Image Map

14 de junho de 2021

Cruviana

۞ ADM Sleipnir

Arte de Adriano Abreu (@adrianobreuartes)

Cruviana (também conhecida como Corrubiana, Mãe do Ar, Deusa dos Ventos ou Senhora das Ventaniasé uma divindade do ar presente nas crenças de algumas tribos indígenas e no folclore da região norte do Brasil, em particular no Piauí. Ela é geralmente descrita como uma bela mulher com o dom de manipular e moldar o ar, além de ser capaz de se transformar em brisa. Nessa forma, ela costuma abordar forasteiros à noite, os envolvendo e seduzindo enquanto dormem. No dia seguinte, o mesmo acorda completamente apaixonado e encantado pela Cruviana, tanto que perde qualquer vontade que tenha de voltar para sua terra natal.

Sua presença normalmente é indicada por um vento muito gelado, que percorre as ruas durante a madrugada. Inclusive, o nome cruviana tornou-se sinônimo de vento frio. Muitos contos e cordéis citam a Cruviana como uma patrulhadora dos ventos em todas as regiões do Brasil, sendo o Norte e o Nordeste as regiões onde ela mais mantém sua vigilância. 

Arte de Grazi Katsura

fontes:

  • https://www.dicionarioinformal.com.br/significado/cruviana/28410/&gt/
  • https://fantasia.fandom.com/

NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante ajuda a manter o blog ativo!

12 comentários:

  1. primeira vez que conheço a mãe do ar, será que têm relação com mãe d'água?, enfim sempre bom saber mais da nossa mitologia brasileira

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Realmente ela não é muito famosa, eu mesmo a conheci a pouco tempo.

      Excluir
  3. Então ela está para as regiões Norte-Nordeste, o que o Minuano é para sulistas. Meu Brasil sempre me impressionando. Obrigado ao pessoal do Portal dos Mitos por existirem e compartilharem esse tipo de conteúdo!

    ResponderExcluir
  4. Nossa! Que legal, ouvi sempre minha vó falar nesse termo, e queria saber a causa, me esclareceu tudo, e que mito legal! ótimo trabalho!

    ResponderExcluir
  5. Eu sou do Piauí e desde novo escuto sobre a Cruviana, mas nunca achei que essa era a origem... Achava que era do o vento frio da madrugada mesmo

    ResponderExcluir
  6. Mito folclórico antigo do Piauí, talvez por seu de lá eu já tinha ouvido falar, mas como o Antônio Benício, somente pelo vento frio que nos pegava pela madrugada ou pela manhã cedinho! Ótimo conhecer

    ResponderExcluir
  7. Me desculpem, mas peço licença para retificar sobre esse engano postado neste Blog, Cruviana a senhora dos ventos, é da região norte, daqui de Roraima, não do Piauí (região nordeste), ela faz parte de nossas crenças e lendas, da nossa rica Amazônia, no extremo norte do Brasil- Roraima-RR.
    A lenda da Cruviana explica o frescor das madrugadas roraimenses. Durante todas as noites, a linda deusa do vento se transforma em brisa e seduz os forasteiros durante o sono. Na manhã do dia seguinte, os viajantes acordam encantados e apaixonados pela terra de Makunaima, de onde nunca mais vão embora.
    Diz a lenda que durante muito tempo, um vulcão existia em Tepequém e causava grandes estragos aos indígenas que moravam na região. Depois de muitas tragédias, os pajés entregaram três lindas virgens ao deus do fogo e em seguida, as larvas pararam de jorrar e diamantes saiam do vulcão. Há quem diga que as três serras que formam Tepequém são as índias virgens sacrificadas.
    Um belo dia Makunaima constatou que o seu território tinha sido invadido. Muito zangado, convocou os guerreiros e partiram para a batalha. O poderoso índio expulsou todos os invasores, mas ficou muito ferido e subiu para o Monte Roraima, onde dorme profundamente. Quando o guerreiro acordar e não gostar do que presenciar no seu reino, todos os súditos sentirão o peso da ira de Makunaima.
    Canaimé
    Canaimé é um ser muito temido pelos índios de Roraima e ataca quem faz mal para a natureza. Canaimé não possui cabeça, tem olhos na barriga e fica invisível para atormentar os inimigos que invadem o seu território. Canaimé habita na montanha Tupuy juntamente com espíritos do mal, animais gigantes, como cobra grande e o grande deus do mal, Makunaima. Agradecida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, não há o que se desculpar! Fiz minha pesquisa me baseando principalmente em sites e artigos que falam exatamente o que escrevi aqui, mas sempre é possível haverem erros ou equívocos nas informações. Estarei pesquisando novamente sobre o assunto para uma futura revisão. Obrigado!!

      Excluir



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo, porém peço que evitem:

1) Xingamentos ou ofensas gratuitas ao autor e a outros comentaristas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Comentários que inflijam um desses pontos estão sujeitos a exclusão.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderei responder seus comentários de forma mais apropriada, e de brinde você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby