20 de março de 2017

Triglav

۞ ADM Sleipnir


Arte de Carlos Semper

Triglav 
(em russo Трибог; também chamado Triglov, Troglav ou Troyan) é uma antiga divindade guerreira pertencente a mitologia eslava. Ele é um dos deuses mais misteriosos dentro do panteão eslavo, e existem inúmeras teorias que o colocam em diferentes papéis dentro do mesmo. Uma dessas teorias diz que ele é uma espécie de deus supremo e governante dos três reinos (céu, terra e submundo). Outra teoria afirma que Triglav é na verdade é a fusão de três divindades, comumente SvarogPerun e Dazbog. Algumas versões substituem Dazbog por SvetovidVeles ou Chernobog.


Arte de Sukharev

Iconografia

Triglav era comumente retratado como um deus com três cabeças e com vendas cobrindo seus olhos, de modo a conter seus poderes ou, conforme seus sacerdotes acreditavam, para não ver os pecados cometidos pelos humanos, pois ele era um ser completamente puro. Cada estátua, ídolo ou escultura de Triglav o mostra com os olhos cobertos em todas as três cabeças. Existem algumas representações que o mostram com três cabeças de cabra.



Templos e Rituais

Biografias do bispo cristão Oton de Bamberg datadas do séculos XI e XII fornecem informações sobre templos dedicados a Triglav. Frei Ebo, companheiro e biógrafo de Oton, escreveu que um dos templos dedicados a Triglav em Estetino, Polônia, era decorado com imagens de pessoas e animais do lado de fora. As imagens eram tão bem esculpidas que poderia-se pensar que elas estavam vivas. Um décimo de todos os despojos de guerra eram trazidos para o templo de Triglav, e por isso, haviam todos os tipos de armas, itens de ouro e prata e outros objetos de valor dentro dele. A estátua de Triglav, às vezes dentro do próprio templo e às vezes na mais alta das três colinas circundantes, era menor do que a estátua de outros deuses, porém, era toda feita de puro ouro e prata. Quando a cidade de Estetino foi batizada, Oton demoliu o templo de Triglav, arrancou as três cabeças de sua estátua e as enviou ao Papa em Roma.

A mesma biografia descreve a maneira como os sacerdotes de Triglav profetizavam o futuro em seu nome. Na verdade, em todas as profecias, a figura central era um cavalo dedicado a Triglav e que tinha um dos sacerdotes ao seu lado durante as mesmas. Quando uma conquista era planejada, nove lanças eram fincadas no chão, a distancia de um cúbito uma da outra, e então um sacerdote guiava o cavalo selado sobre elas exatamente três vezes. Se o cavalo não tocasse em nenhuma das lanças, o povo iria para a guerra, mas se as tocasse, o povo desistiria. Diz-se que a sela do cavalo também era feita de ouro e prata, e era mantida no templo ao lado da estátua de Triglav, porque os sacerdotes de Triglav acreditavam que o deus andava à cavalo durante a noite para afugentar os maus espíritos. Após a conversão da cidade inteira ao cristianismo, apenas o guardião do cavalo permaneceu fiel aos velhos deuses e religião.

Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

Nenhum comentário:



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos ou ofensas gratuitas;
-Comentários racistas e/ou xenófobos;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Desrespeitar o autor da postagem ou outro visitante;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Removeremos quaisquer comentários que se enquadrem nessas condições.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderemos responder seus comentários de forma mais apropriada, e você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby