Image Map

7 de junho de 2021

Os Mestres Artesãos: Masamune & Muramasa

۞ ADM Sleipnir


Gorō Nyūdō Masamune (japonês: 五郎入道正宗) e Muramasa Sengo (japonês 千子村正) foram dois mestres artesãos lendários do Japão, famosos pelas centenas de lâminas que forjaram para os samurais. Masamune foi o criador das espadas conhecidas hoje como katanas, além das adagas chamadas Tantō, na tradição Soshu. Já Muramasa era conhecido pela agudeza de suas lâminas, que se tornaram as favoritas do clã Tokugawa.

Masamune viveu no período Kamakura (séc. XIII-XIV) e Muramasa viveu no período Muromachi (séc. XIV-XVI). As datas exatas de nascimento e de morte deles não são conhecidas, mas estima-se que Muramasa tenha nascido e vivido 300 anos depois de Masamune. Apesar de terem vivido em épocas diferentes, comparações são freqüentemente feitas entre os dois. As lâminas forjadas por Masamune são reverenciadas até hoje por alguns como sendo objetos sagrados, enquanto as lâminas forjadas por Muramasa ficaram estigmatizadas como amaldiçoadas, levando seus proprietários a cometerem assassinatos ou suicídios.


A origem da má fama das lâminas de Muramasa

Em vida, Muramasa e suas lâminas gozavam de boa reputação, porém, após sua morte e o desaparecimento de sua linhagem familiar (que pelo o que se sabe durou por mais três gerações), além de uma série de incidentes envolvendo suas lâminas, o nome Muramasa ficou manchado e assim permanece até os dias atuais. 

A má reputação das lâminas feitas por Muramasa teriam começado com os rumores de cortes acidentais, escorregões e outros acidentes envolvendo-as que resultaram em ferimentos fatais dentro do clã Tokugawa. Os rumores se espalharam como fogo pelas aldeias e cidades do Japão feudal, e conta-se que o próprio xogum Tokugawa Ieyasu baniu o uso de tais katanas em sua corte, ajudando a espalhar a ideia de que elas eram amaldiçoadas. Por causa do estigma associado a essas lâminas, alguns insurgentes e samurais inimigos do xogum eram conhecidos por usá-las como um símbolo de sua rebelião.


O nome de Muramasa passou a ser usada no teatro e na cultura popular para denotar a arma de assassinos possessos e loucos, aumentando a má reputação do seu nome. Como uma explicação para a loucura do vilão, o nome Muramasa tornou-se ligado à violência e traição. Alguns dizem que Muramasa sofria de loucura - a qual de alguma forma contaminou suas lâminas, e forçava seus donos a derramarem sangue antes de se deixar embainhar. No entanto, essa história contradiz o fato de que ele mantinha uma reputação forte e popular enquanto ainda estava vivo.

Talvez devido a má reputação das lâminas de Muramasa, nenhuma delas tenha recebido o status de Tesouro Nacional Japonês ou Propriedade Cultural Importante, ao contrário das lâminas forjadas por Masamune.

Lendas

Um conto famoso fala sobre um samurai que , desejando testar o corte de uma lâmina Masamune e outra Muramasa, colocou as duas dentro de um rio.  A lâmina de Muramasa retalhou tudo o que tocou - folhas, peixes e até o próprio ar - enquanto a água do rio simplesmente fluía passando pela lâmina de Masamune. Um monge que passava pelo local explicou ao samurai que a lâmina de Masamune era a melhor das duas, pois não cortava desnecessariamente. Em contraste, a espada forjada por Muramasa "pode cortar tanto borboletas quanto cabeças". 


Uma variação dessa história costuma colocar os próprios Masamune e Muramasa juntos, fazendo o teste de suas lâminas no rio. Outra história diz que Muramasa era um discípulo de Masamure, e com inveja da qualidade superior das lâminas de seu mestre, amaldiçoou as próprias lâminas. Mas como se sabe, os dois não viveram no mesmo tempo, logo, jamais se encontraram.

Historiadores costumam considerar Masamune e Murasama como sendo símbolos de suas respectivas eras. Muitos de seus discípulos se tornaram artesãos habilidosos por seus próprios méritos. Masamune em particular ainda possui um descendente vivo, Tsunahiro Yamanura, um progênie de 24ª geração que possui uma empresa na cidade de Kamakura, no Japão, que fabrica tesouras, facas e outros implementos laminados.

Tsunahiro Yamanura

fontes:

NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante ajuda a manter o blog ativo!

Nenhum comentário:



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo. Porém pedimos que evitem:

1)Xingamentos ou ofensas gratuitas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Desrespeitar gratuitamente o autor da postagem ou outro visitante. Mantenha a polidez;
6)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Removeremos quaisquer comentários que se enquadrem nessas condições.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderemos responder seus comentários de forma mais apropriada, e você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby