Image Map

8 de agosto de 2022

Apaosha

 ۞ ADM Sleipnir

Arte de Mr.Tigrenok

Apaosha (Apaosa, Apaosh, Apush) é um demônio da seca e da aridez oriundo do zoroastrismo. Ele é a antítese de Tishtrya, uma divindade zoroastrista associada a estrela Sirius e guardiã da chuva. Ele é comparado e geralmente igualado ao asura hindu Vritra.

De acordo com um hino dedicado a Tishtrya presente nos Yashts (coleção de vinte e um hinos em avéstico que louvam as divindades do panteão zoroastrista), o deus confrontou Apaosha enquanto caminhava rumo ao mar cósmico Vourukhasha. Enquanto Tishtrya assumia a forma de um poderoso cavalo branco com orelhas douradas e cauda dourada, Apaosha assumiu a forma de um horrível cavalo preto com orelhas e cauda pretas. Eles lutaram por três dias e três noites, até que Apaosha foi capaz de repelir e afugentar Tishtrya.

Tishtrya então reclama com Ahura Mazda que ele estava enfraquecido porque a humanidade não lhe deu as devidas orações e sacrifícios. O próprio Ahura Mazda então oferece sacrifício a Tishtrya, que agora fortalecido, confronta Apaosha novamente e desta vez consegue derrotá-lo. Tishtrya então convoca a chuva para combater a seca que Apaosha havia infligido à terra, e tudo fica bem novamente.

Esta lenda foi interpretada como uma fusão mitológica de um evento sazonal e astronômico: o nascimento helíaco (momento em que um corpo celeste torna-se visível no horizonte imediatamente antes do nascer do Sol, estando suficientemente afastado para que não seja ofuscado pelo brilho dele) da estrela Sirius, com o qual Tishtrya está associado, ocorre em julho, pouco antes da época mais quente e seca do ano. Nos dias seguintes, Sirius é visível ao amanhecer como uma estrela oscilante (Tishrtrya batalhando contra Apaosha). Nos tórridos meses de verão, à medida que Sirius se torna mais diretamente visível, a luz da estrela parece ficar mais forte (Tishtrya ganhando força) até que seja constantemente visível no firmamento (Apaosha derrotado). Com a derrota de Apaosha, começa a estação chuvosa (no final do outono).

NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante ajuda a manter o blog ativo!

Um comentário:



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo, porém peço que evitem:

1) Xingamentos ou ofensas gratuitas ao autor e a outros comentaristas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Comentários que inflijam um desses pontos estão sujeitos a exclusão.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderei responder seus comentários de forma mais apropriada, e de brinde você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby