Image Map

28 de março de 2013

Tupã

۞ ADM Sleipnir

Arte de Filipe Sant'Ana

Tupã (também TupaTupave ou Tenondé) é uma figura controversa pertencente à mitologia dos povos tupi-guarani. Comumente considerado como um deus supremo, criador do universo e da luz, Tupã é na verdade uma criação dos católicos europeus, introduzido na cultura indígena tão logo os jesuítas iniciaram o processo de catequização no país no séc. XVI. Essa afirmação é feita por Câmara Cascudo (1898 -1986), famoso  historiador e cientista brasileiro, que em sua obra Geografia dos Mitos Brasileiros, descreve com detalhes o processo conduzido pelos jesuítas para criar uma identificação do seu deus com os nativos.

A Criação de Tupã e a Demonização de Jurupari

Ao chegar no novo e inexplorado território, os padres se depararam com centenas de milhares de "novas almas" a serem convertidas à sua religião. Porém, antes de iniciar o seu trabalho de catequização, foi necessário identificar os objetos de adoração desses homens. Entre eles estava Jurupari, espírito dos pesadelos e uma entidade vista por maléfica pelos índios mas não necessariamente um demônio. Não podendo associar o seu deus a este ser,  os jesuítas logo o identificaram com outra figura de suas crenças, Satanás. Tendo achado o "deus maligno" em meio as crenças indígenas, faltava encontrar aquele que seria a representação do deus cristão. 

Foi então que surgiu Tupã, cujo o nome para os nativos era o mesmo do som do trovão (tu-pá ou tu-pã). Sendo um fenômeno não familiar aos índios, e não tendo nenhum significado real para eles além do medo de seu som, os jesuítas logo trataram de vesti-lo com todas as características de seu próprio deus, e se declarando como seus emissários. Segundo o missionário francês Jean de Léry, quando um trovão ressoava, os índios se assustavam, e eles (os jesuítas) aproveitavam o momento para dizer-lhes que era Deus que estava fazendo o céu e a terra tremer, a fim de mostrar sua grandeza e poder.

Arte de Thiago de Souza

Aos poucos, tudo relacionado à Jurupari foi sendo destruído e afastado do meio indígena, enquanto o deus cristão, na forma de Tupã, foi introduzido em sua cultura. As crianças e adultos indígenas que estavam sendo catequizados aprendiam que Tupã era o deus criador do universo, tal como o deus cristão. 

De acordo com as pesquisas realizados por Câmara Cascudo, não há indícios de que houvesse, antes da chegada dos portugueses, a ideia de uma entidade onipotente e onipresente, à maneira do ser supremo das religiões monoteístas.

Representações de Tupã

Tupã, como uma figura personificada e manipulando raios é uma figura completamente estranha aos povos tupi-guarani. Tupã era visto da mesma forma que o deus cristão, como um ser onipresente e sem forma física. Essa imagem, tão comum para nós nos tempos atuais, é uma construção ocidental totalmente influenciada pela imagens de deuses mais famosos como o Zeus grego.

Arte de Gabriel Damasceno

Mitos

Com o passar do tempo, a figura de Tupã foi tomando forma e se misturando com crenças de outros povos indígenas, principalmente com o guarani. A seguir, trago duas lendas que fazem parte dos mitos de criação Guarani e que trazem Tupã como protagonista.

A União de Tupã e Jaci

Antes da criação da raça humana, Tupã casou com Jaci (ou Araci), deusa mãe do céu, cuja casa era a lua. Tupã e Jaci se conheceram através de uma constelação de estrelas, e levou anos para encontrarem um ao outro. De acordo com o mito, Tupã e Jaci desceram sobre a Terra um dia após seu casamento, e juntos eles criaram os rios e os mares, as florestas, as estrelas e todos os seres vivos do universo. Diz-se que o local em que estavam criando essas coisas estava no topo de uma colina em Areguá, uma pequena cidade no Paraguai, perto da capital Assunção.

Criação da raça humana

Após a criação de todas as coisas na terra, Tupã decidiu iniciar a criação do primeiro casal humano sobre a terra. Para sua criação, Tupã usou uma mistura de argila, suco extraído da erva-mate, o sangue do tuju, as folhas de vários tipos de plantas, e, finalmente, uma centopéia. Ele fez uma pasta desta mistura, usando as águas de uma nascente próxima, que se tornaria o Lago Ypacaraí. A partir desta pasta, Tupã criou um par de estátuas à sua imagem, e deixou-os no sol para secarem e encherem de vida. Os seres humanos recém-criados foram colocados na frente dos deuses, e a mulher foi nomeada Sypave (literalmente "mãe do povo") por Jaci, e o homem foi nomeado Rupave (literalmente "pai do povo") por Tupã.

Tupã e Jaci aconselharam os seres humanos a se reproduzirem e viverem em paz e amor. Tupã criou os espíritos do bem e do mal, Angatupyry Tau, e os deixou na terra para guiarem as pessoas para um dos dois caminhos. Após isso, ele retornou aos céus.

Arte de Jãnio Garcia

fontes:


NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante ajuda a manter o blog ativo!

41 comentários:

  1. Um deus rippie kkkkk
    Interessante esse post ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. amei essas informações sobre o deus tupã e seus mitos, e também em relação da criação humana, isso só me deixas com novas ideias pro meu projeto com essas informações que captei dessa lenda, obrigada cara voçe voçe é demais, essa lenda me ajudará com meu projeto de fazer um reconhecimento e importançia dos indios no brasil e quem sabe no mundo inteiro, sonho meu! kkk

      Excluir
    2. Eu que agradeço! Boa sorte para você e seu projeto!

      Excluir
  2. mano siseramente prefiro 10000000000 vezes o zeus doque esse maluco ai kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você prefere Zeus porque nunca leu de verdade sobre a mitologia Guarani. Não fazendo pouco da mitologia grega que eu também amo, mas Zeus é o deus dos deuses, um pulador de cerca e corno. Tupã tem os mesmo poderes de Zeus, mas não ficava criando encrenca com metade to panteão. Ah detalhe... Tupã não é o deus dos deuses é a voz de Iamandu... Parece que o deus dos deuses grego está no nivel do mensageiro do deus dos deuses tupi. ;) se liga... a cultura do seu país tem mais história pra contar do que você imagina. =) Isso foi uma critica. Não fala do que você não conhece.

      Excluir
    2. Curto muito a mitologia grega, mas concordo com a Anna, o povinho brasileiro devia ser mais original e começar a dar valor ao que é seu... Somos um dos únicos povos no mundo que não tem nada de original, tudo vem de encomenda de outros lugares e se culturaliza aqui... E o que temos, ignoramos... É incrível a ignorância do povo brasileiro!

      Excluir
    3. olha realmente tem grandes pontos positivos o conhecimento cultural brasileiro, mas pouco se exige saber deles atualmente.Mas concordo, é realmente interessante saber dos primordios desta naçao(kkkkk)

      Excluir
    4. anna, se formos analisar as mitologias mai precisamente, Zeus é o deus do deuses e tupã a voz de Lamandu... mas por as mitologias serem diferentes, há possibilidade de Zeus estar quase do mesmo nível que tupã, a unica diferença.. é que Tupã criou todo o universo, assim como Caos na mitologia greco-romana. já Zeus criou muitas coisas também, tal como exemplo a águia (Seu Simbolo). eu diria que Zeus e Tupã estão praticamente e teoricamente no mesmo cargo, eu concordo na parte do brasil ser um pais rico em cultura... mais não podemos reduzir ou inferiorizar as outras culturas perante à nossa. Eu discordo na parte em que Zeus era "corno" sendo que Hera nunca traiu (já que ela era deusa do casamento e não podia trai-lo). e Tupã tinha sim puladas de cerca. e na minha opinião em um combate direto, Zeus teria mais chances de vitória, já que tem mais experiência em combate e já derrotou seres que se provaram serem milhares de vezes mais poderosos que ele, em exemplo Cronos e tifão. e o que o colega anonimo quis dizer, é que ele prefere Zeus do que Tupã, mesmo sabendo das histórias de ambos, pessoas tem gostos diferentes, se você prefere tupã, bom que seja, ele prefere Zeus assim como eu. eu conheço as historias de ambos e prefiro a mitologia Greco-romana porque é o meu gosto. e Zeus tinha motivos para puxar brica com metade do panteão. bom esse é o meu ponto de vista e minha opinião, eu sei que vão ter pessoas que vão discordar, as vezes até você discorde, mas análise os fatos... não é porque a mitologia é do seu pais que ela vai ter mais histórias a contar do que as outras. pense melhor antes de fazer uma critica, principalmente quando se trata dos gostos e opinião de uma pessoa

      Excluir
    5. Tanto Tupã quanto Zeus são deuses complexos e maravilhosos para se estudar. Eu prefiro nem e nem outro, porque meus regentes deuses das tempestades é Thor e Xangô. Mas todas as culturas devem ser estudadas, mas devemos levar em conta em como muitas pessoas preferem outras culturas não pelo gosto - mesmo elas dizendo que é -, e sim pelo fato de terem um certo "preconceito" com a nossa culturas, a síndrome do vira-lata, onde tudo de fora é melhor e o Brasil é uma bosta. Se a pessoa tem esse pensamento, não querendo nem ao menos saber sobre nossa cultura, seria equivocado fazer alguém escolher entre algo que ela sabe e outra que não sabe. Pq mesmo que a pessoa não tenha preconceito, seria mais justo a pessoa conhecer mais um deus pra ela saber qual preferiria. É complexo.

      Excluir
    6. conheço as duas mitologias, mais eu prefiro a grega, não é porque eu acho o brasil uma bosta ou que eu tenha preconceito, na minha opinião, a mitologia indígena estaria em um top 10 das melhores mitologias do mundo, na minha opinião, perdendo apenas para as mitologias Grega, Nórdica, Egípcia e Japonesa, a minha preferida é a Grega, por quê se formos ver, a mitologia Grega e Indígena são ricas em conteúdo, mas, a Grega meche mais comigo sabe.... ler e estudar a miologia grega é uma das melhores coisas a se fazer no tempo livre, claro que a indígena também é.... mas as histórias da Grécia antiga, como as de Hércules, Teseu, Perseu, Édipo, Aquilis, Poseidon, Zeus, Hades, Apolo, Ares, Hefesto, Dionisio, Hera, Ártemis, Héstia, Hermes.... são tantas histórias, que se uma pessoa dedicar a sua vida inteira em estudar essa mitologia, vai morrer de velhice, mais, não vai saber de nem metade das Histórias. já a indígena possui Histórias fantásticas, mas não como a Mitologia Grega. bom esse é o meu gosto, eu prefiro a Grega, mas se alguém prefere a Indígena, não tenho nada contra

      Excluir
    7. Olá colega virtual, vejo que você é um grande apreciador dessa temática. Não conheço muita coisa sobre a mitologia greco-romana, somente o que se conhece pelos filmes. Mas, recentemente comecei a criar um grande apreço pela mitologia amazônica. O caso é, já busquei material sobre esse assunto em todos os lugares que eu tenho disponível, e tudo que consigo me parece bastante reduzido. Isso me parece ser um grande problema de descaso com a nossa cultura. Enfim... Se você, ou os demais, puderem me indicar boas fonte de conhecimento sobre mit. amazonica seria de grande valor para mim.

      Desde já agradeço.

      Excluir
  3. esse maluco é gente boa... kkk

    ResponderExcluir
  4. A mitologia brasileira e uma das mais ricas do mundo, as pessoas nao se interessam pq nao virou filme, eu prefiro mil vezes Tupã do que zeus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi, essas lendas me trouxe muitas inspirações pra eu fazer um projeto meu em particular e quem sabe algum dia transforma lo em gibis ou filme, meu sonho kkk, tenho um longo caminho pela frente até conseguir realizar esse sonho e mostrar reconhecimento desses mitos do nosso país e ao mundo. mostrar reconhecimento das nossas lendas e claro a importancia dos indigenas em nossa cultura.

      Excluir
  5. Concordo com você, cara! Vai lá, Tupã, detona o tiozinho do raio da Grécia! XD Afinal, esse cara parece ser mais rilex, Zeus aprontava com todo mundo e ninguém podia contrariar porque se não ele estourava... Os outros.

    ResponderExcluir
  6. Só esclarecendo, não é uma crítica ok? Tupã na verdade não era o deus supremo não, o deus supremo era Iamandu, Tupã era a voz de Iamandu, tipo um mensageiro, mas foi Tupã quem criou o mundo. Sem dúvidas ele é uma das figuras mais importantes da cultura indígena brasileira.Os Jesuítas que entenderam as coisas meio errado e acabou se popularizando dessa forma. Adoro a mitologia Guarani é linda demais! *O*

    ResponderExcluir
  7. queira copiar para ver melhor mas, não dá.......
    Não me ajudou!

    ResponderExcluir
  8. TUPÃ é o DEUS primitivo desta merda de BRASIL!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido se você não gosta do Brasil, compra passagens no viajante.com só de ida pra qualquer outro lugar do mundo. Se não vai, então fica quieto e cala boca, para de falar besteira.

      Excluir
    2. Paga a passagem de mais de 50% do Brasil que quer cair fora, e a gente vai :) A gente só ta aqui por falta de grana mesmo

      Excluir
  9. Adorei o conteúdo do blog, mitologia brasileira é riquíssima, a cada dia que passa eu pesquiso mais e mais. 💜

    ResponderExcluir
  10. qual era o deus lider(ou proximo) do panteao brasileio ou parecido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade não existe algo assim na mitologia brasileira, pois ela mistura divindades de várias tribos indígenas. Cada tribo tinha suas próprias divindades. Os tupi-guarani tinham Tupã, os Camacãs tinham Gueggiahora, e por aí vai.

      Excluir
  11. Se colocarmos de um ponto de vista , sao todos os mesmos com formas habitos e costumes diferentes, todas as historias, lendas e mitos sã contadas de uma maneira diferente porem, analisando bem é como se todos esses deuses e lendas fossem a mesma coisa so muda os nomes.. como uma maneira para que cada lugar ou pais tenha sua historia para contar.. Olhem os ensinamentos de todos eles e reparem, sao quase os mesmo mas contado de uma maneira diferente..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Galera pra que comentário grande mas cada um com a sua preferência e cabo

      Excluir
  12. Eu adoro mitologias, e tenho muito orgulho dos nosso deuse mitologicos brasileiros, parabéns gostei muito do conteúdo do Blog.

    ResponderExcluir
  13. Muito legal parabéns e espiritualidade a todos

    ResponderExcluir
  14. Adorei tupã....adoro a mitologia e sabedoria ancestral muita paz e luz a todos adoro conhecer e quem é buscador da verdade..

    ResponderExcluir
  15. Nesse site o ponteiro do meu mouse ficou superba. Como eu faço pra conseguir esse ponteiro?

    ResponderExcluir
  16. não me ajudou nada. a tela é muito escura! clareia ela e vai ficar um pouco melhor. o conteúdo também não foi dos melhores, mas dá pro gasto. até que gostei bastante.

    ResponderExcluir
  17. Vocês poderiam postar informações de Iamandú,também conhecido como Nhandeara e Monã? Estou criando um personagem baseado no Shazam com os poderes de deuses indígenas

    ResponderExcluir
  18. Se por acaso, alguém abordasse a mitologia indígena do Brasil em um livro, seria apropriação religiosa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vejo dessa forma, mas sempre tem um pra acusar alguém de alguma coisa kk. E tem muitos livros abordando nossa mitologia e folclore.

      Excluir
    2. Mas se por acaso eu escrevesse um livro, quase Percy Jackson, e representasse os deuses indígenas da minha forma, não seria desrespeito com os índios?

      Excluir
    3. Há quem diga que sim. Eu discordo que seja desrespeito.

      Excluir
  19. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo, porém peço que evitem:

1) Xingamentos ou ofensas gratuitas ao autor e a outros comentaristas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Comentários que inflijam um desses pontos estão sujeitos a exclusão.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderei responder seus comentários de forma mais apropriada, e de brinde você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby