Image Map

1 de fevereiro de 2017

Crocea Mors

۞ ADM Sleipnir


Réplica decorativa da Crocea Mors original
Crocea Mors ("Morte Amarela" em latim) era o nome da espada empunhada por Júlio César, um dos mais famosos governantes romanos. Acreditava-se que ela brilhava no Sol e se dizia que ela matava qualquer pessoa que conseguisse ferir, por isso o seu nome. 

Crocea Mors era uma espada gládio, com um punho decorado que condizia com o status majestoso de César. O gládio era a arma preferida dos romanos, usado principalmente para lidar com feridas na área abdominal - que é letal em muitos casos.



Dita ter sido um presente dado à Cesar pelo próprio deus ferreiro Vulcano, Crocea Mors pertenceu originalmente ao príncipe troiano Enéias, que a teria recebido de sua mãe, a deusa Vênus. Conta-se que ela caiu dos céus sobre onde seria fundada a cidade de Roma, com Enéias ouvindo as palavras "Com isso, conquiste!" em sua mente.

De acordo com o autor Geoffrey of Mormouth (em sua obra Historia Regum Britannia, "História dos reis da Bretanha" em latim), durante a invasão de César à Grã-Bretanha, ele travou uma batalha feroz contra Nênio, um  príncipe britânico. No final, César foi capaz de desferir um ferimento fatal na cabeça do príncipe. No entanto, isso lhe custou sua espada premiada: Crocea Mors ficou presa no escudo de Nênio. Mesmo à beira da morte, Nênio extraordinariamente sobreviveu por mais quinze dias - período no qual ele matou muitos romanos usando a própria Crocea Mors. Após sua morte, a espada foi enterrada junto com o seu cadáver, como símbolo de honra.



NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante ajuda a manter o blog ativo!

4 comentários:

  1. "Júlio César, o mais famoso dos imperadores romanos." Desculpe, mas Júlio César nunca foi imperador, ele morreu Roma nem havia se tornado Império ainda, era uma república... Júlio César foi o último governante da República de Roma, como cônsul e, posteriormente, ditador, na realidade o primeiro governante a utilizar o termo imperador, no sentido de chefe supremo do Estado romano,foi Otávio Augusto, sucessor de Júlio César.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Gabriel por fazer essa correção. Cometi um terrível engano, mas vou consertá-lo.

      Excluir
  2. Muito boa a postagem. Apesar de ser comum o erro em chamar o Júlio de imperador, a sua humildade de consertar o erro e deixar o comentário vale muito a pena em te parabenizar.

    ResponderExcluir



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo, porém peço que evitem:

1) Xingamentos ou ofensas gratuitas ao autor e a outros comentaristas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Comentários que inflijam um desses pontos estão sujeitos a exclusão.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderei responder seus comentários de forma mais apropriada, e de brinde você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby