2 de janeiro de 2013

Surtur

۞ ADM Sleipnir



Surtur, Surtr ou ainda Surt (Antigo Nórdico "Negro" ou  "Aquele moreno"), é o jötunn ancião, líder dos gigantes de fogo do Muspelheim. Surtur é citado na Edda poética, compilada no século 13 a partir de fontes tradicionais mais adiantadas, e na Prosa Edda, escrita no século 13 por Snorri Sturluson. Em ambas as fontes, Surtur é anunciado como sendo uma figura importante durante os eventos do Ragnarök, carregando sua espada brilhante, ele irá para a batalha contra os Æsir, tendo um confronto com o grande deus Freyr, e depois as chamas que ele traz vão engolir a Terra. É O assassino de dois irmãos de Odin, Vili e Ve, E certamente deve ser considerado tanto o  maior inimigo de Odin quanto de Asgard.

Surtur não é mencionado em grande parte da mitologia pagã que foi recuperada e escrita nos Eddas. Existem algumas escolas de pensamento que discutem se Surtur  foi de fato o primeiro ser, criado a partir do fogo primordial. Este fogo teria derretido a geada de gelo para  revelar Audhumla, e para criar o ser primordial, Ymir. Além disso, como o tempo, o fogo de Surtur teria sido o suficiente para revelar o primeiro dos deuses, Buri, o pai de Odin, que se tornaria o chefe do Æsir. Se esta visão estiver correta, então Surtur é o começo de toda a vida e o final dela também.


Durante o ciclo do mito pagão nórdico, Surtur  permanece nas fronteiras do reino de fogo Muspelheim, onde ele e todos os seus filhos vivem. Eles não têm grandes conflitos com os deuses como os gigantes de gelo, e os gigantes de fogo tentam manter-se inativos até que o tempo do Ragnarok chegue. Durante o Ragnarok (uma espécie de versão Viking do Armagedom), Surtur e seus gigantes de fogo irão se juntar aos gigantes de gelo, bem como o grande lobo Fenrir e seu irmão mais velho Jormundgand, a Serpente do Mundo, juntamente com o seu pai Loki, em uma batalha contra os Aesir e Vanir . Muitos deuses morrerão, e Surtur estará destinado a lutar contra o desarmado deus Freyr antes do fogo de Muspelheim varrer a terra e deixá-la limpa e pronta para um novo ciclo de vida. 

É interessante que os únicos dois gigantes de fogo que realmente encontramos no Asatru( movimento religioso neopagão que busca reviver o paganismo nórdico existente na época dos Vikings– tal como descrito nos Eddas – antes da chegada do Cristianismo.) são Surtur e Loki. Loki primeiramente é o deus da esperteza e travessura, que apresenta um uso controlado do fogo, uma vez que torna a vida mais fácil e ajuda a alcançar feitos maiores. No entanto, quando o fogo fica fora de controle, como Loki fez através do assassinato do deus Baldur, torna-se uma força destrutiva. Fogo que descontrolado se torna um incêndio, consumindo todos, até desenvolver o poder de Surtur, cujas chamas mancham os céus de vermelho. Este fogo que ainda é uma parte necessária da vida, purificando o mundo e deixando Midgard pronto e fértil para uma nova vida para vir e um novo reinado da nova geração dos deuses que sobrevivem do conflito. Um círculo de vida que prova que para cada final há de fato um novo começo à espera de acontecer.

Na cultura popular
  • Surtur aparece na capa e nome do último disco da banda Amon Amarth, "Surtur Rising";
  • Surtur é um dos vilões de Thor nos quadrinhos da Marvel;
  • Ele também figura no jogo Thor: God of Thunder (2011).

Agradecemos sua visita e se gostou da leitura, deixe seu comentário! Compartilhe também nossos posts nas redes sociais!

3 comentários:

  1. vcs sao muito fodas continuem com mais mitos nordicos.

    ResponderExcluir
  2. Mitos...eu necessito lê-los..lê-los e relê-los.

    ResponderExcluir



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos / Ofensas;
-Incitar o ódio e o preconceito;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Reservamo-nos ao direito de remover qualquer comentário nessas condições.

De preferência, faça login com uma conta do Google, assim poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby