Image Map

24 de março de 2017

Priapo

۞ ADM Sleipnir


Na mitologia grega, Priapo (ou Príapo) era um deus menor da fertilidade, protetor dos rebanhos, colméias, plantas frutíferas, hortas, jardins e também da genitália masculina. Ele era originalmente um divindade cultuada pelos mísios (habitantes da Mísia, uma antiga região do noroeste da Ásia Menor, atualmente território turco).

Iconografia

Priapo era geralmente representado como um homem de baixa estatura, usando um barrete frígio (indicando sua origem como um deus mísio), e com um pênis exageradamente grande à mostra (o que deu origem ao termo médico priapismo). Ele costuma aparecer segurando um cesto de frutas ou próximo a um. 




Mitologia

De acordo com Pausânias e Diodoro SículoPriapo é filho de uma relação extra-conjugal de Afrodite com o deus dos vinhos, Dionísio (outras fontes atribuem sua paternidade aos deuses Dionísio e Quione, Hermes, Zeus e Afrodite, dentre outros). 

Ele foi amaldiçoado pela deusa Hera ainda no ventre de Afrodite, por motivo de ciúmes. Afrodite havia subornado o herói Paris para indicá-la como a mais bela durante um concurso de beleza entre ela, Hera e Atena, e inconformada com o resultado, Hera amaldiçoou Priapo, desejando que ele nascesse feio e com uma eterna ereção, porém seria impotente.  

Após nascer, os deuses recusaram aceitar Priapo no Monte Olimpo, e o abandonaram na terra. Sozinho, Priapo acabou sendo encontrado pelos sátiros. Priapo juntou-se a e a outros sátiros e passou a ser cultuado como um deus da fertilidade, embora ele se mantivesse eternamente frustrado por sua impotência. 

Em uma obscena anedota contada pelo poeta Ovídio, Priapo tentou violar a deusa Héstia enquanto ela dormia, mas acabou sendo frustrado pelo zurrar de um jumento, que o fez perder a ereção e também acordou a deusa. O episódio fez com que Priapo passasse a odiar os jumentos, exigindo que eles fossem destruídos em sua honra. No entanto, Priapo vingou-se fazendo com que o emblema de sua natureza lasciva permanecesse nos jumentos. 

NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante e ajuda a manter o blog ativo!

9 comentários:

  1. Uhu... Tem o Príapo aqui KKKKKKKKKKKKKK esse deus tá melhor que meu ficante :(

    ResponderExcluir
  2. Poderia colocar sobre como ele é identificado com o Hermes? Por exemplo o caduceu e as sandálias aladas em uma das pinturas que está no post. É um afresco de Pompeia datada do Império Romano e está no "National Archaeological Museum of Naples".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou dar uma pesquisada e depois atualizo o post com essa informação. Tenho tido pouco tempo para me dedicar ao blog, mas não o abandonei

      Excluir
    2. Pelo que li no theoi, a identificação dele com Hermes e outros deuses/figuras se dá pelo fato destes serem deuses fálicos como ele. Nada mais que isso.

      Excluir
  3. Aqui, Sleipnir, achei mais sobre ele neste site: https://www.theoi.com/Georgikos/Priapos.html . Me avise se for errado colocar links externos.
    PS: tá em inglês e o site é muito bom, Slei, dá uma visita lá - apelido KKKK.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conheço esse site Thais, sempre o uso pra minhas pesquisas ^^. Melhor fonte em inglês sobre mitologia grega

      Excluir
    2. Sim, amo aquele site, mas amo mais esse blog KKKKKKKK

      Excluir



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo, porém peço que evitem:

1) Xingamentos ou ofensas gratuitas ao autor e a outros comentaristas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Comentários que inflijam um desses pontos estão sujeitos a exclusão.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderei responder seus comentários de forma mais apropriada, e de brinde você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby