Image Map

5 de outubro de 2016

Nasnas

۞ ADM Sleipnir


Nasnas (em árabe: نسناس; nasnās) são uma raça de criaturas malígnas pertencentes ao folclore árabe, acreditados como sendo a prole de um Shiqq e um ser humano. Shiqq é uma classe menor de gênio (djinn), descrito como um ser monstruoso que só possui um corpo pela metade. Desta forma, o cruzamento de um Shiqq com um humano resulta na criação de humanos pela metade, que são os Nasnas. 

Nasnas possuem metade de uma cabeça, um braço, uma perna e também uma cauda, que usam para ajudar a equilibrar seus movimentos. Às vezes, Nasnas aparecem com uma única asa semelhante a de um morcego. Mais comumente, eles mostram-se como velhos decrépitos procurando a ajuda de pessoas dispostas a carregá-los até a fonte de água mais próxima. Ao chegarem até a fonte de água, eles assumem sua verdadeira forma e afogam suas vítimas.  Acredita-se que eles podem matar uma pessoa apenas com um toque.

Nasnas não são capazes de falar, por possuírem apenas a metade de suas cordas vocais. Porém, são capaz de proferir um estranho e estridente ruído, aterrorizante para aqueles que o ouvem.


NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante ajuda a manter o blog ativo!

Um comentário:

  1. Opa, muito bom artigo, eu realmente não sabia dessas informações o_O. Poderiam por gentileza fazer um artigo sobre o herói grego Diomedes que feriu a deusa Afrodite e o deus Ares na Guerra de Tróia? Vocês fazem um trabalho realmente excelente que aprecio muito :-).

    ResponderExcluir



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo, porém peço que evitem:

1) Xingamentos ou ofensas gratuitas ao autor e a outros comentaristas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Comentários que inflijam um desses pontos estão sujeitos a exclusão.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderei responder seus comentários de forma mais apropriada, e de brinde você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby