Image Map

19 de abril de 2017

Ek Chuah

۞ ADM Sleipnir



Ek Chuah (ou Ek Chauah, Ek Chuwah, Ek Chuaj, "Chefe da Guerra Negra"; às vezes referido como Deus M) era um deus maia da guerra, responsável pelo transporte das almas dos mortos em batalha. Além disso, ele era o deus do cacau, e, semelhante ao deus maia Xaman Ek, era um deus protetor dos mercadores e viajantes. 

Ek Chuah possuía uma natureza um pouco contraditória; como o deus da guerra era visto como maligno, mas como um deus dos comerciantes de rua era um deus de caráter benevolente.



Representações

Ek Chuah é a sexta divindade mais comumente descrita nos códices maias, sendo retratado 40 vezes. Ele é geralmente representado com a pele pintada de preto, com um nariz comprido e estreito e um grande lábio inferior. Algumas imagens de Ek Chuah o mostram segurando uma lança (quando representando o deus da guerra) ou um conjunto de bens (quando representando o deus dos mercadores). O hieróglifo de seu nome é um olho com uma borda preta.

Patrono do Cacau

O cacau foi um dos produtos mais importantes comercializados pelos maias e muitas vezes era tratado como moeda. Como Ek Chuah era patrono do cacau, os proprietários das roças de cacau realizavam cerimônias ou festivais especiais em sua honra. Uma delas era realizada durante Muwan, um mês no calendário solar maia (Haab). 



Interações com outras divindades

Ek Chuah era às vezes retratado em combate, na maioria das vezes acompanhado de Buluk Chabtan, o deus da guerra, da violência e sacrifício. No Codex Madrid, Ek Chuah e Buluk Chabtan estão intimamente relacionados e, por vezes, quase indistinguíveis um do outro. Conforme Ek Chuah ganhou influência e importância na sociedade maia, ele acabou suplantando Buluk Chabtan.


NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante e ajuda a manter o blog ativo!

Nenhum comentário:



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo, porém peço que evitem:

1) Xingamentos ou ofensas gratuitas ao autor e a outros comentaristas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Comentários que inflijam um desses pontos estão sujeitos a exclusão.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderei responder seus comentários de forma mais apropriada, e de brinde você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby