Image Map

15 de setembro de 2012

Heimdall

۞ ADM Sleipnir


Heimdall (do nórdico antigo Heimdallr) é na mitologia nórdica o deus vigia dos nove mundos e o guardião da Bifrost, a ponte arco-íris que ligava Midgard, o reino dos homens, à Asgard, o reino dos deuses. Sempre alerta e munido de sua trombeta Gjallarhorn, a principal tarefa de Heimdall é avisar aos deuses sobre invasões iminentes. Mas, como um deus guerreiro, ele próprio está sempre preparado para entrar em combate e repelir ataques inimigos. 

Origem do nome e epítetos

Embora o nome Heimdall tenha uma etimologia incerta, ele parece ter sido formado a partir de uma combinação de palavras que significam "mundo", "eminente" e "radiante". Portanto, uma tradução literal de seu nome poderia ser "mundo radiante". Outra possível tradução do nome seria "aquele que ilumina o mundo". 

Heimdall é conhecido por muitos epítetos, como Hallinskidi (“o chifrudo”), provavelmente uma alusão à sua possível associação com carneiros. Ele também era chamado de Gullintanni ("aquele com os dentes de ouro" ou simplesmente "dente de ouro"), uma referência aos seus dentes que eram ditos serem todos dourados, Vindlér ("o torneiro") e Ríg ("rei"). Ele é ainda conhecido como o "Deus Branco", sendo que a brancura a que essa alcunha se refere é a sua retidão e também sua beleza.  


Iconografia e atributos

Heimdall é geralmente descrito e representado como um homem portando sua espada, Hofund, no quadril ou empunhando-na nas mãos, além de quase sempre trazer a trombeta Gjallarhorn próxima a boca, preparado para tocá-la. Sua morada é um salão/castelo chamado Himinbjorg (nórdico antigo Himinbjörg, "o castelo dos céus" ou "castelo do céu"), localizado na extremidade asgardiana da Bifrost. No poema Grímnismál, Odin descreve Himinbjörg como um dos mais maravilhosos de todos os lugares em Asgard.

Heimdall possui qualidades que o tornam o vigilante perfeito. Ele é dotado de  visão e audição incríveis, sendo capaz de enxergar a distâncias extraordinárias tanto de dia quanto de noite e de ouvir até mesmo o som da grama brotando do chão e o som da lã das ovelhas crescendo. Outra característica interessante era que ele praticamente não precisava dormir, o que permitia que ele permanecesse em alerta o tempo todo. Segundo a Edda em Prosa, ele guarda seu ouvido na fonte de Mimir, e por isto pode ouvir tudo o que acontece nos nove mundos de Yggdrasil.

Arte de Maciej Ptasinski

Mitologia

Genealogia

As ligações familiares de Heimdall são bem confusas, tendo em vista que o Heimdalargaldr, poema nórdico antigo sobre o deus e que poderia ajudar a esclarecer o assunto é considerado perdido, tendo sobrado somente duas linhas:

"Eu sou filho de nove mães,
De nove irmãs eu sou o filho. " 

Como o fragmento acima atesta, Heimdall nasceu de nove mulheres, embora não seja esclarecido como isso foi possível. Seus nomes eram Gjolp, Greip, Eistla, Eyrgjafa, Ulfrun, Angeyja, Imth, Atla e Jarnsaxa, e alguns estudiosos especulam que essas nove mulheres eram as nove filhas de Aegir, embora enfrenta a dificuldade de os nomes das mães de Heimdall não coincidam com os das filhas de Aegir.

De acordo com Snorri Sturluson, historiador islandês do séc XIII e autor da Edda em Prosa, Heimdall pertence à tribo dos Aesir, sendo filho de Odin.  

Heimdall como pai das classes sociais

Embora Heimdall não tivesse esposas ou consortes divinos, ele se reproduziu com humanos. De acordo com o poema Rígsþula, nos primórdios da humanidade, Heimdall se disfarçou como um humano chamado Ríg e visitou Midgard. Durante suas andanças, ele se hospedou na casa de três famílias distintas (uma humilde, outra mediana e a última muito rica), para as quais dispensou sua sabedoria. Ele também se deitou com uma mulher dessas famílias, e passados nove meses, cada uma delas teve um filho. Estes foram os ancestrais de cada classe social nórdica: os servos/escravos, os camponeses donos de terras, e os nobres.

Arte de Anastasia Komissarova

O Vigia Imóvel?

Apesar de ser conhecido como o vigia imóvel vigia da Bifrost, os Eddas relatam alguns episódios em que Heimdall deixou seu posto. 
O deus participou de muitas festas, (incluindo uma apresentada no poema Lokasenna, onde os deuses se reúnem para uma festa só para ver Loki causar uma cena e discutir com muitas outras divindades, como Skadi) e também esteve presente no funeral de Balder, ocasião na qual ele compareceu cavalgando seu cavalo chamado Gulltop (nórdico antigo  Gulltoppr, "juba dourada").

A inimizade entre Heimdall e Loki

Se havia alguém com quem Heimdall não tinha uma boa relação, esse era o deus da trapaça Loki. O Húsdrápa, um poema escáldico parcialmente preservado na Edda em Prosa, relata a história do roubo do colar de Freya, Brísingamen, por Loki. Certo dia, Freya acordou e descobriu que seu colar havia desaparecido. Ela pede a ajuda de Heimdall para procurá-lo, e eventualmente ele descobre que havia sido Loki o ladrão. O deus da trapaça se transforma em foca e tenta fugir, enquanto Heimdall também se transforma em foca e consegue alcançá-lo. Após uma longa batalha, Heimdall vence e recupera o colar, devolvendo-o para Freya.

Arte de Auratis

Já o poema Lokasenna relata uma ocasião em que Loki compareceu a uma festa celebrada pelo deus Aegir, e onde estavam presentes quase todos os deuses (exceto Thor). Após uma série de eventos, ele passa a provocar e insultar cada um dos presentes. Em certo momento, Heimdall pede que ele se cale e vá embora, além de apontar que ele estava bêbado e fora de si. Loki prontamente manda Heimdall se calar e o responde dizendo que ele possuía uma vida ruim, e andava com as “calças molhadas”, pois era o guardião dos deuses. 

Os dois só resolverão suas diferenças durante o Ragnarok (a sequência de eventos que levaria à morte dos deuses e à destruição do mundo), quando terão seu combate final.

O Roubo do Martelo de Thor

O poema Thrymskvitha relata a história do roubo do martelo de Thor por Thrym, o jotun rei de Jotunheim. Tudo começou com Thor descobrindo o roubo e se aproximando dos deuses em busca de ajuda. O trapaceiro Loki pegou emprestado o manto de Freya - uma vestimenta mágica feita de penas de falcão que dava a seu portador a habilidade de voar - e correu para encontrá-lo. Quando ele voltou, Loki informou aos deuses que Thrym havia roubado o martelo e não iria devolvê-lo a menos que recebesse Freya em troca.

Quando os deuses se encontraram para decidir o que fariam, foi Heimdall quem fez a sugestão vencedora: os deuses deveriam vestir Thor como Freya e fazê-lo entrar sorrateiramente nos salões de Thrym em Jotunheim. O Thrymskvitha sugeriu que Heimdall, tendo visto o futuro, já sabia qual seria o resultado da missão.

"Então Heimdallr disse isso,
o mais branco dos Æsir,
ele que vê adiante tão bem
como outro Vanir*:
"Então nós vestiremos Þórr
com o véu nupcial,
ele usará o grande
colar Brísingamen."


O subterfúgio funcionou. Vestido como Freya, Thor entrou nos salões de Thrym, recuperou seu martelo e matou Thrym e os demais jotuns presentes na festa de casamento.

Papel no Ragnarok

Heimdall está destinado a desempenhar um papel decisivo durante os eventos do Ragnarok. Será ele quem notará os primeiros sinais de que o conflito está prestes a se iniciar, e soará pela última vez o seu Gjallarhorncujo som ressoará pelos Nove Mundos e convocará os deuses para a batalha final contra seus inimigos jotuns, estes liderados pelo deus da trapaça Loki. Heimdall e Loki então terão seu último confronto, estando destinados a morrerem um pelas mãos do outro.

Arte de Chiriris


Cultura Popular
  • Heimdall é o homônimo de uma cratera em Calisto, uma das lusa de Júpiter;
  • Ele é o protagonista de um videogame homônimo lançado em 1991 e sua sequência de 1994, Heimdall 2; 
  • No jogo Age of Mythology (2002) e em sua sequência, Age of Mythology: Titans (2003), Heimdall é um dos deuses que os nórdicos podem escolher para adorar; 
  • Heimdall também é um dos deuses jogáveis ​​presentes no MOBA Smite;
  • Ele é um personagem menor presente no game Valkyrie Profile 2: Silmeria
  • Ele aparece ainda na franquia de jogos Shin Megami Tesei;
  • Heimdall aparece como um personagem da Marvel Comics, e sua versão cinematográfica é interpretada pelo ator inglês Idris Elba;
  • No mangá/anime Matantei Loki Ragnarok, Heimdall é enviado por Odin para assasinar Loki, e para cumprir a sua missão ele assume o disfarce de um menino de cabelos roxos;
  • No filme Cavaleiros do Zodíaco: A Grande Batalha dos Deuses, o vilão Durval veste a Robe de Heimdall;
  • Em Shuumatsu no Valkyrie, Heimdall é um dos deuses nórdico e o chamado "Sentinela do Apocalipse". Ele supervisiona e comenta as lutas do Ragnarok.

fontes:
NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante e ajuda a manter o blog ativo!

7 comentários:

  1. Alguém explica esse nascimento de 9 mulheres???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Segundo a Edda em Prosa, Heimdall é filho de nove mulheres, que especula-se que se sejam as filhas do deus do mar Aegir. Não se sabe ao certo o significado dessa passagem.

      Excluir
    2. Mas lhe afirmo que há duas chaves, filosófica e histórica, maravilhosas sobre esse mito

      Excluir
    3. Se o poema não tivesse sido perdido saberíamos como isso ocorreu.

      Excluir



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo, porém peço que evitem:

1) Xingamentos ou ofensas gratuitas ao autor e a outros comentaristas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Comentários que inflijam um desses pontos estão sujeitos a exclusão.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderei responder seus comentários de forma mais apropriada, e de brinde você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby