15 de setembro de 2017

Adlet

۞ ADM Sleipnir

Adlet (ou Erqigdlet) são uma raça de canídeos com características humanoides pertencentes a mitologia inuíte. Segundo o mito, eles eram o fruto do acasalamento entre Niviarsiang, uma jovem inuíte, e Ijirqang, um cão vermelho que era capaz de se transformar em um ser humano.

De acordo com o mito inuíte, Niviarsiang já havia recusado muitos pretendentes, e seu pai Savirqong, já sem paciência, lhe disse que se nenhum homem era suficientemente bom para ela, ela poderia muito bem casar-se com um cão. No dia seguinte, um novo pretendente, Ijirqang, bateu a sua porta, usando um amuleto em formato de garras de cão. Desta vez, Niviarsiang não recusou seu pretendente, e os dois foram morar em uma ilha próxima. Após um tempo, Niviarsiang começou a suspeitar que Ijirqang era na verdade um cão que podia assumir a forma humana, mas suas suspeitas só vieram a se confirmar quando ela deu a luz a uma ninhada de cinco filhotes de cachorro e cinco bebês humanos.




Em uma versão da lenda, os cinco filhos totalmente caninos foram abandonados em um barco a deriva no mar, e vieram a se tornar os ancestrais dos povos brancos europeus. Já os cinco bebês humanos permaneceram com a mãe, e com o tempo se transformaram em Adlets, tornando-se viciosos guerreiros canibais.

Numa segunda versão deste mito, Ijirqang nadava até a casa do pai de sua esposa todos os dias para ser alimentado, uma vez que em sua forma de cão, ele era incapaz de caçar. Após um tempo, o pai  da jovem se cansou de alimentar a família de sua filha, por isso ele colocou pedras no saco junto da carne que ele deu a Ijirqang. Com o peso da bolsa, Ijirqang não conseguiu ir muito longe, morrendo após afundar no mar e se afogar. Niviarsiang tomou conhecimento do fim que levou seu marido, e assim que seu pai veio visitá-la, ela enviou seus filhos cães sobre ele, e eles o mataram. Sem marido e agora sem seu pai, Niviarsiang não tinha mais meios de manter a si mesma e seus dez filhos, então decidiu deixar seus filhos entregues à própria sorte. Ela transformou suas botas em barcos e colocou seus dez filhos neles, despachando-os ao mar. Apesar disso, eles sobreviveram, e de acordo com a crença inuíte, eles vieram a se tornar os ancestrais dos povos nativos americanos e também dos povos brancos.


Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

Nenhum comentário:



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos ou ofensas gratuitas;
-Comentários racistas e/ou xenófobos;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Desrespeitar o autor da postagem ou outro visitante;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Removeremos quaisquer comentários que se enquadrem nessas condições.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderemos responder seus comentários de forma mais apropriada, e você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby