9 de abril de 2018

Church Grim

۞ ADM Sleipnir

Arte de Sally Gottschalk
Church Grim (inglês), Kirk Grim (sueco), Kyrkogrim (finlandês) ou Kirkegrim (dinamarquês) é um espírito guardião presente no folclore inglês/escandinavo, dito proteger a igreja ao qual está associado de todos aqueles que possam tentar profaná-la, incluindo ladrões, vândalos, bruxos e até mesmo o próprio Diabo. Ele geralmente assume a forma de um grande cão negro, mas também pode assumir a forma de outros animais, como um carneiro, um cavalo, um galo ou um corvo, ou ainda assumir a forma de um pequeno homem deformado e de pele negra. 

Para se criar um Church Grim, era necessário enterrar um cão negro ainda vivo sob a pedra fundamental de uma igreja. Após sua morte, seu fantasma passaria a servi-la como um guardião.


Em algumas partes da Europa, como a Grã-Bretanha e os países escandinavos, acreditava-se que a primeira pessoa enterrada em um novo cemitério tinha o dever de protegê-lo contra o Diabo. A fim de impedir que uma alma humana tivesse que cumprir tal dever, um cão negro era enterrado na parte norte do adro da igreja como um substituto. 

Como outros cães negros do folclore, o Church Grim também é conhecido como um precursor de morte, tocando a campainha da igreja à meia-noite para alertar sobre a morte de um importante membro da comunidade. Durante o funeral do mesmo, o clérigo da igreja pode ver o Church Grim observando da torre da igreja, e pode julgar pela sua expressão e comportamento se a alma do morto está destinada ao Céu ou ao Inferno.



Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

7 comentários:

  1. Galera, para! Nossa eu nem sei oque dizer para vocês. OBRIGADO (tudo em maiúsculo)
    Sério gente, é cada lenda, mito e criatura maravilhosa, que este site nem deveria se chamar Portal dos Mitos, e sim, Bestiario dos Mitos. Porque é cada coisa inovadora, de vários países e do nosso também, que eu nem sabia que existia. Vocês são demais, o blog de vocês é uma inspiração, fico olhando todos os dias para ver se atualizou, se tem uma história nova kkkkk.
    Vocês são muito queridos com os fãs e agradeço de coração por todo esse carinho pela mitologia, além do empenho, pois sei que não é fácil achar tudo isso, vocês cavam fundo. Parabéns pela postagem maravilhosa.

    Ass: Filipe M.F

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OBRIGADO VOCÊ FILIPE!!! Faço o possível para manter o blog atualizado e trazer alvo de novo, e é muito bom saber que existem pessoas que admiram o nosso trabalho. Continue nos acompanhando :)

      Excluir
  2. Ótima postagem! Poderiam me informar, mais precisamente a data e o local do surgimento da lenda? Cães negros costumam ser mal vistos na maioria das culturas, sendo associados a maus presságios, ao diabo e a bruxaria, o que torna essa lenda uma curiosa exceção, que indica uma corrente de crença intermediária entre o Cristianismo e o paganismo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A data e o local preciso não sei dizer. Parece que é do século XIX e surgiu nessa região da Escandinávia.

      Excluir
    2. Obrigado por responder, já ajuda

      Excluir



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos ou ofensas gratuitas;
-Comentários racistas e/ou xenófobos;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Desrespeitar o autor da postagem ou outro visitante;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Removeremos quaisquer comentários que se enquadrem nessas condições.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderemos responder seus comentários de forma mais apropriada, e você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby