6 de maio de 2016

Tempo do Sonho

۞ ADM Sleipnir


Na mitologia dos povos aborígines australianos, o Tempo do Sonho ou somente O Sonho (TjukurrtjanaAltjeringa ou Alcheringa, em inglês: Dreamtime), é o período da criação, durante o qual o mundo tomou forma e toda a vida teve início. Durante o Tempo do Sonho, seres ancestrais criaram a paisagem, fizeram os primeiros humanos e os ensinaram como viver.

Espíritos do passado, presente e futuro

Os aborígines acreditam que os espíritos dos seres ancestrais que dormem sob o solo emergiram da terra durante o Tempo do Sonho. Enquanto andavam pela terra, estes seres ancestrais assumiram as formas de seres humanos, animais, plantas, estrelas, vento ou chuva. Durante sua jornada, eles criaram as colinas, planícies, e outras formações naturais. Alguns dos seres trouxeram chuva. Alguns criaram as primeiras pessoas, e alguns estabeleceram as leis sob as quais as pessoas vivem.


Quando os seres ancestrais deitavam-se sobre as rochas macias e ainda úmidas, eles muitas vezes deixavam marcadas nelas impressões de si mesmos. Os aborígines acreditam que esses seres ancestrais continuam a viver nos lugares que levam a sua marca. Lá, nas profundezas da terra, eles deixaram várias forças, incluindo "espíritos-criança", que tomam a forma humana por intermédio de um pai e uma mãe humanos na Terra. 

O Tempo do Sonho não terminou no momento da criação, porque os seres ancestrais e os espíritos-crianças são eternos. Quando uma vida termina, o espírito-criança retorna à terra e permanece lá até que ele volte novamente em outra forma humana. Além disso, através da participação em certos rituais, os indivíduos podem encenar novamente a jornada de seus antepassados. Seres ancestrais e seres humanos são, assim, intimamente ligados para sempre.

Histórias do Tempo do Sonho

Diferentes grupos aborígenes contam várias histórias do Tempo do Sonho sobre seus seres ancestrais. Um dos grupos aborígenes do norte da Austrália descreve como um ser ancestral na forma de uma cobra enviou morcegos para os seres humanos comerem durante o Tempo do Sonho. No entanto, os morcegos voavam tão alto que as pessoas não eram capazes de capturá-los. A cobra então arrancou uma de suas próprias costelas para criar o bumerangue. Usando esta arma, as pessoas puderam caçar e comer os morcegos.

Já o povo Aranda, da Austrália Central, conta sobre um grande espírito ancestral lagarto. Eles descrevem como o lagarto criou as primeiras pessoas durante o Tempo do Sonho, e como este lhes deu inúmeras ferramentas para a sobrevivência, como facas de pedra e lanças. Os Aranda, que consideram o lagarto sagrado, acreditam que certos poços e formações rochosas marcam os locais onde o grande lagarto fez o seu trabalho.



fonte:


Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

Nenhum comentário:



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos ou ofensas gratuitas;
-Comentários racistas e/ou xenófobos;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Desrespeitar o autor da postagem ou outro visitante;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Removeremos quaisquer comentários que se enquadrem nessas condições.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderemos responder seus comentários de forma mais apropriada, e você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby