16 de setembro de 2012

O Triângulo das Bermudas

۞ ADM Sleipnir


O Triângulo das Bermudas é um triângulo imaginário, formado entre as ilhas Bermudas, Porto Rico e Melbourne (Flórida), onde desde meados do séc. XIX tem-se conhecimento de misteriosos desaparecimentos. A expressão "triângulo das Bermudas" foi inventada por Vincent H. Gaddis, escritor e investigador que se especializou nos fenômenos inaplicados, misteriosos e insólitos, para demarcar uma zona onde estranhos acontecimentos têm acontecido.

Ao longo dos séculos, mais de 50 barcos e navios, além de 20 aviões, desapareceram no local., e várias supostas explicações foram surgindo com o tempo, mas nenhuma delas pode ser comprovada. Desde hipóteses de OVNIs sequestradores até tempestades magnéticas que teriam feito com que bússolas e equipamentos de navegação parassem de funcionar (mas... isso não explicaria o total desaparecimento da tripulação, nos casos em que as embarcações foram encontradas posteriormente). Existem ainda aqueles que acham que tudo não passa de coincidência. Outras hipóteses seriam: erro humano, anomalias magnéticas, bolha de gás metano que se elevavam e engoliam tudo ao redor (veja explicação a seguir), vulcões submarinos em erupção, piratas, animais submarinos gigantescos e outras tentativas absurdas de se explicar o desaparecimento de tantas pessoas.

A Teoria das Bolhas de Gás Metano

A teoria das bolhas de gás metano surgiu por volta de 1998, levantada pelo geólogo inglês Ben Chennell. Segundo ele, existem várias reservas de metano congelado e comprimido no fundo do oceano e se elas desmoronam, causam explosões submarinas, que com o deslocamento de ar e água, afundam as embarcações que estiverem no local. Questionado sobre os aviões desaparecidos, ele disse que em casos mais extremos as explosões poderiam super aquecer os motores de aeronaves que estivessem passando pelo local. Mas ele não soube explicar como as tripulações de barcos encontrados intactos, desapareciam.


A região também é conhecida pelos cientistas por ocorrerem outros fenômenos interessantes, só encontrados alí, ou encontrados em maior concentração do que em outras partes do mundo. São encontradas em grande número, por exemplo, cavernas subterrâneas que dão passagem a lagos e mares no continente americano.

Relatos de sobreviventes que quase desapareceram na região, citam uma grande neblina que ofuscava a visão e fazia parecer que mar e céu eram a mesma coisa. Um capitão de fragata disse que sentiu uma força puxando o barco no sentido contrário ao que ele tentava direcionar sua embarcação. Um rebocador que socorria um grande cargueiro escapou dessa mesma névoa descrita por várias pessoas, porém o cargueiro teria desaparecido depois de uma espécie de tempestade na qual o dono do rebocador disse ter passado.

Casos de Desaparecimentos

O Triângulo das Bermudas teve seu primeiro caso oficialmente registrado em 16 de Setembro de 1950 (mesmo já havendo relatos de desaparecimento de aviões três anos antes). O repórter caracterizou o momento como "misteriosos desaparecimentos de navios e aviões entre o litoral da Flórida e as Bermudas". O escritor M.K.Jessup tratou dessas mesmas histórias em The Case for the UFO (A Defesa dos OVNI) livro de sua autoria, publicado em 1955, onde sugere que a responsabilidade pelo incidente cabia a inteligências alienígenas, que teriam capturado os aviões com uma gigantesca nave mãe, ponto de vista defendido também por outros autores junto à especulações como: quarta-dimensão, aberrações do espaço-tempo, anomalias magnéticas extraordinárias...


Abaixo, segue uma lista de apenas algumas embarcações e aeronaves desaparecidas no Triângulo das Bermudas:
  1. KAIYO MARUS - Um navio enviado pelo governo japonês, justamente com o intuito de estudar o fenômeno no local, desapareceu sem deixar nenhuma pista, com dezenas de cientistas a bordo;
  2. ROSALIE - Barco francês desaparecido em 1840. Foi encontrado meses depois na área do Triângulo das Bermudas, com as velas recolhidas, carga intacta, navegando normalmente, porém sem nenhum vestígio de sua tripulação;
  3. MARY CELESTE - Barco desaparecido em novembro de 1872, com 10 tripulantes. Foi encontrado em dezembro do mesmo ano sem ninguém a bordo;
  4. ATLANTA - Fragata britânica com 290 pessoas a bordo, desaparecido em janeiro de 1880;
  5. FREYA - De origem alemã, ficou um dia desaparecido. Saiu de Manzanillo, Cuba no dia 3 de outubro de 1902. O curioso é que foi encontrado no dia seguinte, no mesmo local de onde havia saído, porém sem nenhuma pessoa a bordo. Todos os tripulantes desapareceram;
  6. CYCLOPS - Desaparecido em 4 de março de 1918. Carregava 19.000 toneladas de provisionamentos para a marinha americana. Tinha 309 pessoas a bordo e desapareceu sem nem mesmo enviar uma mensagem de socorro;
  7. RAIFUKU MARU - Cargueiro japonês desaparecido en 1924. Chegou a pedir ajuda pelo rádio, mas nunca foi encontrado;
  8. COTOPAXI - Desaparecido em 1925, próximo a Cuba;
  9. STAVENGER - Cargueiro desaparecido em 1931 com 43 homens a bordo;
  10. JOHN AND MARY - Desapareceu em abril de 1932. Posteriormente foi encontrado a deriva, a cerca de 80km das ilhas Bermudas;
  11. ANGLO-AUSTRALIAN - Desaparecido em março de 1938. Pediu socorro quando estava próximo as ilhas Açores. Sua tripulação era de 39 homens;
  12. GLORIA COLITE - Desaparecido em fevereiro de 1940. Também apareceu com tudo intacto, mas sem tripulação;
  13. RUBICON - Desapareceu em 22 de outubro de 1944. Cargueiro cubano que teria sumido no centro do chamado Triângulo das Bermudas. Foi encontrado mais tarde pela Guarda Costeira Americana próximo a costa da Flórida;
  14. SANDRA - Cargueiro repleto de inseticidas que desapareceu em junho de 1950. Nunca foi encontrado;
  15. CONNEMARA IV - Desapareceu em setembro de 1955. Apereceu 640km distante das bermudas, também sem tripulação;
  16. MARINE SULPHUR QUEEN - Cargueiro que desapareceu em fevereiro de 1963 sem emitir nenhum pedido de socorro;
  17. SNO'BOY - Desaparecido em 1º de Julho de 1963. Era um pesqueiro com 20 homens a bordo. Nunca foi encontrado;
  18. WITCHCRAFT - Desaparecido em 24 de dezembro de 1967. Considerado um dos casos mais extraordinários do Triângulo. Tratava-se de uma embarcação que realizava cruzeiros marítimos. Estava amarrado a uma bóia em frente ao porto de Miami, Flórida, a cerca de 1600 metros do solo. Simplesmente desapareceu com sua equipe e um passageiro a bordo;
  19. ANITA - Desaparecido em março de 1973. Era um cargueiro de 20.000 toneladas que estava circulando próximo ao Triângulo com 32 tripulantes a bordo;
  20. MILTON ATRIDES - Cargueiro desaparecido em abril de 1973;
  21. SUPER CONTELLATIÓN - Avião desaparecido em 30 de outubro de 1945. Era um avião da marinha norte americana. Estava com 42 pessoas a bordo;
  22. MARTIN MARINER - Hidroavião desaparecido em 5 de dezembro de 1945. Depois de 20 minutos de vôo, sumiu com 13 tripulantes a bordo;
  23. Um C-54 do exército dos Estados Unidos, desapareceu em 1947. Nunca foi encontrado;
  24. Um avião TUDOR IV. Desaparecido em 29 de janeiro de 1948. Avião comercial de quatro motorres. Tinha 31 passageiros e 3 tripulantes a bordo;
  25. Avião DC-3. Desaparecido em 28 de dezembro de 1948. Avião particular, comercial, com 32 passageiros;
  26. Mais um avião TUDOR IV, desapareceu em 17 de janeiro de 1949. Avião comercial;
  27. GLOBEMASTER - Avião desaparecido em março de 1950. Era um avião comercial dos Estados Unidos;
  28. Avião de transporte britânico YORK. Desaparecido em 2 de fevereiro de 1952. Tinha 33 passageiros a bordo fora a tripulação. Sumiu ao norte do Triângulo das Bermudas;
  29. MARTIN P-5M. Hidroavião desaparecido em 9 de novembro de 1956. Fazia a patrulha da costa dos Estados Unidos. Sumiu com 10 tripulantes a bordo nas proximidades do Triângulo das Bermudas;
  30. CHASE YC-122 - Desaparecido em 11 de janeiro de 1957. Era um avião cargueiro com 4 passageiros a bordo;
  31. Um avião KB-50 desapareceu em 8 de janeiro de 1962. Tratava-se de um avião tanque das Forças Aéreas dos Estados Unidos. Desapareceu quando cruzava o Triângulo;
  32. 2 STRATOTANKERS KC-135 desapareceram em 28 de agosto de 1963. Eram 2 aviões de quatro motores cada, novos, a serviço das forças aéreas americanas. Iam em missão secreta para um base no Atlântico, mas nunca chegaram no local;
  33. CARGOMASTER C-132 - Desaparecido em 22 de setembro de 1963 perto das ilhas Açores;
  34. FLYNG BOXCAR C-119 - Desaparecido em 5 de junho de 1965. Era um avião comercial com 10 passageiros a bordo.

fonte: 
Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

5 comentários:

  1. sobre o triangulo das bermudas;porque nao aconteceu mais nenhum evento la, isso me faz refletir a respeito de uma grande questao da humanidade;se o homem realmente esteve na lua em uma epoca que a tecnologia das naves eram comparadas a uma calculadora de bolso de hoje,porque eles nao poder voltar la atualmente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sleipnir: Talvez ainda aconteçam desaparecimentos de veículos nessas regiões, mas não vazem as informações para o público.

      Excluir
    2. Apenas um complemento, achei na Internet q inclusive já mandaram um drone com câmeras pra essa região para realizarem estudos sobre o que acontece lah...e o que aconteceu?! Sumiu também... E nauh captaram nada das imagens

      Excluir
  2. 1973 - ANITA - Desaparecido em março. Era um cargueiro de 20.000 toneladas que estava circulando próximo ao Triângulo com 32 tripulantes a bordo.
    1976 - Grand Zenith - petroleiro, afundou com pessoas e bens a bordo. Deixou uma grande mancha de petróleo que, pouco depois, também desapareceu.
    1976 - SS Sylvia L. Ossa - embarcação que afundou em um furacão a oeste das ilhas Bermudas.
    1978 - SS Hawarden Bridge - embarcação que foi encontrada abandonada no triângulo.
    1980 - SS Poet - embarcação que afundou em um furacão no triângulo. Transportava grãos para o Egito.
    Para ajudar mais as informaç]oes
    1995 - Jamanic K - cargueiro que afundou no triângulo, depois de sair de Cap-Haïtien.
    1997 - Iate - É encontrado um iate alemão.
    1999 - Genesis - cargueiro que afundou depois de sair do porto de São Vicente; sua carga incluía 465 toneladas de tanques de água, tábuas, concreto e tijolos; informou de problemas com uma bomba um pouco antes de perder o contato. Foi realizada uma busca sem sucesso em uma área de 85.000 km² (33.000 milhas quadradas).

    ResponderExcluir
  3. Disse em outro post sobre a possibilidade disso ter a ver com algum outro mito...ou mitos.. No caso q citei antes.. Ser o local habitado por nada menos q o próprio leviata..

    ResponderExcluir



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos / Ofensas;
-Incitar o ódio e o preconceito;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Reservamo-nos ao direito de remover qualquer comentário nessas condições.

De preferência, faça login com uma conta do Google, assim poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby