7 de dezembro de 2016

Metatron

۞ ADM DamaGótica


Arte do mobile card game "Legend of Minerva"
Metatron (também conhecido como Metratron, Matretton, Mittron, Metaraon, Merraton) é um anjo serafim segundo a tradição judaica e em algumas tradições cristãs, sendo chamado de "O Anjo Supremo", "Príncipe dos Serafins", "Porta-voz Divino", "Mediador de Deus com a Humanidade", "Anjo da Morte e da Vida" e mencionado em algumas passagens do Talmude (livro sagrado dos judeus), como escrivão divino. Metatron é uma figura importante na mística judaica e muito comum em textos pós-bíblicos e ocultistas, que lhe atribuem a invenção do Tarot.

Como um dos anjos mais importantes na hierarquia celestial, Metatron é membro de um grupo especial que possui a permissão de olhar para o rosto de Deus, uma honra que a maioria dos anjos não compartilham. Na literatura, Metatron é muitas vezes referido como "o Príncipe do Semblante".

Mitos

Os mitos de Metatron são extremamente complicados, e existem pelo menos duas versões separadas. O primeiro deles indica que ele passou a existir quando Deus criou o mundo, e imediatamente assumiu suas muitas responsabilidades. O segundo afirma que ele era originalmente um ser humano chamado Enoque, um homem bondoso e piedoso, que tinha ascendido ao céu algumas vezes e, finalmente, foi transformado em um anjo de fogo. Alguns livros posteriores adotam a primeira versão, alguns o segundo, e em outras literaturas ambas são combinadas. Há ainda duas versões do nome hebraico de Metatron, uma escrita com sete letras, a outra com seis, faltando a letra hebraica "yod". Os cabalistas explicam que o nome de seis letras representa o Metatron relacionado com Enoque, enquanto o nome de sete letras se refere ao Metatron primordial. Apesar do debate elaborado, a origem do nome de Metatron não é clara. Muitas tentativas foram feitas para explicá-lo, mas nenhuma delas foi satisfatória, uma vez que a palavra não tem significado real ou raiz em qualquer idioma. Alguns autores acham que o nome pode ter sido derivado de meditações e visões particulares, ou mesmo glossolalia.

No Talmude, Metatron é mencionado apenas três vezes, mas as referências são importantes. Todas as três se relacionam a questão do imenso poder de Metatron, o que pode ter feito algumas pessoas confundi-lo com Yahweh (Deus de Israel).

Em alguns escritos, ele até mesmo foi mencionado como o "Yahweh menor" - uma blasfêmia grave para o judaísmo estritamente monoteísta. Mais tarde, alguns autores tentaram resolver o problema, mostrando como as letras hebraicas do nome de um predecessor mítico, o anjo Yahoel (que viria a ser totalmente identificado com Metatron), eram as mesmas letras que aqueles em o nome do Senhor.

Segundo um relato contido no Talmude, um judeu do século I, Elisha ben Abuyah, recebeu permissão divina para entrar no paraíso e viu Metatron sentado ao lado de Deus ocupando o mesmo tipo de trono (uma ação que no céu é permitida apenas ao próprio Deus). Elisha, então, exclamou "Há de fato dois poderes no céu!", julgando que Metatron também era um deus. Diante disso o anjo recebeu humildemente 60 golpes de bastão de fogo, para provar que não era Deus. A lenda continua a explicar que ele fez uma suposição falsa, que na verdade custa Elisha sua posição dentro da comunidade judaica. Segundo estudiosos, Deus permitiu que Metatron sentasse, pois, como escriba de Deus, ele gravou as boas ações da Nação de Israel. Esta história funciona muito bem com duas das muitas tarefas celestiais de Metatron: escriba e advogado, defendendo a nação de Israel na corte celestial.

Metatron-Enoque


A ascensão de Enoque
Enoque, um professor piedoso, escrivão e líder de seu povo, é famoso pelo papel que teve na tragédia dos anjos caídos. Vivendo em uma época de grandes pecados, próximo do dilúvio, ele havia visitado o Céu mais de uma vez. No entanto, o momento era propício para uma viagem significativa. Uma noite, dois anjos o acordaram e ordenaram-lhe que se preparasse para uma viagem. Levaram-no em suas asas, e mostraram-lhe todos os céus e os seus habitantes, incluindo uma viagem de um lado para o Paraíso e para o lugar de punição e tortura dos pecadores, que curiosamente foi localizado não muito longe do paraíso. Ele observou a atividade do sol e da lua, e fez uma visita de consolação para os anjos rebeldes, os Grigori, sucedendo em trazê-los mais perto de Deus. Após o passeio, os grandes anjos Gabriel e Miguel levá-lo direto para o trono de Deus.

Sentado ao lado de Deus, Enoque foi instruído em sabedoria, e usando suas habilidades como escriba, escreveu 366 livros. Quando ele aprendeu tudo, uma coisa mais significativa aconteceu. Deus lhe revelou grandes segredos - alguns dos quais estão ainda mantidos em segredo pelos anjos. Entre eles estão os segredos da Criação, quanto tempo o mundo ainda vai sobreviver, e o que irá acontecer depois de seu desaparecimento. No final dessas discussões, Enoque retornou à Terra por um tempo limitado, para instruir a todos, inclusive seus filhos, sobre tudo o que ele aprendeu. Após 30 dias, os anjos o levaram de volta para o céu.

E então a transformação divina ocorreu. Ele recebeu qualidades espirituais e sabedorias adicionais. Deus anexou trinta e seis pares de asas ao seu corpo, e deu-lhe 365 olhos, cada um tão brilhante como o sol. Seu corpo se transformou em fogo celestial - carne, veias, ossos, cabelo, tudo se metamorfoseou na gloriosa chama. Faíscas emanavam dele, e tempestades, furacões e trovões cercaram sua forma. Os anjos vestiram-no com roupas magníficas, incluindo uma coroa, e providenciaram o seu trono. Um arauto celestial proclamou que a partir de então o seu nome não seria mais Enoque, mas Metratron, e que todos os anjos deveriam obedecê-lo, como a segunda somente a Deus.
E andou Enoque com Deus, depois que gerou a Matusalém, trezentos anos, e gerou filhos e filhas. E foram todos os dias de Enoque trezentos e sessenta e cinco anos. E andou Enoque com Deus; e não apareceu mais, porquanto Deus para si o tomou. [Gênesis 5:22-24]
Este pequeno trecho sugere que Deus o transformou em Metatron, já que o Gênesis silencia sobre os motivos que levaram a Deus a tomar Enoque.

Devido ao seu caráter misterioso, e a ligação com o Livro de Enoque, a figura de Metatron recebeu um forte sincretismo, sendo frequentemente associada ao esoterismo e a mitologia. Sua figura é descrita por adeptos do cristianismo místico como o mais alto dos anjos tendo de 2,5 a 4 metros, e sua enorme quantidade de olhos é necessária para executar sua enorme e vasta tarefa de velar pelo mundo inteiro. Nesse sentido, o anjo é tido como guardião universal e mantenedor do Universo.


Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

Nenhum comentário:



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos / Ofensas;
-Incitar o ódio e o preconceito;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Reservamo-nos ao direito de remover qualquer comentário nessas condições.

De preferência, faça login com uma conta do Google, assim poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby