24 de março de 2017

Priapo

۞ ADM Sleipnir


Na mitologia grega, Priapo (ou Príapo) era um deus menor da fertilidade, protetor dos rebanhos, colméias, plantas frutíferas, hortas, jardins e também da genitália masculina. Ele era originalmente um divindade cultuada pelos mísios (habitantes da Mísia, uma antiga região do noroeste da Ásia Menor, atualmente território turco).

Iconografia

Priapo era geralmente representado como um homem de baixa estatura, usando um barrete frígio (indicando sua origem como um deus mísio), e com um pênis exageradamente grande à mostra (o que deu origem ao termo médico priapismo). Ele costuma aparecer segurando um cesto de frutas ou próximo a um. 




Mitologia

De acordo com Pausânias e Diodoro SículoPriapo é filho de uma relação extra-conjugal de Afrodite com o deus dos vinhos, Dionísio (outras fontes atribuem sua paternidade aos deuses Dionísio e Quione, Hermes, Zeus e Afrodite, dentre outros). 

Ele foi amaldiçoado pela deusa Hera ainda no ventre de Afrodite, por motivo de ciúmes. Afrodite havia subornado o herói Paris para indicá-la como a mais bela durante um concurso de beleza entre ela, Hera e Atena, e inconformada com o resultado, Hera amaldiçoou Priapo, desejando que ele nascesse feio e com uma eterna ereção, porém seria impotente.  

Após nascer, os deuses recusaram aceitar Priapo no Monte Olimpo, e o abandonaram na terra. Sozinho, Priapo acabou sendo encontrado pelos sátiros. Priapo juntou-se a e a outros sátiros e passou a ser cultuado como um deus da fertilidade, embora ele se mantivesse eternamente frustrado por sua impotência. 

Em uma obscena anedota contada pelo poeta Ovídio, Priapo tentou violar a deusa Héstia enquanto ela dormia, mas acabou sendo frustrado pelo zurrar de um jumento, que o fez perder a ereção e também acordou a deusa. O episódio fez com que Priapo passasse a odiar os jumentos, exigindo que eles fossem destruídos em sua honra. No entanto, Priapo vingou-se fazendo com que o emblema de sua natureza lasciva permanecesse nos jumentos. 

Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

Nenhum comentário:



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos / Ofensas;
-Incitar o ódio e o preconceito;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Reservamo-nos ao direito de remover qualquer comentário nessas condições.

De preferência, faça login com uma conta do Google, assim poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby