Image Map

3 de novembro de 2021

Aralez

۞ ADM Sleipnir

Arte de Gegart

Os Aralezner (plural, armênio: Արալեզներ; singular Aralez, armênio: Արալեզ) são espíritos benevolentes oriundos da mitologia e folclore da armênia. Geralmente retratados na forma de cães alados, acreditava-se que eles eram espíritos invisíveis que desciam dos céus em meio aos campos de batalha para lamber as feridas dos heróis mortos para que estes pudessem reviver/ressuscitar.

Arte de ssivo

De acordo com historiadores armênios, quando Musel I Mamicônio (comandante-chefe do Reino da Armênia durante os reinados dos reis Papa (r. 370–374) e Varasdates (r. 374–378)), morreu, seus familiares colocaram seu cadáver no alto de uma torre, esperando que os Aralezner apareceriam para lambê-lo e então revivê-lo.

Outro evento semelhante ocorreu com Ara, o Belo, um lendário rei armênio. Ele era desejado pela rainha assíria Semíramis, mas era fiel a sua esposa e não cedeu aos encantos da mesma. Semíramis então declarou-lhe guerra, e ordenou que seus soldados não o matassem, mas o capturassem vivo. Os soldados deveriam reconhece-lo por meio de sua armadura, que ostentava o emblema real, porém Ara havia trocado de vestimentas com seu escudeiro, e acabou sendo morto durante um confronto. 

Semíramis ordenou que buscassem o corpo de Ara entre os mortos no campo de batalha e o levassem para o alto de uma muralha (ou para as montanhas, conforme outro relato), onde esperava-se que os Aralezner apareceriam para revivê-lo. Como isso não ocorreu, Semíramis escolheu um homem que se parecia com Ara, o vestiu como tal e mentiu para o povo afirmando que ele havia ressuscitado, pondo assim um fim à guerra que ela mesma havia incitado.

fontes:

NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante ajuda a manter o blog ativo!

2 comentários:

  1. Tem outra versão que a criatura reviveu ele com a condição da semíramis abrir mão dele

    ResponderExcluir
  2. Essa criatura têm uma certa semelhança com as valquírias ao meu ver, com diferencial que elas ressuscitam os mortos.

    ResponderExcluir



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo, porém peço que evitem:

1) Xingamentos ou ofensas gratuitas ao autor e a outros comentaristas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Comentários que inflijam um desses pontos estão sujeitos a exclusão.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderei responder seus comentários de forma mais apropriada, e de brinde você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby