Image Map

29 de janeiro de 2018

Qadesh

۞ADM Sleipnir
Arte de Yim Yuming
Qadesh (Qedesh, Kadesh, Qetesh, Qudshu), é uma deusa originalmente semítica cujo culto foi importado para o Egito durante o Novo Reino. Ela era uma deusa da natureza, da beleza e do prazer sexual. Originalmente, seu marido era o deus Reshep, uma divindade síria cujo culto foi introduzido no Egito durante o Império Médio. Quando seu culto se espalhou para o Egito, Qadesh foi associada com o deus de fertilidade Min. Min e Reshep foram adorados como uma tríade com Qadesh, onde ela era a esposa de ambos os deuses ou a esposa de Reshep e a  mãe de Min.

Qadesh foi originalmente retratada como uma mulher nua de pé sobre um leão (ou às vezes um cavalo, fora do Egito) com uma lua crescente sobre a sua cabeça. Após a sua adoção no panteão egípcio, ela era mais comumente retratada usando a coroa de Hathor ou um par de chifres de vacas, um disco solar (também associado a Hathor e ao "Olho de Rá") e um vestido de bainha apertado. Muitas vezes, ela era mostrada segurando cobras (representando genitálias masculinas) ou uma planta de papiro (representando Reshep) em sua mão direita e flores de lótus (representando a genitália feminina ou Min) em sua mão esquerda. Assim como Bes e Hathor, Qadesh sempre é retratada de frente e não em perfil.


Seu nome é possívelmente relacionado à palavra hebraica "qedesh", cujo significado é problemático. Muitas vezes, é traduzido como "mulher sagrada" e (de acordo com alguns) refere-se às prostitutas sagradas do culto de Asherah (deusa da natureza semítica que era associada a Hathor no Egito), conhecidas como Quedeshot. Qadesh às vezes é pensada como sendo um aspecto de Asherah em vez de uma deusa distinta. No entanto, alguns estudiosos sugerem que ela era uma deusa distinta e que a conexão com a prostituição deve-se a pequenas interpretações erradas de textos bíblicos. Eles sugerem que, na verdade, a palavra era relacionada aos funcionários do templo e não tinha conotação sexual.


NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante ajuda a manter o blog ativo!

3 comentários:

  1. obrigada por essa explicaçao, me interesso por Qadesh, adorei le-los!

    ResponderExcluir
  2. Hoje, através de um oráculo, descobri que em uma de minhas vidas, fui Qadesh e meu marido, Reshep. Procurando informações, encontrei esse blog. Gratidão!

    ResponderExcluir



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo, porém peço que evitem:

1) Xingamentos ou ofensas gratuitas ao autor e a outros comentaristas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Comentários que inflijam um desses pontos estão sujeitos a exclusão.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderei responder seus comentários de forma mais apropriada, e de brinde você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby