30 de março de 2018

Itsumade

۞ ADM Sleipnir


Itsumade (japonês: 以津真天, literalmente "até quando?") é um dos yokais ilustrados no 2º livro da série Konjaku Gazu Zoku Hyakki (今昔画図続百鬼, "Os Cem Demônios Ilustrados do Presente e do Passado"), publicado em 1779 por Toriyama Seiken. Ele é uma espécie de pássaro com um corpo de cobra, um rosto humano com um bico pontiagudo e com garras afiadas. Ele possui também uma envergadura de quase 5 metros.

Itsumade aparece no céu noturno durante tempos de dificuldades, como pragas e desastres, ou voando sobre campos de batalha onde muitos morreram. Em particular, ele voa sobre lugares onde há sofrimento ou morte, mas pouco foi feito para aliviar a dor dos vivos ou pacificar os espíritos dos mortos. Ele voa em círculos durante toda a noite, gritando com uma voz terrível.

Arte de Samyy Chang

Antes de ser ilustrado por Toriyama Seiken em sua obra, o Itsumade fez sua primeira aparição no Taiheiki, uma história de ficção do Japão escrita no século XIV,  como um pássaro sinistro sem nenhum nome distintivo. Seu nome só seria dado por Sekien em sua obra três séculos depois.

Seiken nomeiou este yokai baseado em seu choro horrível de "Itsumademo", que significa "até quando?". Ele parece estar perguntando aos que estão abaixo dele por quanto tempo esse sofrimento passará despercebido. Pensa-se que os espíritos dos mortos se transformam em onryō (espíritos vingativos), que por sua vez tomam a forma desses pássaros e exigem o reconhecimento de seus sofrimentos e tormentos.

Lenda

Uma noite durante o outono de 1334, um Itsumade apareceu de repente acima do salão de cerimônias do estado, gritando: "Itsumademo? Itsumademo?", e o pânico se instaurou entre os habitantes da capital. Ele voltou na noite seguinte e em todas as noites depois dela. 

Depois de muito pesar, a corte imperial decidiu que algo tinha que ser feito. Eles recordaram o triunfo de Minamoto no Yorimasa contra o Nue muitos anos antes, e decidiram convocar o guerreiro Oki no Jirouzaemon Hiroari. Hiroari era um arqueiro muito habilidoso, e atirou uma kabura- ya (uma espécie de flecha sinalizadora, que emite um barulho sibilante enquanto voa), atingindo e matando o monstro no céu. Mais tarde, Hiroari recebeu o nome de Mayumi, que significa "arqueiro verdadeiro".

Após o feito, Mayumi Hiroari se tornou um guerreiro famoso e estabeleceu-se no que é agora Mayumi, cidade de Miyama, na prefeitura de Fukuoka, onde seu túmulo está localizado. A área foi renomeada em sua homenagem após sua morte.


Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

Nenhum comentário:



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos ou ofensas gratuitas;
-Comentários racistas e/ou xenófobos;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Desrespeitar o autor da postagem ou outro visitante;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Removeremos quaisquer comentários que se enquadrem nessas condições.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderemos responder seus comentários de forma mais apropriada, e você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby