27 de agosto de 2013

Izanagi & Izanami

۞ ADM Sleipnir


Na mitologia japonesa, os deuses Izanagi ("Aquele Que é Convidado") e Izanami ("Aquela Que Convida")  são os criadores do Japão e de muitos dos seus deuses. Em um mito importante, eles descem ao Yomitsu Kuni, o submundo e a terra das trevas. Histórias sobre Izanagi e Izanami são contadas em duas obras de 700 a.D. , o Kojiki (Registros dos Assuntos Antigos) e o Nihongi (Crônicas do Japão).

A Criação das Ilhas e Deuses Japoneses

Após a criação do mundo, o “Céu e a Terra” eram apenas uma massa uniforme e macia que ainda estavam em evolução e precisavam ser terminados. Os deuses primordiais se reuniram para discutir sobre o destino da Terra e decidiram delegar a celestial missão da criação das Ilhas ao casal mais jovem dos deuses, Izanagi e Izanami. Para ajudá-los em sua tarefa divina, foi entregue ao casal a Ame-no-nuboko (天沼矛)“A Sagrada Lança” que era coberta de pedras preciosas.

Izanagi e Izanami estavam a postos na ponte flutuante do céu e, com a lança em punho, agitaram o oceano primevo. Quando eles levantaram a lança, as gotas que caíam de volta para a água coagularam e formaram a primeira terra firme, uma ilha chamada Onogoro-shima (淤能碁呂島) “Espontaneamente Coagulada”. 



Após isso, Izanagi e Izanami foram até a ilha e decidiram se casar e acasalar para trazerem novas gerações e novas terras a partir da Terra. Para se casar, eles criaram um cerimônia para comemorar. Eles criaram uma coluna sagrada, e contornaram-a, indo Izanagi para a direita e Izanami para a esquerda, unindo-se como marido e mulher. Durante a cerimônia, Izanami falou primeiro, “Que prazer encontrar tão formosa e jovem terra“, elogiando a beleza do companheiro. Então Izanagi respondeu: “Que prazer encontrar tão linda criação“.Os primeiros filhos dessa união nasceram deformados, e intrigados, o casal questionou os deuses primordiais sobre o fato. Os deuses disseram que isso ocorreu pelo fato de Izanami ter falado antes de seu marido, durante a cerimônia de casamento (no antigo Japão a mulher nunca deveria falar antes do homem). 

O casal realizou então uma nova cerimônia de casamento, desta vez agindo corretamente. Izanami logo deu à luz oito filhos adoráveis, que se tornaram as ilhas do Japão. Izanagi e Izanami, então, criaram muitos deuses e deusas para representar as montanhas, vales, cachoeiras, rios, ventos e outros recursos nativos do Japão. No entanto, durante o nascimento de Kagutsuchi, o deus do fogo, Izanami teve sua genital gravemente queimada, ferindo-a mortalmente. Mesmo em seu leito de morte, ela continuou a gerar deuses e deusas, e ainda outras divindades emergiram as lágrimas do aflito Izanagi, que matou Kagutsuchi brutalmente.

A descida ao submundo

Quando Izanami morreu, ela foi enviada ao Yomitsu Kuni. Izanagi decidiu ir até lá com a missão de trazer sua amada de volta. Izanami cumprimentou Izanagi das sombras enquanto ele se aproximava da entrada do Yomi. Ao encontrar Izanami, a deusa lhe disse: “Meu senhor e marido, por que tua vinda é tão tarde? Eu já comi da comida de Yomi. Irei agora descansar. Peço-te que não me olhes”. Cheio de desejo por sua esposa, Izanagi acendeu uma tocha e olhou dentro do Yomi. Horrorizado ao ver que Izanami agora era um cadáver em decomposição, Izanagi fugiu.


Irada por Izanagi não ter respeitado os seus desejos, Izanami enviou as Yomotsushikome (espíritos hediondos femininos), oito deuses do trovão, e um exército de mil e quinhentos guerreiros ferozes do Yomi para persegui-lo. Izanagi desembainhou sua espada e fugiu para as regiões escuras do submundo. Enquanto corria, o deus atirou seu capacete ao chão, que imediatamente se transformou em um cacho de uvas. Quando as Mulheres de Yomi o viram, comeram as frutas. Izanami viu o que acontecera e decidiu ela mesma perseguir Izanagi. 

Izanagi conseguiu escapar dos seus perseguidores e bloqueou a passagem entre o Yomi e a terra dos vivos, com uma enorme pedra. Izanami o encontra cara-a-cara, e eles rompem o seu casamento. Izanami ameaça matar mil homens em um dia, ao que Izanagi retruca e diz que fará nascer então mil e quinhentos homens (essa é uma  alusão ao ciclo de vida da humanidade).






O Nascimento da Nobre Trindade


Izanagi sentiu-se imundo por causa do seu contato com os mortos, e ele decidiu tomar um banho para se purificar. Um número de deuses e deusas, tanto do bem como do mal, saíram de sua roupa descartada conforme Izanagi se banhava. A deusa do sol - Amaterasu - saiu de seu olho esquerdo, o deus da lua - Tsukuyomi - apareceu de seu olho direito, e Susanoo surgiu de seu nariz. Orgulhoso desses três filhos nobres, Izanagi dividiu seu reino entre eles.

Logo após o nascimento da tríade, Izanagi decidiu atribuir uma tarefa a cada um deles.Para Amaterasu ele entregou um colar sagrado que simbolizaria o poder divino fazendo-a tornar deusa do sol e habitar o céu, enquanto para Tsukuyomi ele atribuiu a Lua, tornando-o deus da noite. Para Susanoo, ele deu os oceanos. Ao protestar contra a escolha do pai ,alegando querer ir de encontro a sua mãe Izanami, Susanoo é expulso por Izanagi que enfim dá por concluída sua missão da criação. Ele cria uma residência na ilha de Ahaji e passa a viver em repouso.






fontes:
Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

10 comentários:

  1. Muito bom... bastante bem desenvolvido e completo. Parabéns, gostei muito.

    ResponderExcluir
  2. Realmente muito interessante, gostei muito do material!

    ResponderExcluir
  3. muito bom..gostei bastante...nota 10 ^^

    ResponderExcluir
  4. Hey, muito bom mesmo. Eu amo mitologias, estou pesquisando sempre só para ter o conhecimento mesmo. Então, por gentileza, será que vocês tem como me mandar o conteúdo por E-mail? Não vou publicar em nada, é só pra eu estudar mesmo ^^ Não tenho muito tempo para ficar no PC, mas posso ler PDF's no celular. Ficaria muito grato se me enviassem o texto. O site é ótimo, continuem assim.

    ResponderExcluir
  5. gostei sim uma historia muito interesante

    ResponderExcluir
  6. eu também gostei muito, bem didático, de fácil compreensão, contudo gostaria de saber as fontes!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  7. Uma história muito linda e a forma que vocês a escreveram está muito boa.

    ResponderExcluir
  8. Esta narrativa pode ser vista no filme de animação O Príncipe e o Dragão de Oito Cabeças, disponível no YouTub

    ResponderExcluir
  9. Parabéns pelo blog, rico em conteúdo sobre diversas mitologias ! Sobre a mitologia grega, existe o "livro de ouro da mitologia", e sobre a mitologia oriental ? existe algum livro do tipo, que contenha vários mitos e lendas sobre yokais, deuses, etc. ?

    ResponderExcluir



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos ou ofensas gratuitas;
-Comentários racistas e/ou xenófobos;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Desrespeitar o autor da postagem ou outro visitante;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Removeremos quaisquer comentários que se enquadrem nessas condições.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderemos responder seus comentários de forma mais apropriada, e você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby