Image Map

6 de junho de 2013

O Farol de Alexandria

۞ ADM Dama Gótica

Arte de Andrei-Pervukhin

O Farol de Alexandria foi uma torre construída pelo arquiteto e engenheiro grego Sóstrato de Cnido entre os anos de 280 e 247 a.C. na ilha de Faros, a mando de Ptolomeu I. Listado como uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo, ele servia como um marco de entrada para o porto e posteriormente, como um farol. Ptolomeu mandou construir a torre para servir de entrada no porto e informar os navegantes da proximidade de terras. 

A torre de mármore situada na ilha de Faros (por causa do nome da ilha, todas as construções até hoje, com o mesmo objetivo, são chamadas de farol), ficava próxima ao porto de Alexandria, Egito, no alto da qual ardia uma chama que, através de espelhos, iluminava até 50 km de distância, daí a grande fama e imponência do farol. Sobre uma base quadrada erguia-se a esbelta torre octogonal, com ponta cilíndrica e altura que variava entre 115 e 150 metros de altura, que por mais de cinco séculos manteve-se entre as mais altas estruturas feitas pelo homem. 


O farol ainda estava equipado com engenhos que marcavam a passagem do sol, a direção do vento e as horas, emitiam sinais de alarme acionados a vapor que podiam ser ouvidos durante o mau tempo, e também um elevador que permitia o acesso ao cimo da torre. Possuía também um periscópio gigante, por meio do qual um vigia podia observar embarcações que se encontrassem para além do horizonte aparente. Havia ainda no topo do farol uma estátua de Poseidon, o deus grego dos mares.

 A torre é considerada uma das maiores produções da Antiguidade com essa técnica. 

Uma lenda diz que Sóstrato procurou um material resistente à água do mar e por isso a torre teria sido construída sobre gigantescos blocos de vidro. Mas não há nenhum indício disso.

Com exceção das pirâmides de Gizé, foi a que mais tempo durou entre as outras maravilhas do mundo, sendo destruída por um terremoto em 1375. Suas ruínas foram encontradas em 1994 por mergulhadores, o que depois foi confirmado por imagens de satélite. Hoje a ilha é uma península, situada na baía da cidade egípcia de Alexandria e ligada por mar ao porto desta. 

NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante ajuda a manter o blog ativo!

2 comentários:

  1. Gostei da historia de Alexandria,só faltou a bandeira...

    ResponderExcluir
  2. Ótimo post. Queria muito que vocês fizesem um do templo de Artemis

    ResponderExcluir



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo. Porém pedimos que evitem:

1)Xingamentos ou ofensas gratuitas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Desrespeitar gratuitamente o autor da postagem ou outro visitante. Mantenha a polidez;
6)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Removeremos quaisquer comentários que se enquadrem nessas condições.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderemos responder seus comentários de forma mais apropriada, e você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby