadado", são os restos dos Jardins Suspensos. Há um buraco que alguns acreditam que foi utilizado como um poço, que alguns poderiam sugerir ter sido usados ​​para o sistema de irrigação. O problema com esta teoria, é que o edifício abobadado estaria muito longe do rio Eufrates. A tecnologia durante esse período de tempo não era avançada o suficiente para transportar água muito longe, o que teria sido a milhares de metros. Até maiores evidências dessas ruínas forem encontradas, as pessoas vão continuar a especular que o edifício abobadado poderia ser parte dos Jardins Suspensos da Babilônia ou que talvez os jardins nunca existiram.


Agradecemos sua visita e se gostou da leitura, deixe seu comentário! Compartilhe também nossos posts nas redes sociais!

Um comentário:

  1. Meu nome e murilo e sempre visito sua pagina e muito boa continue sempre assim

    ResponderExcluir



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos / Ofensas;
-Incitar o ódio e o preconceito;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Reservamo-nos ao direito de remover qualquer comentário nessas condições.

De preferência, faça login com uma conta do Google, assim poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby