Image Map

26 de julho de 2021

Alyosha Popovich

۞ ADM Sleipnir

Arte de Feig

Alyosha Popovich (russo: Алёша Попович, literalmente "Alexei, filho do padre", também conhecido como Alesha Popovich), é um herói popular do principado de Kiev. Dito ser filho de Leôncio, bispo de Rostov, ele é o mais novo dos três principais bogatyri (cavaleiros errantes) do folclore russo; os outros dois são Dobrynya Nikitich e Ilya Muromets. Todos os três são representados juntos na famosa pintura de Viktor Vasnetsov, "Bogatyrs"

Viktor Vasnetsov, "Bogatyrs"

Alyosha é o mais novo dentre os três, porém enquanto os outros bogatyri são conhecidos por sua força física e sua destreza ao combater os inimigos da Rússia, ele é conhecido por sua agilidade, inteligência, engenhosidade, desenvoltura e por sua atração por mulheres e por cortejá-las. Alyosha no entanto se destaca mesmo por sua capacidade de usar truques e enganar os outros, seja inimigos ou aliados (como veremos a seguir).

Passando a perna em Dobrynya Nikitich

Certa vez, Alyosha recomendou Dobrynya Nikitich ao príncipe Vladimir, como sendo o homem adequado para ir em auxílio do rei da Lituânia, que se encontrava sitiado pelos seus inimigos. Alyosha no entanto, tinha o desejo oculto de se livrar de Dobrynya e se casar com sua esposa Nastasya Nikulichna. Dobrynya ficou anos longe, e por várias vezes Alyosha espalhou que ele havia morrido e também constantemente pedia que Nastasya se casasse com ele. 

Arte de Stepan Gilev

Ela porém sempre recusava o pedido, dizendo que preferia esperar mais três anos a aceitar se casar novamente. Depois de muito esperar, Nastasya acaba finalmente aceitando se casar com Alyosha, e os preparativos para o casamento foram feitos. A notícia da cerimônia iminente chegou à Dobrynya Nikitich, que retornou a Kiev disfarçado e até cantou canções de celebração ao casal durante a mesma. No momento que o casamente estava pra ser sacramentado, Dobrynya revelou sua identidade, reunindo-se com sua esposa novamente e dando uma bela surra em Alyosha.

Em outra ocasião, quando a princesa Zabava foi sequestrada pelo dragão Zmey Gorynych, Alyosha contou a Vladimir que o dragão era amigo de Dobrynya, e isso fez com que o príncipe Vladimir designasse o bogatyr a ir resgatá-la, sob a pena de ser decapitado.

Alyosha e Tugarin


A história mais famosa envolvendo Alyosha Popovich envolve seu duelo contra Tugarin Zmeyevich, um monstro descrito ora como um gigante, ora um dragão antropomórfico ou dragão completo, e que personifica o mal e a crueldade. Nesta história, Alyosha Popovich e seu escudeiro Yekim foram até Kiev para se encontrar com o príncipe Vladimir. Quando eles chegaram, Vladimir estava promovendo um banquete e ofereceu à Alyosha um assento próximo a ele na cabeceira da mesa. Alyosha recusou a oferta, escolhendo sentar-se em um ponto ao lado do fogão, o qual era geralmente ocupado por servos. Pouco depois após refeição começar, a porta do salão foi aberta e uma criatura gigante e bruta entrou. Era Tugarin Zmeyevich, que sem prestar nenhum respeito a Vladimir, sentou-se entre o príncipe e sua esposa.


Assistindo a cena, Alyosha se perguntava o que havia entre o príncipe e sua esposa para permitir que uma criatura como aquela se sentasse entre eles ( algumas versões dessa história sugerem que isso ocorreu porque Tugarin e a esposa de Vladimir estavam tendo um caso). Tugarin cravou a lâmina de sua faca em um cisne assado que estava colocado diante dele e o comeu inteiro, cuspindo os ossos enquanto engolia a carne. Alyosha então provocou Tugarin, dizendo que seu pai uma vez teve um cachorro vira-lata que morreu sufocado com um osso de cisne e que esperava que Tugarin fizesse o mesmo. Tugarin ignorou Alyosha e devorou ​​uma enorme torta com uma única mordida. Alyosha resolveu provocá-lo mais uma vez, dizendo que seu pai tinha uma velha vaca que tinha remexido na terra em busca de comida e morreu sufocada. Disse ainda que esperava que as más maneiras de Tugarin o levassem ao mesmo destino.

Desta vez Tugarin mordeu a isca e perguntou ao príncipe Vladimir quem era o camponês ignorante que o insultava. Quando ele soube que era ninguém menos que Alyosha - pois até mesmo Tugarin já havia ouvido falar dele - ele atirou sua longa faca nele. Porém, o ágil escudeiro Ekim pegou a faca pelo cabo. Tugarin então empurrou a mesa e desafiou Alyosha a encontrá-lo na estepe próxima do rio Safat.

Alyosha aceitou o desafio e imediatamente partiu a pé. Enquanto se dirigia ao local do duelo, ele encontrou um peregrino que carregava um pesado cajado. Alyosha trocou de roupas com o peregrino, e também pediu emprestado o cajado. Logo depois, ele avistou Tugarin montado em um cavalo e voando acima dele (em uma versão as asas não são originais dele, mas feitas de papel, em outras versões, são de fato asas de dragão, porém bem finas).


Alyosha orou por uma forte chuva, e sua oração foi atendida quase que imediatamente. Assim que a chuva caiu, as asas de papel de Tugarin se desintegraram e ele caiu no chão (na versão em que são asas de verdade, Tugarin não consegue manter o voo por causa do peso das asas que ficaram molhadas). Tugarin percebeu quem era o peregrino e galopou em sua direção, com a intenção de esmagá-lo sob os cascos de seu cavalo. Ayosha esquivou-se agilmente do cavalo apressado e se escondeu sob sua juba esvoaçante. Enquanto Tugarin procurava por Alyosha, o bogatyr o atacou com o cajado, golpeando sua cabeça e derrubando no chão. Usando a faca que Tugarin tinha atirado contra ele, Alyosha o decapitou. Em seguida, empalou a cabeça com a ponta do cajado e retornou a Kiev montado em seu cavalo. Curiosamente, quando a esposa de Vladimir fica sabendo da morte de Tugarin, ela fica triste e repreende Alyosha Popovich pela morte de seu "querido amigo" (reforçando a teoria que de fato os dois eram amantes).


Alyosha como um personagem real

Alyosha Popovich pode ter sido baseado em um personagem real de Rostov chamado Alexandre Popovich, que  de acordo com a Crônica de Nikon, serviu ao príncipe Usevolodo, o Grande Ninho e morreu em 1223 na Batalha do Rio Kalka contra os tártaros. Há porém quem afirme que tal personagem não existiu.

Arte de Stepan Gilev

fontes:
  • https://en.wikipedia.org/wiki/Alyosha_Popovich
  • https://brickthology.com/2012/11/18/alyosha-popovich
  • Encyclopedia of Russian & Slavic Myth and Legend, de Mike Dixon-Kennedy
NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante ajuda a manter o blog ativo!

4 comentários:



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo, porém peço que evitem:

1) Xingamentos ou ofensas gratuitas ao autor e a outros comentaristas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Comentários que inflijam um desses pontos estão sujeitos a exclusão.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderei responder seus comentários de forma mais apropriada, e de brinde você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby