Image Map

22 de julho de 2020

Anat

۞ ADM Sleipnir

Arte de Fipsor

Anat (também conhecida como Anant, Anit, Anti, Anthat e Antit) foi uma antiga divindade semita/canaanita que se tornou popular no antigo Egito no final do Império Médio. Ela foi particularmente popular na área delta do Norte no Segundo Período Intermediário (período no qual os hicsos invadiram o Egito), mas sua adoração sugere que houve uma migração lenta de pessoas do Levante por algum tempo antes da invasão hicsa. 

Embora os faraós do Novo Reino fossem hostis à cultura hicsa, Anat não foi rejeitada após os hicsos serem repelidos e o Egito se reunir sob o comando de Amósis I. De fato, Ramsés II adotou Anat como sua guardiã pessoal em batalha e expandiu o santuário para Anat. quando ele empreendeu a restauração de Tânis. Ele também nomeou seu cão "Anat em vigor" e teve uma filha (que mais tarde se tornou sua esposa) chamada Bint-Anat ("Filha de Anat").

Características

Anat era uma deusa da fertilidade, do amor sexual, da caça e da guerra e, como tal, era uma divindade paradoxal. Ela era considerada a mãe dos deuses, mas também era conhecida como "a Virgem". Ela às vezes era conhecida como “A Devassa” (por causa de seu desejo por sexo e guerra), a "Filha mais bela de Baal", “A Senhora”, “A Destruidora”, “Força Vital” e “A Senhora da Montanha". Ela também possuía vários epítetos que parecem ser peculiarmente egípcios, principalmente Anat-la ("Agradável Anat"), Herit-Anta ("Terror de Anat") e ao redor de Elefantina, primeiro nomo do Alto Egito, o hebraico Beth-El ("Casa de Deus").


Os textos cuneiformes a descrevem como uma deusa agressiva e cruel que destrói os inimigos de Baal, atravessando poças repletas de sangue. Ela até caça e mata Mot (o deus da morte canaanita) após este matar Baal. No entanto, ela também possuía um lado mais gentil. Como deusa da sexualidade, Anat era considerada a mais bela dentre todos os deuses e, como deusa da fertilidade, protegia as pessoas, os animais e as plantações.

Associações

Anat era originalmente considerada filha de El e irmã e esposa de Baal. No Egito, ela era considerada filha de Ra e esposa de Seth (que era associado a Baal) junto com sua irmã Astarte. No entanto, em Mênfis, ela também era filha de Ptah, e os trabalhadores hebreus da décima oitava dinastia (Novo Reino) a consideravam esposa de Andjety, que era associado a Osíris. Os egípcios também a associaram a Neith (deusa da guerra do Delta que também era associada à tecelagem). Como Neith, Anat era frequentemente representado com uma lança ou um eixo. Ela também estava associada ao precioso corante conhecido como púrpura tíria (que apesar do nome às vezes era quase vermelho-sangue) e ao caramujo Murex do qual o corante era feito.


Representações e Culto

Os fenícios geralmente descreviam Anat como uma mulher nua com órgãos sexuais exagerados, portando um arco e flecha (às vezes substituídos por uma lança ou um eixo de tecelagem). Ela era frequentemente acompanhada por um leão, seu animal sagrado. No Egito, muitas vezes era representada usando uma coroa emplumada que lembrava a Coroa Branca (Hedjete) e carregava uma lança, machado de batalha e escudo ou um cetro e um ankh.

Ela era adorada em Mênfis com todos os principais deuses e deusas egípcios, mas também tinha santuários em Tânis (capital dos hicsos) e Beth-Shan (na Palestina). Anat também foi adorada no templo de Yahweh pelos colonos judeus na ilha de Elefantina.

fonte:
NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante ajuda a manter o blog ativo!

3 comentários:

  1. Interessante saber que ela já foi adorada pelos judeus. É tão difícil achar algo falando sobre como as Religiões Abraâmicas já foram politeístas e hoje fazem de tudo pra esconder isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. na verdade, se ler na biblia, em exodo 32-1 diz. O povo, ao ver que Moisés demorava a descer do monte, juntou-se ao redor de Arão e lhe disse: “Venha, faça para nós deuses[a] que nos conduzam, pois a esse Moisés, o homem que nos tirou do Egito, não sabemos o que lhe aconteceu”.

      e em exodo 32-19 diz que Quando Moisés aproximou-se do acampamento e viu o bezerro e as danças, irou-se e jogou as tábuas no chão, ao pé do monte, quebrando-as.

      Ou seja, não tem ninguém escondendo nada, é só falta de informação para quem não pesquisa.

      Fonte. Biblia Sagrada online ou fisica.

      https://www.biblegateway.com/passage/?search=%C3%8Axodo%2032&version=NVI-PT

      Excluir
  2. Verdade. Israel já foi politeístas

    ResponderExcluir



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo, porém peço que evitem:

1) Xingamentos ou ofensas gratuitas ao autor e a outros comentaristas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Comentários que inflijam um desses pontos estão sujeitos a exclusão.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderei responder seus comentários de forma mais apropriada, e de brinde você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby