Image Map

28 de abril de 2015

Werehyena

۞ ADM Sleipnir


Werehyena (Homem-Hiena) é uma criatura resultante da transformação de um homem em hiena. O termo werehyena é um neologismo feito em analogia ao termo inglês werewolf, que nomeia os licantropos (lobisomens). Werehyenas são figuras comuns no folclore do norte da África, no Chifre da África e no Oriente Médio, bem como em alguns territórios adjacentes. 


Ao contrário de lobisomens e de outros teriantropos, que geralmente são retratados como sendo originalmente humanos, algumas tribos acreditavam que as hienas eram capaz de assumir a forma humana à sua vontade. Os humanos que se transformam em werehyenas podem tanto se transformar completamente em hienas, quanto assumir uma forma híbrida entre as duas espécies.



Ao contrário dos lobisomens, werehyenas não possuem restrições de quando podem se transformar, podendo fazê-lo no momento em que bem entenderem, porém geralmente o fazem à noite. Uma vez transformados, sua principal atividade é a caça de seres humanos, os quais eles tentam atrair chamando seus nomes e atraindo-os para longe de amigos e familiares. Caso a vítima atenda aos seu chamado, certamente será devorada. Quando não estão caçando, Werehyenas costumam se envolver em todo tipo de depravação, incluindo violação de túmulos, canibalismo e pilhagem de aldeias.

Werehyenas na Cultura Africana

Na linguagem Kanuri do Império Bornu na região do Lago Chade, esses metamorfos são referidos como bultungin que se traduz em "me transformo em hiena".Acreditava-se que uma ou duas das aldeias da região eram povoadas inteiramente por homens-hiena,como os Kabultiloa.

Na Etiópia, acredita-se que cada ferreiro, cujo comércio é hereditário, seja na verdade um mago ou feiticeiro com o poder de se transformar em uma hiena. Estes homens-hiena supostamente roubam sepulturas à meia-noite e são conhecidos como bouda. Eles são vistos com desconfiança pela maioria dos seus compatriotas. A crença nos bouda também está presente no Sudão, Tanzânia e Marrocos, onde alguns povos acreditam que  os bouda são homens ou mulheres que se transformam em hienas durante a noite e retomam a forma humana ao amanhecer. Muitos cristãos etíopes acusam os  judeus etíopes de serem boudas, acusando-os de desenterrar cadáveres de cristãos e consumi-los.



No folclore de povos ocidentais sudaneses, tal criatura é retratada como um monstro canibal que à noite se transforma e aterroriza as pessoas, especialmente os amantes. Em forma humana, eles são retratados como curandeiros poderosos, ferreiros, ou lenhadores, mas reconhecíveis através de sinais corporais, como um corpo peludo, olhos vermelhos e brilhantes e uma voz nasal.

Membros do culto Kore do povo Bambara do Mali "tornam-se" hienas imitando o comportamento dos animais através de máscaras e fantasias. o objetivo de tal culto é conjurar a força mistica do animal em cada participante.

Culturas da Eurásia
  • Al-Doumairy, em sua Hawayan Al-Koubra (1406), escreveu que as hienas são criaturas vampíricas que atacam pessoas à noite e sugam o sangue de seus pescoços;
  • Um tratado médico persa escrito em 1376 diz como curar pessoas conhecidas como kaftar, que eram meio-humanos, meio-hienas, e que tinham o hábito de matar crianças;
  • Até o final do século XIX, os gregos acreditavam que os corpos dos lobisomens, se não fossem destruídos, iriam assombrar os campos de batalha como hienas vampíricas, que beberiam o sangue dos soldados mortos.

fonte:
NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante ajuda a manter o blog ativo!

3 comentários:

  1. Olá, acabei de saber da existência desses seres em um outro site mas ele citou esta criatura apenas superficilamente, seu post me ajudou a saber do que se tratavam, e posso admitir que são incriveis não como os Lobisomens, mas amei:3

    ResponderExcluir



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo, porém peço que evitem:

1) Xingamentos ou ofensas gratuitas ao autor e a outros comentaristas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Comentários que inflijam um desses pontos estão sujeitos a exclusão.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderei responder seus comentários de forma mais apropriada, e de brinde você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby