19 de setembro de 2014

A Gangue do Palhaço

۞ ADM Sleipnir



A lenda da Gangue (ou Kombi) do Palhaço ficou famosa aqui no Brasil nos anos 90, por intermédio de uma série de notícias publicadas pelo jornal paulista NP (Notícias Populares). Na época o jornal publicou uma série especial chamada "Os Crimes Que Abalaram O Mundo", e um desses crimes envolvia um palhaço norte-americano que assassinava crianças na década de 60.

Baseando-se nessa história, alguém deu início a uma série de boatos sobre um palhaço que estaria rodando as ruas de Osasco e sequestrando crianças para retirar e vender seus órgãos ou para levá-las para a prostituição. De Osasco, os boatos se espalharam por todo o estado, e os elementos da história cada vez mais aumentavam. De um palhaço, passou para um grupo de três palhaços dirigindo uma Kombi branca ou azul e que sequestravam crianças na porta das escolas.

Infográfico publicado no jornal Notícias Populares, mostrando os locais onde haviam relatos sobre a Gangue do Palhaço 

O Notícias Populares publicou notícias sobre o caso de 20 de maio à 5 de junho de 1995, e mesmo o jornal colocando nas matérias que o assunto não passava de um boato, e também a negativa da polícia de que tal gangue existia, a história repercutia ainda mais.

Muitas pessoas juraram ter visto a Gangue do Palhaço. Uma dona de casa moradora do Tucuruvi (zona norte de São Paulo), afirmou na época que a gangue havia tentado raptar seus filhos no começo de 1995. "Um negro numa Kombi branca parou em frente de casa e pediu para levar meus filhos para a escola. Não topei, e ele falou que eu ia me arrepender." De acordo com ela, a perua era suspeita. "Não tinha placa, os vidros eram fumês e tinham cortinas". Uma outra afirmou que "eles tentaram atacar uma criança em frente a uma creche". 

"Retrato-Falado" de um dos suspeitos, segundo uma suposta testemunha (LOL)
Muitos palhaços perderam seus empregos, e circos viram seu público diminuir por conta do medo da população em relação aos palhaços. Houveram ainda casos onde palhaços foram ameaçados de morte. A própria polícia teve muito trabalho, chegando a receber inúmeras ligações de pessoas que viram ou que tinham "informações" sobre a gangue, todas elas furadas.

Somente em 5 de junho de 1995, o Notícias Populares, com a ajuda do jornalista policial Gil Gomes, deram fim a história da Gangue do Palhaço. "O 'bando do palhaço' não existe" foi a manchete da última reportagem da série, publicada no dia 5 de junho. O "NP", a polícia e o repórter Gil Gomes investigaram o caso por dois meses e chegaram à mesma conclusão: tudo não passava de boato.

Desde que as notícias começaram a ser veiculadas, Gil Gomes começou sua investigação, entrevistando os pais das crianças desaparecidas e a polícia. "Tudo não passa de boato. Até hoje, nenhuma criança foi encontrada morta sem os órgãos", garantiu Gil Gomes. O delegado-geral da polícia de São Paulo na época, Antônio Carlos Machado, também afirmou que a gangue não existia. "Fizemos uma investigação em todo o Estado. Nenhum caso desse tipo foi registrado", afirmou.



Agradecemos sua visita e se gostou da leitura, deixe seu comentário! Compartilhe também nossos posts nas redes sociais!

3 comentários:

  1. Se foi o palhaço "Gozo" não dá pra prender porque já morreu :) Incrivel como boatos se espalham e aumentam por ai.
    Só um toque: Sugiro mudarem a cor da fonte dos textos; vermelho sobre preto fica meio ruim de ler. Eu sempre sublinho o texto selecionado com o mouse pra ver melhor. Parabens pelo blog, muito bom mesmo.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, muito interessante.
    Mas engraçado que aqui no Ceará, nos arredores de Fortaleza era uma "Hilux Preta", mas era a mesma história de raptar e vender os orgãos.

    ResponderExcluir



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos / Ofensas;
-Incitar o ódio e o preconceito;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Reservamo-nos ao direito de remover qualquer comentário nessas condições.

De preferência, faça login com uma conta do Google, assim poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby