25 de outubro de 2012

Zumbis (Zombies)

۞ ADM Berserker


Entre as lendas de mortos-vivos, um dos mitos mais difundidos na cultura popular é o dos zumbis ou zombies. Segundo a lenda, zumbis são seres humanos que morreram, mas por ação de um sacerdote vodu regressaram à vida e se converteram em escravos dos mesmos.

Para criar um zumbi, um bokor (sacerdote ou sacerdotisa) rouba o ti bon ange (alma menor). Este roubo é feito mediante técnicas de magia negra quando a pessoa está morrendo, e imediatamente depois de morrer. O ti bon ange é conservado em uma garrafa pelo ladrão, que a partir desse momento tem o controle do corpo da pessoa morta, esta carece de pensamento e controle autônomo, de modo que pode ser manejada como um escravo total e absoluto por parte do ladrão. Existe também o "astral", que é uma energia proveniente da alma humana, e que também é capturada pelo sacerdote e usada para aumentar o seu poder. O astral Zombi é normalmente mantido dentro de uma garrafa que o sacerdote pode vender aos seus clientes para dar sorte ou sucesso financeiro.

Em países onde o vodu é muito difundido religiosamente é corrente dizer que pessoas de muito sucesso têm zumbis aos seus serviços. Acredita-se que os ghede (espíritos dos mortos que usam chapéus de copa) também podem criar zumbis. Em algumas comunidades da África do Sul, acredita-se que uma pessoa morta pode ser transformada em um zumbi por uma criança pequena. É dito que a magia pode ser quebrada com um sangoma poderoso o suficiente.

Acredita-se que após um tempo, Deus tomará a alma de volta e o zumbi vai deteriorando-se, como se apodrecesse e finalmente seu corpo acabara por morrer completamente, o que torna o zumbi uma entidade física/espiritual temporária. Devido a esse fator, sempre são descritos com uma aparência que demonstra o efeito do tempo e da morte, possuindo a pele apodrecida, com um cheiro forte e horrível e normalmente perdendo partes do corpo, como dentes, dedos, etc. A lenda Vodu sobre o zumbi diz ainda que quem o alimenta com sal vai fazê-lo retornar imediatamente para o túmulo.

Embora estejam entre as menos fantásticas das criaturas lendárias, a figura dos zumbis ganhou um grande destaque mundial, se tornando extremamente popular graças ao filme de 1968 "Night of the Living Dead" de George A. Romero, que deu origem a todo um gênero de estórias de terror, que hoje já alcança praticamente todas as mídias.

Nesse tipo de estória os zumbis sempre apresentam uma mistura das suas próprias características com as de outros tipos de mortos-vivos (Principalmente ghouls) e geralmente também possuem a capacidade de criar novos zumbis a partir dos cadáveres dos humanos que eventualmente são eliminados por eles, ou mesmo infectando humanos vivos com doenças letais que convertem as pessoas em zumbis assim que elas vêm a falecer, a partir dessa linha de pensamento surge o conceito de “Apocalipse Zumbi”.


Apocalipse Zumbi

É um cenário hipotético da literatura apocalíptica. Cultuado - e até mesmo aguardado - por muitas pessoas e com base na ficção científica e no terror, a expressão refere-se a uma infestação de zumbis em escala catastrófica, que rapidamente transformaria esta espécie na dominante sobre a Terra. Tais criaturas, hostis à vida humana, atacariam a civilização em proporções esmagadoras, impossíveis de serem controladas por forças militares, mesmo com os recursos atuais à disposição.

Em algumas hipóteses, vítimas de um ataque de zumbi também se transformariam nestas criaturas se sofressem uma mordida ou arranhão de um infectado. Em outras, “o vírus” pode ser transmissível através do ar. Finalmente, existe ainda o quadro mais caótico: Todo o ser humano que morre, seja lá qual for à causa, torna-se um morto-vivo. Nestes cenários, os zumbis caçam seres humanos para alimentarem-se, sua mordida causando a infecção que faz com que um sobrevivente de ataque também se torne um zumbi posteriormente. Isto rapidamente se tornaria uma infestação absolutamente incontrolável, com o pânico causado pela "Praga Zumbi" acarretando no rápido colapso do conceito de civilização como hoje a conhecemos. Em pouco tempo, a existência de vida humana no planeta seria reduzida a poucos grupos de sobreviventes - nômades ou isolados - buscando por alimento, suprimentos e lugares seguros num mundo pré-industrial, pós-apocalíptico e devastado.

O conceito, nascido na década de 1960, ganhou grande popularidade ao longo dos anos, servindo de tema para incontáveis filmes, seriados, livros, histórias em quadrinhos, videogames e outras obras de variadas mídias. Como já mencionado, há até mesmo os que acreditam na concretização de tal cenário, e preparam-se para sua suposta chegada.


Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

Um comentário:



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos ou ofensas gratuitas;
-Comentários racistas e/ou xenófobos;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Desrespeitar o autor da postagem ou outro visitante;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Removeremos quaisquer comentários que se enquadrem nessas condições.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderemos responder seus comentários de forma mais apropriada, e você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby