Image Map

25 de agosto de 2015

Onça-boi

۞ ADM Sleipnir

Arte de  Yuri Saluceste 

A Onça-boi (ou Onça Pé-de-boi) é um animal fantástico presente no folclore amazônico, que muitos pescadores, caçadores e mateiros que se aventuram pelas florestas juram já ter visto. Segundo os relatos, ela seria uma espécie de onça que possui cascos de boi no lugar de suas patas. 

De acordo com o folclore, ela caça sua presa sempre em pares (em contraste com as onças reais, que sempre caçam sozinhas e não formam casais permanentes, unindo-se somente para as relações sexuais). Dessa forma, elas encurralam sua presa (geralmente caçadores), fazendo com que ela sua uma árvore na tentativa de escapar. Elas iram se revezar na vigilância da presa, até que a mesma caia da árvore, devido ao sono ou fome. 

O único meio de sobreviver ao ataque da Onça-boi é matar uma delas, tão logo sejam avistadas. Alguns dizem que deve-se matar o macho, e assim a fêmea fugirá. Outros dizem que a fêmea deve ser morta, e então o macho fugirá. 

Arte de Douglas Nogueira @oreticolo
NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante e ajuda a manter o blog ativo!

7 comentários:

  1. Gostei, esse seria um monstro brasileiro legal para figurar como inimigos regulares numa mata em um RPG genérico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um sistema de ataque em bando seria muito daora, dando vantagem quando a criatura estivesse em par com outra

      Excluir
    2. Sem duvidas, tanto que entrará no Códex (bestiario/fabulario do meu cenário, 7 Destinos RPG)

      Excluir
  2. Muito boa informação!! Tanta boa informação, tanto a descobrir e pesquisar!!
    Nunca havia sequer ouvido sobre esta figura mítica.
    Claro que não sou nenhum viajante.
    Brasil gigante com uma cultura maior ainda!
    Pena que nossas crianças só conheçam personagens do Halloween introduzidos quase a força!!

    ResponderExcluir
  3. interessante, pergunto-me de onde surgiu esse mito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A origem exata do mito eu desconheço, mas é possível que seja de origem indígena.

      Excluir



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo, porém peço que evitem:

1) Xingamentos ou ofensas gratuitas ao autor e a outros comentaristas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Comentários que inflijam um desses pontos estão sujeitos a exclusão.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderei responder seus comentários de forma mais apropriada, e de brinde você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby