Image Map

5 de outubro de 2020

Mameleu

۞ ADM Sleipnir

arte de Elartwyne Estole

Mameleu (também conhecida como Nanreben ou Mamayloé uma gigantesca serpente marinha (ou dragão) presente no folclore filipino, dita atacar pescadores em noites de lua cheia. É geralmente descrita como tendo um corpo com um comprimento que varia dentre 30 a 200 metros, repleto de escamas largas e resistentes. Sua cabeça é comparada a de um búfalo asiático, possuindo um par de chifres e presas longas, e olhos vermelhos bastante assustadores, dos quais dizem que o Mameleu expele chamas (outras versões da lenda não especificam os olhos,  só afirmam que a criatura expele chamas).

Não é claro se existem múltiplos Mameleu ou somente um, mas supostos avistamentos da criatura por parte de pescadores foram feitos ao longo das décadas e em regiões diferentes das Filipinas.

Arte de ladysantos30

fontes:

NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante e ajuda a manter o blog ativo!

9 comentários:

  1. Essa mitologia filipina é como a mitologia brasileira,bem fraquinha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tb achava o folclore brasileiro chato,mas de uns dias pra cá percebi o quanto nossa cultura e rica em diversidade de criaturas fantásticas e quanto mais me aprofundo,gosto mais

      Excluir
    2. Respeito mas discordo da opinião do amigo Anônimo. A mitologia nórdica é atrativa aos nossos olhos pq é bastante explorada pela mídia, mas quando vamos estudar a fundo vemos muitas incoerências e escassez de informações sobre certas coisas. A mitologia filipina é riquíssima, só que infelizmente aqui no ocidente é muito mal explorada e o pouco que chega não consegue apresenta-la da melhor forma possível. Nossa mitologia e folclore também é mal explorado.

      Excluir
  2. Cara, estou amando o blog! A quantidade e qualidade das informações faz dele excelente, além de divulgar a fonte da pesquisa para quem deseja mais informações. Somente gostaria de fazer uma sugestão construtiva: abordar os aspectos psicológicos dessas figuras míticas, como, por exemplo, quais arquétipos eles representam. Sei que este não é um blog de psicologia, mas, em minha opinião, isso deixaria os textos ainda mais ricos.
    Obrigado pela dedicação ao blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado você Daniel pelo comentário e pela sugestão!

      Excluir
  3. Já ouviu falar (ou leu sobre) o homem-sapo? Eu li num livro sobre lendas amazônicas há muito tempo... Só que não tenho mais o livro, nem encontrei informação alguma sobre... Mas lembro que era uma criatura enorme, assustadora e os pescadores tinham medo... Até evitavam pescar em certas condições/horas do dia, para evitar encontrá-lo. O livro era Amazônia: Reino da Fantasia, de Altino Berthier Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca ouvi falar. Irei procurar o livro.

      Excluir
    2. E ele não é o único, também tem a Dinahí, uma mulher peixe( não exatamente uma sereia ou monstro), Poré, que lançava raios, Juma, Cupendiepes, E caso esteja procurando mitologia brasileira, há o livro Mitos Indígenas nunca publicados(ou algo assim...) De Curt Nimuendaju, disponível em PDF... Esse livro tem muitas histórias de monstros.

      Excluir
  4. Acho que a mitologia brasileira é pouco explorada,agora dizer que ela é fraquinha KKKKK n tem sentido nenhum falar isso.A nossa mitologia tem uma amplitude gigantesca,até pq temos as lendas urbanas,as rurais,as indígenas,as lacustres,as interioranas e muitas outras

    ResponderExcluir



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo, porém peço que evitem:

1) Xingamentos ou ofensas gratuitas ao autor e a outros comentaristas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Comentários que inflijam um desses pontos estão sujeitos a exclusão.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderei responder seus comentários de forma mais apropriada, e de brinde você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby