20 de fevereiro de 2019

Ipotanes

۞ ADM Sleipnir



Os Ipotanes (ou Hippotaynes) são um raça de criaturas híbridas entre um humano e um cavalo, geralmente associados à mitologia grega, porém são de origem medieval. Eles foram originalmente citados e descritos por Sir. John de Mandeville. suposto autor de uma coleção de contos de viagens ao redor do mundo, conhecida como As Viagens de Sir John Madenville, publicado em 1499.

Na obra, Sir Mandenville descreve os Ipotanes como sendo uma das muitas raças de criaturas habitantes de um continente chamado Bacária. Ele também narra que os Ipotanes vivem parte de suas vidas na água e outra parte em terra firme, além dos mesmos serem criaturas canibais.

fontes:

Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

14 de fevereiro de 2019

Mama D'Leau

۞ ADM Sleipnir


Mama D'Leau (derivado do francês Maman de l'eau, "Mãe do Rio"), também conhecida como Mama Dlo e Mama Glo, é um espírito protetor dos rios e lagos e curador de todos os animais que neles habitam, de acordo com o folclore caribenho. 

Ela é geralmente retratada como uma bela mulher nua sentada à beira de um rio, penteando seus longos cabelos dourados com um pente de ouro. Suas partes inferiores, submersas na água, são como as de uma serpente. Dizem que uma armadura de escamas cobre seu corpo.

Se irritada por alguém tentando se aproximar de seu domínio e fazer mal ao mesmo, ela captura sua vítima com suas partes serpentinas e a puxa para dentro d'água, onde a mata afogada. Conta-se que o único meio de escapar dela é abandonar seu calçado do pé esquerdo e caminhar para trás em movimentos de zig zag, até alcançar sua casa. 


Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

6 de fevereiro de 2019

Tuchulcha

۞ ADM Sleipnir



Tuchulcha é um demônio do submundo pertencente a mitologia etrusca. Ele é descrito como um ser com orelhas de burro, um par de asas, um rosto com um bico de ave (um abutre ou águia) e cabelos feitos de cobras. Não existe nenhum mito sobrevivente envolvendo Tuchulcha, mas sabe-se que ele atuava como um psicopompo, ao lado de outras figuras como Vanth e Charun.

Apesar de muitos estudiosos afirmarem que ele é uma entidade masculina, na sua única representação conhecida (uma pintura de parede no túmulo de Orcus II, em Tarquinia, Itália), Tuchulcha mescla características dos dois sexos, como uma barba e um par de seios. Nesta pintura, Tuchulcha aparece em uma representação da história de These ( Teseu para os gregos) visitando o submundo. These e seu amigo Peirithous (apenas sua cabeça visível na porção sobrevivente da imagem) estão jogando um jogo de tabuleiro, assistido por Tuchulcha. 


Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

4 de fevereiro de 2019

Panotti

۞ ADM Sleipnir

Os Panotti (grego:Πανωτιος, "todo ouvidos"; também PanotiusPanotioiPanotii, Panotio) são uma raça mítica de homens dotados de orelhas gigantes, capazes de cobrir todo o seu corpo. Durante a noite, usam uma das orelhas como travesseiro e a outra como cobertor. . De acordo com alguns, eles também usavam suas orelhas para voar.

O historiador e naturalista romano Plínio, o Velho os descreveu em sua obra Naturalis Historia como uma estranha raça habitante da região de Cítia. Já o mapa mundi desenhado por Henricus Martellus por volta de 1491 descreve os Panotii como habitantes do sul da Ásia. 

Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

1 de fevereiro de 2019

Bujanga

۞ ADM Sleipnir


Bujanga é uma espécie de criatura alada, comumente descrita como sendo um dragão, pertencente ao folclore da ilha de Java e do oeste da Malásia. Ele é dito habitar e proteger as florestas e selvas da região. É uma criatura conhecedora de todas as tradições das florestas javanesas, e é capaz de compreender a linguagem de todos os seres viventes em seu domínio.

fontes:
  • A Wizard’s Bestiary A Menagerie of Myth, Magic, and Mystery, de Oberon Zell-Ravenheart and Ash “Leoparddancer” DeKirk;
  • Encyclopedia of Beasts and Monsters in Myth, Legend and Folklore, de Theresa Bane.



Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!
Ruby