Image Map

20 de fevereiro de 2017

Ticê

۞ ADM Sleipnir

Arte de Natalie Duarte

Ticê
é a deusa do submundo na mitologia tupi-guarani, e consorte do deus do submundo Anhangá. De acordo com a lenda, Ticê foi uma feiticeira muito poderosa e temida pelos grandes conhecimentos que possuía e por seu domínio sobre a maldade e a inveja. 

Uma lenda conta que ela usou seus encantos para não ser atingida pela loucura e morte que eram causados pelos olhos de Anhangá. Assim, ambos puderam olhar para os olhos um do outro e acabaram se apaixonando. Anhangá então levou Ticê para reinar ao seu lado no submundo, tornando-a uma deusa.

Arte de Natalie Duarte


fontes:
NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante ajuda a manter o blog ativo!

10 comentários:

  1. Jaci é a 1° deusa indígena mitológica que me apaixonei muito, Ticê é minha mais nova paixão, pelo panteão indígena divino, perdendo apenas para a Deusa Lua, Jaci♥️

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também sou apaixonada por Ticê, mas amo mais ela do que Jaci, confesso KKK

      Excluir
  2. Aproveitando que Ticê é uma "deusa-bruxa", vocês poderiam escrever um artigo sobre Mara? Por algum motivo é a minha personagem favorita

    ResponderExcluir
  3. Desculpa mas você pode indicar alguma fonte histórica empírica que descreva essa lenda? Eu já procurei muito e não encontro, as vezes penso que isso me parece uma fanfic mesmo, ao invés de uma lenda legítima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No momento não tenho nada para oferecer a respeito. Também tenho desconfianças dessa história, mas não achei nada na época que provasse que ela estava errada ou que não existisse. Ultimamente tenho revisado muitos posts do blog e encontrado muitas lendas que estão na mesma situação, e algumas consegui esclarecer, outras não.

      Excluir
    2. Há muita confusão tbm entre os mitos tupi-guarani e os mitos somente guaranis, oriundos e exclusivos da região paraguaia, como Tau e Kerana (que recentemente revisei e reclassifiquei no blog). E alguns autores famosos, além de artistas digitais e outros fanfiquistas tem propagado histórias sem fazerem uma pesquisa mais profunda, pegando o primeiro texto que vêem na internet e passando pra frente.

      Excluir
    3. Inclui 2 links de publicações que citam Ticê, mas nenhuma delas nos dá uma fonte que se permita verificar a origem da lenda. Li em alguns sites que Ticê teve sua história apagada pelos colonizadores, mas não tem como verificarmos.

      Excluir
  4. Compreendo perfeitamente a desconfiança de alguns leitores quanto a veracidade do mito. Fui pesquisar na biblioteca da Funai mas a quantidade de títulos e o mecanismo de busca não facilitam pra pesquisa. Tenho duas hipóteses quanto a forma que a história tem sido contada: A colonização apagou e perverteu e distorceu a figura dela assim como perverteram a figura do Anhangá, ele que se tornou algo muito próximo de demônios cristões do que o "protetor da caça" que ele era. A segunda hipótese é que ela é um romantização moderna de alguma outra figura importante para os indígenas, uma segunda fase de Jaci ou até do próprio Anhangá, assim como as diferentes fases de Dionisio na mitologia grega. Eu apostaria na primeira opção já que a segunda é puramente especulativa.

    Por favor continue com o excelente trabalho no blog, um abraço.

    ResponderExcluir



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo, porém peço que evitem:

1) Xingamentos ou ofensas gratuitas ao autor e a outros comentaristas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Comentários que inflijam um desses pontos estão sujeitos a exclusão.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderei responder seus comentários de forma mais apropriada, e de brinde você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby