10 de setembro de 2014

Jorō-gumo

۞ ADM Sleipnir



Jorō-gumo é um yokai do folclore japonês, e seu nome significa literalmente "noiva enrendada (絡新婦)" ou "aranha prostituta (女郎蜘蛛)"A lenda sobre este yokai teria surgido durante o período Edo (1603-1868). Segundo a lenda, quando uma aranha alcança 400 anos de idade,  ela se transforma em uma Jorō-gumo e desenvolve poderes mágicos, incluindo a capacidade de crescer até atingir o tamanho de uma vaca e se transformar em uma mulher bela e sensual. Jorō-gumos são astutas, inteligentes e possuem um coração frio.

Jorō-gumos costumam fazem seus ninhos em cavernas, florestas ou em casas vazias nas cidades. Elas se alimentam de presas humanas em vez de insetos, e geralmente tomam como alvo homens jovens, bonitos e que estejam à procura de amor. Quando uma Jorō-gumo avista um homem dentro desses padrões, ela o convida para visitar sua casa, e geralmente ele nunca mais é visto.



Elas podem criar fios de seda fortes o suficiente para prender um homem de modo que ele não possa escapar. Elas também possuem um veneno poderoso capaz de enfraquecer um homem lentamente, permitindo que elas possam saboreiar a morte longa e dolorosa de sua vítima. Elas podem controlar outras aranhas menores e até mesmo enviar aranhas cuspidoras de fogo para queimar as casas de quem quer que suspeite de suas atividades. Jorō-gumos podem agir desta forma por anos e anos, mesmo vivendo no meio de uma cidade movimentada, enquanto os esqueletos dissecados de centenas de jovens acumulam-se em sua casa.

Histórias de encontros com estes yokais são abundantes, e diferem de cidade para cidade, mas todas elas são fascinantes. Em uma dessas histórias, um samurai viajante é convidado por uma mulher bonita a entrar em sua tenda. Ao entrar, o homem tem sua atenção desviada pelo som melódico de um Biwa (instrumento musical de cordas japonês). Envolvido pela beleza da mulher enquanto tocava aquela bela canção, ele não percebe que seu corpo estava sendo envolto de fios de teia, e no fim acaba sendo devorado por ela.




Em outra história, um homem estava descansando ao pé de uma cachoeira, quando seus pés ficaram presos a um vasto número de teias de aranha. Para libertar-se, ele cortou os fios e os amarrou a um tronco de árvore, que foi retirado do chão e arrastado pelas águas. Após este incidente, os moradores ficaram com medo e pararam de ir à cachoeira. No entanto, um dia, um lenhador de fora da cidade que não tinha conhecimento da história, começou a cortar madeira naquela área. Ao deixar seu machado cair acidentalmente na água, ele mergulhou para encontrá-lo e uma bela mulher apareceu, devolvendo-lhe o machado e dizendo-lhe para nunca contar a ninguém sobre ela. O lenhador prometeu guardar segredo sobre o ocorrido, porém um certo dia, enquanto estava bêbado, ele acabou contando o seu segredo e, finalmente sentindo-se à vontade, caiu em um sono profundo para nunca mais acordar novamente.

Existe também algumas histórias onde a Jorō-gumo se mostra benevolente. Uma delas fala sobre uma Jorō-gumo que era a guardiã do lago de um bosque em Kashikobuchi. Ela sempre resgatava as pessoas que se afogavam no local. Os moradores então ergueram um pequeno santuário lá e passaram a adorá-la como uma deusa.

Uma variação do seu mito diz que às vezes uma Jorō-gumo aparece como uma mulher segurando um bebê, e pede aos homens que passam próximos a ela para segurá-lo. Quando alguém atende o seu pedido, é surpreendido ao descobrir que o "bebê" é era composto de milhares de ovos de aranha, que eclodem e atacam a pessoa.


Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

2 comentários:

  1. Nossa, sabe tenho um fascínio por criaturas relacionadas á ranhas e essa é espetacular e traiçoeira. e--e Ia falar sobre uma criatura, mas deixa para próxima ú--u

    ResponderExcluir
  2. Muito legal essa história , isso é absolutamente CULTURA , é o que nos enriquece como pessoas . Parabéns pelo portal .

    ResponderExcluir



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos ou ofensas gratuitas;
-Comentários racistas e/ou xenófobos;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Desrespeitar o autor da postagem ou outro visitante;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Removeremos quaisquer comentários que se enquadrem nessas condições.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderemos responder seus comentários de forma mais apropriada, e você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby