Image Map

14 de dezembro de 2020

Ubagabi

۞ ADM Sleipnir

Ubagabi (japonês:  姥ヶ火 ou うばがび, algo como "velha de fogo") é uma espécie de yokai do folclore japonês, descrita como uma espécie de hinotama (bola de fogo) ou cabeça em chamas voadora que costuma aparecer durante noites chuvosas próximo as margens de rios e lagos. Originam-se de pessoas (a maioria das histórias fala de mulheres idosas) que foram flagradas durante a vida roubando o óleo das lanternas de santuários, tendo seu crime exposto para todos. A vergonha dessas pessoas era tão grande que acabavam se suicidando afogadas em rios ou lagos, onde acabavam se tornando yokais e passavam a assombrar.

Quando na forma de bola de fogo/cabeça em chamas, um Ubagabi possui cerca de 30 cm de diâmetro, além de apresentar um rosto de uma velha mulher. Também podem aparecer na forma de um frango, mas esta forma é menos comum e não dura muito tempo, tornando logo a assumir a forma de uma bola de fogo/cabeça em chamas.

Ubagabi no anime Gegege no Kitaro

Ubagabis possuem a incrível habilidade de voar longas distâncias - até 4 quilômetros - em um piscar de olhos. Ocasionalmente, eles roçam o ombro de uma pessoa e, em seguida, continuam vagando na escuridão. Dizem que aqueles que tiveram seu ombro tocado por um Ubagabi acabam morrendo de alguma forma dentro de três anos. No entanto, se a pessoa for rápido o suficiente e gritar, "Abura-sashi!" (ladrão de óleo) assim que um Ubagabi vier voando em sua direção, o yokai desaparecerá. A vergonha de ser chamado de ladrão de óleo é demais para suportar, mesmo na morte. Uma curiosidade: Ubagabis não são os únicos yokais relacionados ao roubo de óleo de lanternas. Aqui no blog temos o Abura-sumashi, mas também existem outros como o Abura-akago e o Sōgen-bi.

Ubagabis são mencionados em muitas obras antigas da literatura japonesa, como o Shokoku Rijin Dan (諸国 里人 談, "Histórias de Folclore Comum"), a coleção de contos diversos de Ihara Saikaku, Saikaku Shokoku Banashi (西 鶴 諸国 ば な し, "Os Contos das Províncias de Saikaku"), o Kokon Hyaku Monogatari Hyōban (古今 百 物語 評判, "Uma Análise de Cem Histórias de Fantasmas Novos e Antigos"), o Kawachi Kagami Meishōki (河内 鑑 名 所 記), e a coleção de ilustrações de yokais de Toiryama Sekien, o Gazu Hyakki Yakō (鳥山石燕 画図百鬼夜行, "A Ilustrada Parada Noturna de Cem Demônios").


fonte:
  • http://yokai.com/

NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante ajuda a manter o blog ativo!

9 de dezembro de 2020

Mayantú

۞ ADM Sleipnir


Mayantú é uma espécie de duende com cabeça de sapo dito habitar nas profundezas da floresta amazônia peruana. De acordo com histórias contadas pelo povo da cidade peruana de Iquitos, ele pode ser encontrado vivendo no alto das copas de árvores gigantes, como a sumaúma. Dizem também que ele não é uma criatura maligna, podendo ajudar aqueles que necessitem de sua ajuda. Por isso, o Mayantú é freqüentemente referido pelo povo de Iquitos como "o bom deus da selva". No entanto, o Mayantú não ajudará aqueles que vierem para a selva para destruí-la ou prejudicar seus habitantes. 

Além de ser uma lenda de Iquitos, o povo indígena Yagua também acredita neste ser mitológico. Os Yagua acreditam que o Mayantú possui o conhecimento das plantas medicinais da selva e pode usar essas plantas para curar qualquer doença.

Arte de DoctorRat

fontes:

NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante ajuda a manter o blog ativo!
Ruby