Image Map

10 de novembro de 2013

Vishnu

۞ ADM Sleipnir


Vishnu, conhecido como "o preservador", é uma das três divindades supremas do hinduísmo, ao lado de Brahma e Shiva. O seu nome significa "aquele que tudo penetra", ou "aquele que tudo impregna". O papel de Vishnu é proteger os seres humanos e restaurar a ordem no mundo e sua presença é encontrada em cada objeto e força na criação, e alguns hindus reconhecem-o como o ser divino a partir do qual todas as coisas surgiram. Vishnu aparece em uma série de textos hindus , incluindo o Rig-Veda, o Mahabharata , e o Ramayana.

Nos Vedas, uma coleção de textos sagrados antigos, que inclui o Rig-Veda , Vishnu é apenas um deus menor. Nas duas representações mais comuns de Vishnu, ele aparece flutuando na superfície do oceano primordial no topo de uma serpente de mil cabeças chamado Shesha, que o protege enquanto dorme ou  aparece flutuando sobre as ondas com seus quatro braços, cada mão segurando um de seus atributos divinos: uma concha, um disco de energia, um lótus e um cajado. Sua montaria é a águia Garuda.


A concha se chama Pantchdjanya e possui todos os cinco elementos da criação: ar, fogo, água, terra e éter. Quando se assopra nessa concha, pode se ouvir o som que deu origem à todo o universo, o Om. O disco, ou roda de energia de Vishnu, se chama Sudarshana e representa o controle dos seis sentimentos, servindo de arma para cortar a cabeça de qualquer demônio. O Lótus de Vishnu se chama Padma. É o símbolo da pureza e representa a Verdade por trás da ilusão. O cajado de Vishnu se chama Kaumodaki e representa a força da qual toda a força física e mental do universo são derivadas.

O mais famoso feito de Vishnu nos Vedas foi conduzir as três etapas que mediram a extensão do mundo, um ato que foi parte da criação. Algumas histórias de Vishnu o creditam com um papel importante na criação, outros dizem que ele ajudou o deus Indra. Mitos início também retratam Vishnu como um mensageiro entre os seres humanos e os deuses. Com o tempo, o caráter de Vishnu combinou os atributos de um número de heróis e deuses , e ele se tornou um dos mais importantes e populares deuses hindus.

Dashavatara, As Várias Formas de Vishnu


Segundo a mitologia hindu, Vishnu visitou à Terra em uma variedade de formas humanas e animais chamadas avatares. Esses avatares são encarnações do deus que contêm parte de seu espírito divino e poder. Os hindus acreditam que um avatar de Vishnu aparece sempre que o mundo ou os seres humanos estão em perigo , e, desta forma , o deus ajuda a superar o mal, trazer justiça e restaurar a ordem.

Vishnu possui dez avatares principais. O primeiro, Matsya, era um peixe que salvou o primeiro ser humano, Manu, de uma grande enchente, conduzindo o seu barco em segurança. Kurma, o segundo avatar, foi a tartaruga que durante o Samudra Manhtan, a Agitação do Oceano de Leite, auxiliou o processo usando suas costas para apoiar o Monte Mandara em suas costas. Dessa forma foi possível recuperar vários objetos preciosos, além da deusa Lakshmi, a deusa da fortuna e da beleza que havia desaparecido e viria a se tornar sua esposa. 

Vishnu apareceu na Terra pela terceira vez como Varaha, o javali. Varaha livrou o mundo de um gigante demônio chamado Hiranyaksha, que arrastou a terra para o fundo do oceano e o escondeu lá. Depois de uma luta de mil anos, Varaha matou o demônio, resgatou a Terra e trouxe ela para a superfície e preparou ela para que pudesse sustentar a vida, modelando as montanhas e moldando os continentes

O quarto avatar de Vishnu, o homem-leão Narasima, livrou mundo de outro demônio, Hiranyakasipu, que havia proibido o culto aos deuses. Quando o malvado rei Bali ganhou o controle do mundo, Vishnu apareceu na Terra pela quinta vez como Vamana, o anão. Vamana convenceu Bali a dar-lhe qualquer pedaço de terra que ele pudesse cobrir em somente três passos. Vamana conseguiu uma audiência com Bali e foi solicitar-lhe um pedaço de terra para viver. Bali era dono de todo o sistema galáctico e desejou satisfazer o desejo de Vamana, subestimando-o por ele ser um anão. Mas Vishnu ficou gigantesco e com o primeiro passo envolveu toda a Galáxia, com o segundo todo o Universo e indagou onde iria colocar o pé para o terceiro passo. Inteligentemente Bali respondeu: “Sobre a minha cabeça, meu Senhor”.

O sexto avatar de Vishnu foi Parashurama, um jovem guerreiro, exterminador da casta dos guerreiros (xátrias). Para vingar a morte de seu pai, morto injustamente por representantes da casta dos xátrias, Parashurama, dotado de um poder sobre-humano e armado de um machado, destruiu vinte e uma vezes toda a casta dos guerreiros. Só deteve a sua carnificina ante a uma encarnação de Vishnu como xátria e tida como infinitamente mais poderosa que Parashurama, a encarnação de Rama.

Os avatares mais populares e mais conhecidos de Vishnu são Rama e Krishna, os grandes heróis dos épicos Ramayana e Mahabharata. Rama, o sétimo avatar, salvou os seres humanos do rei demônio Ravana, enquanto Krishna livrou o mundo de muitos demônios e participou de uma longa luta contra as forças do mal. 

O nono avatar de Vishnu foi Balarama, irmão mais velho de Krishna. Acredita-se que ele se envolveu em muitas aventuras ao lado de seu irmão. Balarama raramente é adorado de forma independente, mas as histórias sempre se concentram em sua força prodigiosa. Em representações visuais, ele geralmente é mostrado com pele pálida em contraste com a pele azul de Krishna. Em várias versões da mitologia, acredita-se que Buda seja a nona encarnação. No entanto, este foi um acréscimo que veio depois que o conceito de dashavatara já estava estabelecido.

O décimo avatar de Vishnu, Kalki, ainda não chegou na Terra. Segundo o mito, ele virá ao final da era atual (Kali yuga), montado em um cavalo branco e empunhando uma espada de fogo, para supervisionar a destruição final dos ímpios, restaurar a pureza, a renovar a criação e trazer uma nova era de harmonia e ordem.

NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante e ajuda a manter o blog ativo!

7 comentários:

  1. Kalki seria Jesus? Porque em Apocalipse também diz que ele viria num cavalo branco...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kalki costuma ser associado à figura de Jesus por conta desse e de outros elementos.

      Excluir
    2. Seria errado dizer que Kalki seria Jesus, já que são culturas e religiões diferentes. O correto seria dizer que são semelhantes, pois muitos pensamentos filosóficos e simbólicos do hinduísmo compartilham semelhança com a tradição judaica-cristã, porém, suas semelhanças não indicam uma mistura clara entre as culturas, principalmente que a figura de Vishnu é bem mais antigo que a de Jesus. Essa imagem de um herói ou um ser salvador vindo de um cavalo branco, do mar ou apenas retornando para salvar o povo, é muito comum encontrar em mitos de todo o mundo.

      Excluir
  2. O Vishnu seria representado pela figura masculina no casal da fortuna?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quero te ajudar a responder sua perguntam porém........ Não entendi muito bem kkk poderia explicar melhor?

      Excluir
    2. Eu entendi mas acabei esquecendo de vir responder. O casal da fortuna a que ele se refere é uma dupla de estátuas representando deuses da fortuna. Pesquisando, encontrei uma dupla formada por 2 deuses chineses e outra formada por Lakshmi e outro deus, que acredito se tratar de Vishnu mesmo.

      Excluir



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo, porém peço que evitem:

1) Xingamentos ou ofensas gratuitas ao autor e a outros comentaristas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Comentários que inflijam um desses pontos estão sujeitos a exclusão.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderei responder seus comentários de forma mais apropriada, e de brinde você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby