24 de novembro de 2017

Werecats, os "Homens-Gatos"

۞ ADM Sleipnir


Um Werecat (ou Were-cat, literalmente "Homem-gato") é uma criatura folclórica presente em muitas culturas ao redor do mundo. Trata-se de uma criatura metamorfa semelhante ao lobisomem, porém, ao invés de se transformar em um lobo ou em um híbrido humano-lobo, o werecat se transforma em algum tipo de felino, desde gatos até tigres ou leões, ou em algum ser que combine características felinas e humanas.

Folclore

Europa

O folclore europeu geralmente retrata werecats como pessoas que se transformam em gatos domésticos. Alguns werecats europeus tornaram-se gigantes gatos domésticos gigantes ou panteras. Eles geralmente são rotulados de bruxas, mesmo que não tenham nenhuma habilidade mágica além da auto-transformação. Durante os julgamentos das bruxas, todos os metamorfos, incluindo lobisomens, eram considerados bruxas, independente se fossem do sexo masculino ou feminino.

África

Lendas africanas falam sobre werelions (homens-leões), werepanthers (homens-panteras) werehyenas (homens-hienas) ou wereleopards (homens-leopardos). No caso dos wereleopards, a criatura é geralmente um deus ou deusa leopardo que se disfarça como um humano. Esses deuses podem se relacionar e ter filhos com seres humanos, e essas crianças ou terão a habilidade de se transformar em leopardo ou herdarão outros tipos de poderes.
Wereleopard
Em relação aos werecats que se transformam em leões, a habilidade é freqüentemente associada à realeza. Tal ser pode ter sido um rei ou uma rainha em uma vida anterior, ou pode ser destinado a liderança nesta vida. Esta qualidade pode ser vista nos Leões de Tsavo, que eram reputados como reis em forma de leões, tentando repelir os europeus invasores parando a construção de uma ferrovia com ataques a humanos. 


Ásia

Os werecats asiáticos geralmente se tornam tigres. Na Índia, o weretiger (homem-tigre) é muitas vezes um feiticeiro perigoso, retratado como uma ameaça para o gado, que pode, em qualquer momento, se transformar em um devorador de homens. Essas histórias viajaram por toda a Índia e também para a Pérsia através dos viajantes que encontraram os reais tigres de Bengala da Índia e depois para o oeste asiático. 

As lendas chinesas muitas vezes descrevem os weretigers como vítimas de uma maldição hereditária ou de um fantasma vingativo. Ensinamentos antigos sustentavam que todas as raças, exceto os chineses da etnia Han, eram realmente animais disfarçados, de modo que não havia nada de extraordinário sobre alguns desses falsos seres humanos retornarem a suas verdadeiras naturezas. Alternativamente, os fantasmas de pessoas que haviam sido mortas pelos tigres poderiam se tornar um ser sobrenatural malévolo conhecido como Chang (伥) dedicando toda a sua energia para garantir que os tigres matassem mais humanos. Alguns desses fantasmas eram responsáveis ​​por transformar os seres humanos comuns em homens-tigre.

Weretiger
Na Tailândia, é dito que um tigre que come muitos seres humanos pode tornar-se um weretiger. Há também outros tipos de weretigers, como feiticeiros com grandes poderes que podem mudar sua forma para se tornarem animais.


Na Indonésia e na Malásia existe um outro tipo de weretiger, conhecido como Harimau jadian. A sua transformação é atribuída a muitos fatores, como herança hereditária, ao uso de feitiços, ao jejum e à força de vontade, ao uso de encantos, etc. Exceto quando está com fome ou por motivo de vingança, não é hostil aos humanos; na verdade,conta-se que ele toma sua forma animal apenas à noite e protege as plantações contra o ataque de porcos selvagens. 



Um pouco semelhante é a crença dos Khonds, uma tribo aborígine da Índia. Para eles, o weretiger é amigável, e reserva sua ira para seus inimigos. Também na Malásia, existem os Bajangs, que são descritos como werecats vampíricos ou demoníacos.


América

Werejaguar
O principal werecat encontrado nas culturas pré-colombianas da meso-américa foi o were-jaguar (homem-jaguar). Ele era associado à veneração do jaguar, com sacerdotes e xamãs entre os vários povos que seguiram esta tradição vestindo as peles de jaguares para se tornarem um were-jaguar. Entre os astecas, uma classe inteira de guerreiros especiais vestidos com máscaras de jaguar eram chamados de "guerreiros jaguar" ou "cavaleiros jaguar". Representações de jaguares e de were-jaguares estão entre as mais comuns entre os artefatos das antigas civilizações mesoamericanas. Os balams (feiticeiros) de Yucatán foram ditos proteger os campos de milho na forma de jaguares. Eles também podiam se transformar durante a lua cheia.


Nos Estados Unidos, algumas lendas urbanas falam sobre encontros com bípedes felinos; seres semelhantes ao Pé-grande com cabeça, caudas e patas de gato. Os bípedes felinos às vezes são classificados como parte da criptozoologia, mas, mais frequentemente, são interpretados como werecats.


Ocultismo e Teologia


Declarações de que werecats realmente existem e têm origem em realidades sobrenaturais ou religiosas têm sido comuns há séculos, com essas crenças muitas vezes difíceis de serem separadas completamente do folclore. No século XIX, o ocultista J.C. Street afirmou que as transformações de seres humanos em gatos e cães poderiam ser produzidas através da manipulação do "fluido etéreo"  existente dentro dos corpos humanos. O Malleus Maleficarum, famoso manual católico de caça às bruxas, afirma que as bruxas podem se transformar em gatos, mas que suas transformações são ilusões criadas por demônios. O autor da Nova Era John Perkins afirmou que toda pessoa tem a capacidade de se transformar em "jaguares, arbustos ou qualquer outra forma" usando o poder da mente. 


Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

Nenhum comentário:



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos ou ofensas gratuitas;
-Comentários racistas e/ou xenófobos;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Desrespeitar o autor da postagem ou outro visitante;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Removeremos quaisquer comentários que se enquadrem nessas condições.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderemos responder seus comentários de forma mais apropriada, e você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby