2 de abril de 2015

Plêiades

۞ ADM Sleipnir



Na mitologia grega, as Plêiades eram sete irmãs filhas do titã Atlas com a ninfa do mar Pleione, uma das filhas do titã OceanoOriginalmente ninfas oréades, as plêiades faziam parte do cortejo da deusa Ártemis e, junto com as Híades, eram chamadas também de Atlântidas, Dodônidas ou Nisíadas, as ninfas que foram amas e mestras do pequeno Dionísio. Como filhas de Atlas, as Plêiades são irmãs de Calipso, das Hias, das Híades e também das Hespérides.

Individualmente, elas chamavam-se Electra, Maia, Taigete, Alcione, Celeno, Estérope e Mérope. Atlas impôs sob elas um voto de castidade, porém vários dos mais proeminentes deuses olímpicos masculinos (incluindo Zeus, Poseidon, e Ares) tiveram relações amorosas com elas e essas relações resultaram em filhos. Maia, a mais velha das sete Plêiades, se envolveu com Zeus e dessa relação nasceu o deus HermesElectra e Taigete também se envolveram com Zeus, sendo Electra mãe de Dardano e Iásion e Taigete mãe de Lacedêmon. Alcione se envolveu com Poseidon e foi mãe de Hirieu, Hiperenor e Aetusa. Celeno por sua vez, também de Poseidon, foi mãe de Lico e Euripilo. Estérope se envolveu com Ares e dessa união nasceu Enômao. Mérope, a mais jovem dentre as Plêiades, foi a única que não se envolveu com um imortal. Ela se casou com o rei Sísifo, e desta união nasceu Glauco, o "pai" do herói Belerofonte.


Mitologia

O mito mais memorável ​​envolvendo as Plêiades é a história de como as irmãs literalmente se tornaram estrelas. Certo dia, após contemplar a beleza das irmãs, o gigante caçador Órion encheu-se de desejo por elas e passou a perseguí-las. Aflitas, elas pediram aos deuses que mudassem sua forma para que pudessem escapar. Compadecido, Zeus atendeu seu pedido, transformando-as primeiramente em pombas e, mais tarde, em uma constelação no céu.

De acordo com algumas versões do conto, as sete irmãs teriam na verdade se suicidado após tomarem conhecimento do destino de seu pai, Atlas. Por sua vez Zeus, imortalizou as sete irmãs, fixando-as no céu sob a forma da constelação de Plêiades.

Embora seu número seja de sete, apenas seis estrelas são visíveis, pois uma delas, Electra, segundo a fama, deixou seu lugar por não poder suportar a visão das ruínas de Tróia, cidade que fora fundada por seu filho Dárdano. Aquela vista teve tal efeito também sobre suas irmãs, que elas ficaram pálidas, desde então.



Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

5 comentários:

  1. Olá, gostaria de saber um pouco mais sobre a estrela Electra e os motivos para ela ter deixado ser lugar no grupo das Plêiades.
    Você teria alguma fonte sobre isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente não. Tudo o que pude encontrar a respeito de Electra foi o que disse na postagem. Caso eu encontre alguma informação complementar, retornarei a este comentário para compartilhá-la.

      Excluir
  2. Esta seria aquela mesma Electra que dizem ter se apaixonado pelo pai ou algo assim???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fernanda, esta é outra Electra. A que você fala é filha de e Agamemnon e Clitemnestra. A plêiade é filha do titã Atlas.

      Excluir



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos ou ofensas gratuitas;
-Comentários racistas e/ou xenófobos;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Desrespeitar o autor da postagem ou outro visitante;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Removeremos quaisquer comentários que se enquadrem nessas condições.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderemos responder seus comentários de forma mais apropriada, e você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby