26 de dezembro de 2012

Afrodite

۞ ADM Cerberus






Afrodite (em grego antigo: Ἀφροδίτ, transl. Aphrodítē) é a deusa do amor, da beleza e da sexualidade na mitologia grega. Sua equivalente romana é a deusa Vênus. Historicamente, seu culto na Grécia Antiga foi importado, ou ao menos influenciado, pelo culto de Astarte, na Fenícia. De acordo com a Teogonia, de Hesíodo, ela nasceu quando Cronos cortou os órgãos genitais de Urano e arremessou-os no mar; da espuma (aphros) surgida ergueu-se Afrodite. 

Por sua beleza, os outros deuses temiam que o ciúme pusesse um fim à paz que reinava entre eles, dando início a uma guerra; por este motivo Deusa casou com Hefesto, que não era visto como uma ameaça. Afrodite teve diversos amantes, tanto deuses como Ares quanto mortais como Anquises. A deusa também foi de importância crucial para a lenda de Eros e Psiquê, e foi descrita, em relatos posteriores de seu mito, tanto como amante de Adônis quanto sua mãe adotiva. Diversos outros personagens da mitologia grega foram descritos como seus filhos. 

Afrodite recebe os nomes de Citere ou Citereia (Cytherea) e Cípria (Cypris) por dois locais onde seu culto era célebre na Antiguidade, Citera e Chipre - ambos os quais alegavam ser o local de nascimento dela. A murta, pardais, pombos, cavalos e cisnes eram considerados sagrados para ela. Os gregos também a identificavam com a deusa egípcia Hátor. Afrodite ainda recebia muitos outros nomes locais, como Acidália e Cerigo, utilizadas em regiões específicas da Grécia. Cada uma recebia um culto ligeiramente diferente, porém os gregos reconheciam a semelhança geral entre todos como sendo a única Afrodite. Já os filósofos áticos do século IV a.C. viam de maneira separada a Afrodite Celestial (Afrodite Urânia) e seus princípios transcendentes e a Afrodite comum, do povo (Afrodite Pandemos). 

Possuía um cinturão, onde estavam todos os seus atrativos, que, certa vez, a deusa Hera, durante a Guerra de Tróia, pediu emprestado para encantar Zeus e favorecer os gregos. 

Nascimento 


O Nascimento de Vênus, de Sandro Botticelli, c. 1485. 

Afrodite, segundo algumas versões de seu mito, teria nascido perto de Pafos, na ilha de Chipre, motivo pelo qual ela é chamada de "Cípria", especialmente nas obras poéticas de Safo. Seu principal centro de culto era exatamente em Pafos, onde uma deusa do desejo havia sido cultuada desde o início da Idade do Ferro na forma de Ishtar e Astarte. Outras versões do mito, no entanto, afirmam que a deusa teria nascido próximo à ilha de Citera (atual Kythira), pelo qual também recebia o nome de "Citereia". A ilha era um entreposto comercial e cultural entre Creta e o Peloponeso, portanto estas histórias podem ter preservado traços da migração do culto de Afrodite do Levante até a Grécia continental. 

Na versão mais famosa do mito, seu nascimento teria sido a consequência de uma castração: Cronos teria cortado os órgãos genitais de Urano e arremessado-os para trás, dentro no mar. A espuma surgida da queda dos genitais na água, que alguns autores identificaram com o esperma do deus morto, teria dado origem a Afrodite, enquanto as Erínias teriam surgido a partir de suas gotas de sangue. Nas palavras de Hesíodo, "o pênis (...) aí muito boiou na planície, ao redor branca espuma da imortal carne ejaculava-se, dela uma virgem criou-se." Esta virgem se tornou Afrodite, flutuando até as margens sobre uma concha de vieira. Esta imagem, de uma "Vênus erguendo-se das águas do mar" (Vênus Anadiômene), já totalmente madura, foi uma das representações mais icônicas de Afrodite, celebrizada por uma pintura muito admirada de Apeles, já perdida, porém descrita na História Natural de Plínio, o Velho. 

Em outra versão de sua origem, ela seria filha de Zeus e Dione, a deusa-mãe cujo oráculo situava-se em Dodona. A própria Afrodite é por vezes referida como "Dione", que parece ter sido uma forma feminina de "Dios", o genitivo de Zeus em grego, e poderia apenas significar "a deusa", de maneira genérica. A própria Afrodite seria então uma equivalente de Réia, a mãe-terra, e que Homero teria deslocado para o Olimpo. Alguns estudiosos levantaram a hipótese de um panteão protoindo-europeu, no qual a principal divindade masculina (Di-) representaria o céu e o trovão, e a principal divindade feminina (forma feminina de Di-) representaria a terra, ou o solo fértil. Depois que o culto a Zeus tomou o lugar do oráculo situado no bosque de carvalhos em Dodona, alguns poetas o teriam transformado em pai de Afrodite. Em algumas versões do mito, Afrodite seria filha de Zeus e Talassa (o mar). 

Segundo Homero, Afrodite, após entrar em combate para proteger seu filho, Enéas, teria sido ferida por Diomedes e retornado à sua mãe, sob cujos joelhos se deitou para ser confortada. 

Casamento 

Após destronar Cronos, Zeus ficou ressentido, pois, tão grande era o poder sedutor de Afrodite que ele e os demais deuses estavam brigando o tempo todo pelos encantos dela, enquanto esta os desprezava a todos, como se nada fosse. Como vingança e punição, Zeus fê-la casar-se com Hefesto, (segundo Homero, Afrodite e Hefesto se amavam, mas pela falta de atenção, Afrodite começou a trair o marido para melhor valorizá-la) que usou toda sua perícia para cobri-la com as melhores joias do mundo, inclusive um cinto mágico do mais fino ouro, entrelaçado com filigranas mágicas. Isso não foi muito sábio de sua parte, uma vez que quando Afrodite usava esse cinto mágico, ninguém conseguia resistir a seus encantos. 

Relacionamentos e filhos 

Alguns de seus filhos são Hermafrodito (com Hermes), Anteros (com Ares, a versão mais aceita ou com Adônis, versão menos conhecida), Fobos, Deimos e Harmonia (com Ares), Himeneu, (com Apolo), Príapo (com Dionísio), Eryx (com Poseidon) e Eneias (com Anquises). 

Os diversos filhos de Afrodite mostram seu domínio sobre as mais diversas faces do amor e da paixão humana. 

Afrodite sempre amou a alegria e o glamour, e nunca se satisfez em ser a esposa caseira do trabalhador Hefesto. Afrodite amou e foi amada por muitos deuses e mortais. Dentre seus amantes mortais, os mais famosos foram Anquises e Adônis, que também era apaixonado por Perséfone, que aliás, era sua rival, tanto pela disputa pelo amor de Adônis, tanto no que se diz respeito de beleza. Vale destacar que a deusa do amor não admitia que nenhuma outra mulher tivesse uma beleza comparável com a sua, punindo (somente) mortais que se atrevessem comparar a beleza com a sua, ou, em certos casos, quem possuísse tal beleza. Exemplos disso é Psiquê e Andrômeda.

Assista ao vídeo do nosso canal sobre Afrodite:
Gostou? Então inscreva-se no canal para acompanhar o lançamento de novos videos.



fonte:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Afrodite
Agradecemos sua visita e se gostou da leitura, deixe seu comentário! Compartilhe também nossos posts nas redes sociais!

18 comentários:

  1. você pode me dizer o que significa essa "oração" no plano de fundo do seu blog?desde já obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. #ADM Sleipnir: Boa noite. Essa é uma oração utilizada em exorcismos no catolicismo. http://www.traditio.com/office/exorcism.htm

      Excluir
  2. Amei de paixão. Lindo demais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. também achei d+
      ammmeeeeiiiiii!!!!!!!!!!!
      super interessante .

      Excluir
  3. Gostei
    Mitologias gregas sao d+++++

    ResponderExcluir
  4. Essa Afrodite e uma vadia gostosa da porra,bota todo mundo contra mas ainda sim e gostosa ��

    ResponderExcluir
  5. Os romanos davam a Afrodite o nome de "Genitrix Mundi", que significa "Mãe (Genitora) de Todo Mundo" "Todo Mundo", no caso, o povo romano, porque, segundo o mito, os romanos descendiam de um ancestral comum chamado Enéas, que era filho de Afrodite com o mortal Anquises.

    ResponderExcluir
  6. Dotada de uma beleza feminina sem igual, a deusa Afrodite caminhava sobre e com a imponência. Presume-se que ela jamais deixou-se apaixonar, mas relatos curtem dizer que ela tinha um amante que morava nas profundezas. De vez em quando tal rapaz subia para transar com Afrodite debaixo de uma grande árvore, o qual Afrodite deu o nome de "Aroeira" e usava o óleo das folhas antes de evaporarem, tudo isso para lubrificar suas partes íntimas para o amante misterioso. Hefésto sabiam dessa traição, mas queria que Afrodite tivesse um filho do amante das profundezas.

    ResponderExcluir
  7. SUPER INTERESSANTE ADOREI!!!!

    ResponderExcluir
  8. Ederson Maia- Inconcert Literatura diz: Não sendo assim audacioso, Afrodite foi caluniada como a "serpente de pelos" narrador de tal calúnia foi Andrômeda. Ela não depilava a vagina como as demais deusas, e tinha costumes como as mulheres mortais da época. Depois que esparramou essa versão, Andrômeda foi recebeu castigo insuportável, suas partes secretas foi queimado com óleo de azeitona verde, misturado com enxofre bruto. Depois disso, já passados alguns meses. Afrodite chamou à todos em um lugar amplo com mais ou menos 660 metros de vastidão. Todos, crianças, velhos garotos(as) casados e casadas, enfim sobre uma rocha alta, ela então se despiu para todos, e gritou... - Vejam! eu tenho a minha cheréca ( boceta ou vulva, vagina...) totalmente peladinha! Andrômeda mentiu, eu raspei ontem, com a navalha de meu amado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho q esse cara tem um parafuso a menos, mas é impossível não rir com esses comentários eskisitos. hahahahahah

      Excluir
    2. kkkk pois e digo o mesmo

      Excluir
  9. Bem! Eu amo tudo que abala meu coração em forma de ficção. E então eu Ederson Maia efetuei alguns cometários Top, para que vocês que amam essa página, entendam que eu não sou, nunca fui, e jamais serei um robô. Eu existo, e prova disso é o mega livro, que eu escrevi... BASTARDO - O NÃO ESPERADO.
    http://www.lifeeditora.com.br/wa_146.html

    ResponderExcluir
  10. Yes! Interessante. Senhores americanos. Essa página esconder pesquisa avançada. Mas, Afrodite ser enigmatica. Kiss, senhoras.

    ResponderExcluir
  11. Legal!! Vou usar isto para fazer minha pesquisa do trabalho de Filosofia, me ajudou muito.. Mas eu precisava do final da história dela :( se possível até amanhã, se alguém me disser agradecerei muito.. :)

    ResponderExcluir
  12. ameei seria bom se voces (bom se acaso voces se interessar) escrevessem sobre a cidade atlântida

    ResponderExcluir



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos / Ofensas;
-Incitar o ódio e o preconceito;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Reservamo-nos ao direito de remover qualquer comentário nessas condições.

De preferência, faça login com uma conta do Google, assim poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby