11 de abril de 2016

Corvo Escarnecedor

۞ ADM Sleipnir


O Corvo Escarnecedor (ka'lanu ahkyeli'ski no idioma cherokee), é uma figura maligna e impiedosa, presente nas lendas do povo cherokee. Descrito como um espírito do mal, um anjo da morte, a sua existência era temida por todos na cultura cherokee, incluindo outros espíritos e bruxas. 

O seu objetivo é torturar e atormentar uma pessoa que esteja à beira da morte, com o intuito de acelerar o processo. Uma vez morta, o Corvo Escarnecedor consome o seu coração, para reforçar sua própria força vital. Para cada ano em que o moribundo ainda poderia viver, o Corvo Escarnecedor acrescenta à sua própria vida.


Corvos Escarnecedores possuem duas formas distintas. A primeira é a de um ser muito velho e frágil, à qual ele assume enquanto ataca um moribundo. Ao cair da noite, quando viaja para atacar sua próxima vítima, o Corvo Escarnecedor assume a forma de um sinistro corvo. Nesta forma, ele voa pelo céu noturno, como uma visão aterradora deslizando pela noite, gritando e gemendo, anunciando a todos sua presença. Ele sobrevoa o quarto da vítima, produzindo sons horríveis, como se zombasse dela, até que então, ele adentra o seu quarto.

Uma vez no quarto da vítima, o Corvo Escarnecedor encontrará outras bruxas e espíritos malignos, que se unem a ele em sua atividade. Ele e os demais espíritos malignos são invisíveis aos olhos comuns e por isso, o moribundo só aparenta ter asfixia e falta de ar para aqueles que estão ao seu redor, quando na realidade ele está sendo torturado pelos espíritos malignos. Era um costume cherokee contratar o serviço de curandeiros para vigiarem o quarto do parente moribundo, afim de prevenir a ação de um Corvo Escarnecedor. Existem inclusive, contos de um famoso caçador de Corvos Escarnecedores chamado Gskli'sk, que matou muitos desses maus espíritos.



fontes:
Agradecemos sua visita e se gostou da leitura, deixe seu comentário! Compartilhe também nossos posts nas redes sociais!

2 comentários:

  1. Eu gostaria de saber sobre uma criatura mitológicas,o cumanga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anônimo! Já publiquei um artigo no blog sobre a Cumanga, só que com o nome Cumacanga:http://portal-dos-mitos.blogspot.com.br/2014/10/cumacanga.html

      Excluir



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos / Ofensas;
-Incitar o ódio e o preconceito;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Reservamo-nos ao direito de remover qualquer comentário nessas condições.

De preferência, faça login com uma conta do Google, assim poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby