4 de novembro de 2012

Yggdrasil

۞ ADM Sleipnir



Yggdrasil é uma árvore de tamanho colossal, e que representa na mitologia nórdica, o eixo do mundo. Ela ficaria localizada no centro do universo, e a ela estariam ligados os nove mundos, a saber: Midgard (O mundo dos homens), Asgard (mundo dos Aesir), Vanaheim (mundo dos Vanir), Helheim (mundo dos mortos), Svartalfheim (mundo dos anões ou elfos escuros), Ljusalfheim (mundo dos elfos de luz), Jotunheim (mundo dos Gigantes), Niflheim (mundo de gelo eterno) e Muspelheim (mundo de fogo). O seu nome significa "cavalo de Odin (Ygg)", devido ao episódio em que o deus se dependurou da árvore durante nove dias e nove noites para alcançar a sabedoria. Também pode ser conhecida como Mímameidr ("viga de Mímir"), uma vez que Mímir, o guardião da memória do Mundo, vivia debaixo da Yggdrasil. É chamada na Germânia continental de Irminsul, podendo ter semelhanças com Jörmungandr ou a Serpente de Midgard, que tinha igualmente a função de manter a ordem do Universo.

Conta-se que nas frutas de Yggdrasil estão as respostas das grandes perguntas da humanidade. Por esse motivo ela sempre é guardada por uma centúria de Valquírias, denominadas protetoras, e somente os deuses podem visitá-la. Nas lendas nórdicas, dizia-se que as folhas de Yggdrasil podiam trazer pessoas de volta à vida e com apenas um de seus frutos, curaria qualquer doença.


As suas folhas são agitadas por um vento constante produzido pelo agitar das asas de uma águia pousada na sua copa.

É Yggdrasil quem dirige os destinos do Universo e dos vivos, e tem a sua base na fonte de Urdr guardada pelas Nornas, deusas fatídicas. Dela nascem os primeiros seres humanos, Embla (mulher) e Askr (homem).

Yggdrasil, possui três raízes, uma celeste, uma terrestre e a ultima subterrânea. E os nove mundos são considerados parte da arvore ou níveis diferentes que se estendem para além dela, porém todos estão conectados.

Localizado bem ao centro está Midgard ou o Jardim do Meio. Ou seja o próprio planeta terra, que reúne o poder dos outros mundos a ele conectados. Pelos galhos, pelo tronco. A arvore é cercada pelo mar e nas profundezas está a Serpente do Mundo, Midgardsomr, é a serpente que morde sua própria cauda.

Os Nove Mundos de  Yggdrasil

MIDGARD

Como já dito é o Jardim do Meio, o planeta Terra, o mundo dos homens. é considerado o mundo da ação física, das experiências sensoriais, do crescimento intelectual e o inicio da expansão espiritual para os nórdicos. Nesse nível. As forças do bem e do mal estão presentes neste mundo, e estão em equilíbrio, cada ação tem a sua reação. Midgard é o resultado da interação existente entre o fogo de Muspelheim e o gelo de Nilfheim.

Midgard está localizada acima da raiz terrestre de Yggdrasil, embaixo da qual nasce a fonte do gigante Mimir. Ela é vista como a sede da humanidade, visitadas por todos os seres que passam por ali.




LJOSSALFHEM (ALFHEIM)

A morada dos elfos claros. Está localizada bem cima de Midgard no eixo vertical. Não pode ser percebida pelos humanos como um plano real, mas é conhecido deles como o universo mental. Os elfos deste mundo são invisíveis devido a sua estrutura etéria, mas exercem influencia sobre a mente humana no campo intelectual e artístico. É também considerado o reino da imaginação, da criatividade, abriga os pensamentos conscientes e pode transforma-los em ações positivas.


SVARTALFHEIM

É o oposto de Alfheim, está localizado baixo de Midgard e é lar dos elfos escuros e dos anões, e é guardado pelo anão Modsognir. Considerado o plano da modelagem, da transformação da matéria bruta em materiais refinados, como os metais, os cristais e as pedras preciosas. Dizem que a luz pode transformar os seres deste reino em pedra, desta forma eles vivem em florestas escuras ou cavernas e protegem-se da aproximação do ser humano.


HEL (HELGARDH, HELHEIM)

Localizado na base de Yggdrasill, em um nível mais profundo , conhecido como "Mundo Subterrâneo". É associado aos mortos, governado pela deusa de mesmo nome. Vale dizer que os mortos que ali estão, não tiveram uma morte honrosa em campos de batalha, morreram de velhice ou doença. É um plano onde o silêncio predomina e também uma certa inércia, mas as almas vêem para o Hel para repousarem e esperarem pelo dia de renascer. O plano também pode ser alcançado por uma ponte larga e escura, protegida pela ajudante da deusa homônima, Mordgud ou Modgudr.



ASGARD

O reino dos Aesir, localizado no topo da Árvore na chamada "raiz espiritual" na raiz superior, em oposição ao reino de Hel. Este fica em um plano superior praticamente inacessível, regido por Odin e Frigga. Sinônimo de Céu, mundo superior, só sendo possível ser alcançado com com determinação e fé, com o auxílio de um mentor ou de uma Valquíria. É em Asgard que está localizado o castelo Valhala, onde os guerreiros escolhidos pelas Valquírias, passam o resto de seus dias se preparando para o Ragnarok.


NILFHEIM

Conhecido como Reino de Gelo. Um mundo frio coberto por uma névoa, local onde a neblina é condensada aquecida pelos ventos quentes soprados diretamente de Muspelheim. Teve participação juntamente ao reino de fogo na criação de Midgard, oriundos do vazio primordial o Ginungagap. Será de Nilfheim, no Ragnarok que sairá o navio dos mortos, Naglfari, conduzido pelo deus Loki. 





MUSPELHEIM

O Reino de Fogo, localizado no pólo oposto ao Nilfheim, e como já dito é co-criador de Midgard. É habitado pelos eldjötnar, gigantes de fogo dotados de imenso poder de destruição. Liderados pelo gigante de fogo Surtur, vão destruir os mundos no Ragnarok. 


JÖTUNHEIM

Também conhecido como Utgard, reino dos Jötnar ou Thursar, gigantes inimigos dos deuses, comandados por Thrym. Um mundo considerado estagnado, pois seus habitantes só fazem guerrear e não tem tempo para dedicar as expansões. Ao contrario dos gigantes as gigantas conseguem ir além das limitações desta dimensão e por se empenhar tanto acabam atingindo o status de deusas devido a evolução espiritual. 



VANAHEIM

O reino das antigas divindades Vanir. era um reino de paz e plenitude, sede das forças modeladoras de processos orgânicos, das qualidades de prosperidade e de abundância e do potencial mágico. Os Vanes também são seres regentes da fertilidade, da sexualidade e do amor em Midgard, e trazem essas forças também para o Vanaheim


Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

3 comentários:



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos / Ofensas;
-Incitar o ódio e o preconceito;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Reservamo-nos ao direito de remover qualquer comentário nessas condições.

De preferência, faça login com uma conta do Google, assim poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby