25 de janeiro de 2019

Íxion

۞ ADM Sleipnir



Íxion foi um impiedoso rei dos Lápidas, um povo que habitava a Tessália, próximo aos montes Pélios e Ossa. Ao lado de Sísifo e Tântalo, é considerado um dos três maiores vilões da mitologia grega, sendo ele incontestavelmente o pior dos três. Entre seus crimes, estão a tentativa de violar a deusa Hera e o assassinato de seu sogro. Talvez sua natureza seja explicada pelo seu parentesco. Algumas fontes trazem o deus Ares como seu pai, enquanto outras atribuem sua paternidade a  Flégias, filho de Ares, o que torna o deus da guerra seu avô.

Íxion e Eioneu

Eioneu (ou Dioneu) foi outro rei da região da Tessália, e tinha uma bela filha chamada Dia, por quem Íxion se apaixonou. Em troca da mão de Dia, Íxion prometeu dar seus cavalos a Eioneu, que prontamente aceitou a oferta. Porém, após o casamento, Íxion recusou-se a entregar seus cavalos ao sogro. Ao invés disso, preparou uma cilada para matá-lo.

Íxion convidou o sogro para um banquete em seu palácio, e ao chegar, Eioneu foi convidado a aguardar em uma sala, onde havia um buraco camuflado no chão. Ao entrar no local, Eioneu acabou caindo no buraco, o qual Íxion tratou de atear fogo e incinerar o sogro. Este foi o primeiro assassinato entre familiares da mitologia grega.

O Banquete com os deuses 

Sentindo um profundo remorso, Íxion ficou louco e passou a perambular pelo mundo como um mendigo. Um oráculo previu que a única maneira dele recobrar a sanidade seria submetendo-se a uma purificação para a expiação do seu crime, porém ninguém conhecia o ritual próprio para aquele caso, pois nunca antes alguém havia assassinado um membro de sua própria família. 

Por razões desconhecidas, Zeus teve piedade de Íxion e ele próprio restituiu-lhe a sanidade, além de o convidar a partilhar do banquete dos deuses. Íxion estava muito feliz em ser um convidado dos deuses, mas sendo uma pessoa completamente ruim, logo colocaria tudo a perder.

Durante o banquete, Íxion ficou fascinado com a deusa Hera, e logo desejou em seu coração tomá-la como mulher. Após se embriagar com o néctar divino, Íxion passou a assediar Hera insistentemente. Percebendo as más intenções de seu convidado, Zeus preparou uma armadilha e criou uma cópia de sua esposa a partir de uma nuvem, dando-lhe o nome de Néfele. Ao deixar a réplica sozinha, Íxion a seduziu e se deitou com ela, e dessa união nasceu a raça dos centauros. Todos os centauros eram descendentes de Íxion, exceto Quíron e Folo

Íxion e Néfele, pintura de Peter Paul Rubens

O Castigo de Íxion

Apesar de tudo que Íxion havia feito, Zeus parecia ter o perdoado. Porém, Íxion trataria de por tudo a perder mais uma vez. Íxion deixou o Olimpo e retornou a Terra acreditando que realmente havia seduzido a esposa de Zeus. De volta entre os mortais, Íxion contou a todos que ele havia se deitado com a deusa Hera. Este último ato de Íxion provocou enfim a fúria de Zeus, que o fulminou com um de seus raios e depois o lançou  no Tártaro, onde foi preso a uma roda em chamas e condenado a nela girar pela eternidade.

Para completar sua vingança, Zeus posteriormente se uniu a Dia, amada de Íxion, que veio a dar luz a Pirítoo, que se tornaria futuramente rei dos Lápitas.


fontes:
Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

3 comentários:

  1. Íxion testou a justiça e a bondade divina. Sabendo que Zeus é justo na medida em saber perdoar ou dar o devido castigo - bom, às vezes -, era de se esperar que esse maldito já tivesse sido punido. A chave filosófica do mito é muito bonita, nossos constantes desejos e ímpetos carnais sobrepondo ao divino, ao amor, à fraternidade. Porém, quando vemos a chave histórica, é de arrepiar: antes do domínio helênico na Grécia e ainda ápice do matriarcado, o rei que se casava com a sacerdotisa-Lua num ritual, era após torturado para que o esperma e o sangue fosse fertilizar a terra, e por fim era esticado seus membros, depois de ser castrado e decepado, e assado para que servisse de alimento para os seus parentes. Quando se vê pinturas retratando esse rito matrimonial e sacramental, era de se deduzir - já na ascensão do patriarcado - que o Íxion fora castigado pela sua presunção de se intitular Zeus, já que os sacerdotes do deus não aderia ao culto de reis serem a próprio divindade simbolizada.

    ResponderExcluir
  2. Sinceramente, não acho justo chamar humanos de vilovi na mitologia grega. Os deuses MUITO provavelmente já fizeram coisas bem piores do que qualquer humano na mitologia, mas parece que na mesma está tudo bem simplesmente porque são deuses, daí estão livres de julgamento, pq só quem pode julgar os deuses é Zeus, um cara que definitivamente não deveria ter direito a isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é bem complicado. Mas o mito possui uma complexidade além do comum. Eles são deuses como nós: sentem raiva, amor, desejo, fome, frio... Assim como Jesus (no cristianismo) é divino, mas é posto na terra como um humano comum, então erra, se fere, chora. Muitos desses deuses pagam pelos seus erros, mas devemos lembrar que a concepção de divino é complexo e envolve muitas simbologias históricas, filosóficas, astrológicas, sociais, físicas e etc. Amo essas discussões, pois são maravilhosas e enriquecem o ser como humano. Dá pra se bater um papo disso por horas e não chegar à conclusão nenhuma KKK

      Excluir



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos ou ofensas gratuitas;
-Comentários racistas e/ou xenófobos;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Desrespeitar o autor da postagem ou outro visitante;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Removeremos quaisquer comentários que se enquadrem nessas condições.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderemos responder seus comentários de forma mais apropriada, e você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby