9 de fevereiro de 2015

Gugalanna

۞ ADM Sleipnir




Na mitologia mesopotâmica, Gugalanna (lit. "Grande Touro do Céu") ou Gudanna foi uma divindade suméria e também a constelação conhecida hoje como Touro, um dos doze signos do zodíaco. Ele foi o primeiro marido de Ereshkigal, a deusa da morte e governante de Irkalla, o submundo. Gugalanna é geralmente representado como um touro gigante, ou como um ser meio touro, meio humano.

Participação no Epopéia de Gilgamesh

Na epopéia de Gilgamesh, o herói se recusa a ceder as investidas de Inanna/Ishtar, que desejava tê-lo como seu consorte. Profundamente insultada, Inanna/Ishtar retorna aos céus e clama ao seu pai, o deus An/Anu, para que ele enviasse Gugalanna para matar Gilgamesh e também destruir a cidade de Uruk. An/Anu atende o seu pedido, e Gugalanna é enviado a Uruk, onde ele abre enormes crateras no chão somente com o seu sopro, matando centenas de pessoas.

Gilgamesh vai ao encontro de Gugalanna, e novamente com a ajuda de seu amigo Enkidu, consegue derrotá-lo. Inanna/Ishtar fica enfurecida, e Enkidu a insulta, arrancando uma das coxas de Gugallana e, após ameaçar fazer o mesmo com ela, ele arremessou a coxa de Gugalanna no rosto da deusa. Essa ofensa custaria mais tarde a vida de Enkidu.



Agradecemos sua visita e se gostou da leitura, deixe seu comentário! Compartilhe também nossos posts nas redes sociais!

2 comentários:

  1. O pai de Inanna, era Nannar: filho de Enlil, que era filho de Anu. Nessas circunstâncias, Inanna era bisneta de Anu. Agora, quando vocês colocarem, outro personagem da mitologia suméria. Pesquisem sobre Asushunamir, e entenderão o que digo. Grato pelo espaço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário, anônimo. Coloquei Anu no texto acima pois era o que o original dizia, e se analisarmos a história, combina melhor. Na postagem sobre Ishtar (http://portal-dos-mitos.blogspot.com.br/2013/03/ishtar.html) eu vi aqui que mencionei Nannar/Nanna como um de seus pais. Na mitologia sempre tem dessas coisas, várias versões e fontes para um mesmo mito.

      Vou pesquisar sobre o Asushunamir, e se possível, farei uma postagem sobre ele também.

      Excluir



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos / Ofensas;
-Incitar o ódio e o preconceito;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Reservamo-nos ao direito de remover qualquer comentário nessas condições.

De preferência, faça login com uma conta do Google, assim poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby