7 de abril de 2014

O Coelho da Lua

۞ ADM Sleipnir



Alguma vez você já olhou para a lua e viu uma mancha que lembra a forma de um coelho? Pois bem, existem muitas lendas ao redor do mundo que fazem alusão à esse coelho.

O chamado "Coelho da Lua" é, simplesmente um mancha na Lua que muitas pessoas alegam se parecer com um coelho batendo em um pilão, ou um coelho somente. Esse tipo de associação é conhecido pela ciência como uma pareidolia, ou seja, uma imagem ou som que é percebido como algo distinto. O famoso rosto em Marte, supostos discos voadores ou nuvens que tomam formas diferentes são exemplos de pareidolia. Desde o leste asiático (Coréia, China e Japão) até as Américas (principalmente entre os povos astecas e maias) surgiram muitas lendas sobre o coelho da lua ao longo dos séculos. Vejamos algumas versões dessa lenda pelo mundo:




O Coelho de Jade da China

Na China, o coelho da lua é geralmente chamado de yuè tu (月 兔), que significa "coelho da lua". No entanto, o coelho da lua também é chamado de yu tu (玉兔), ou "Coelho de Jade", e às vezes "Vovô Coelho", "Coelho Cavalheiro", "Senhor Coelho" e também "Coelho de Ouro". Histórias sobre o coelho de jade datam do período dos Reinos Combatentes ( aprox. 475-221 a.C.).

Segundo a lenda, o coelho da lua é o companheiro da deusa da lua Chang'e e soca o elixir da vida para ela em seu pilão. Ele vive na lua junto com o sapo e pode ser visto todos os anos em plena vista no dia do meio outono, ou 15 de agosto.



Em uma lenda contada em Pequim e seus arredores, uma praga mortal caiu sobre a cidade cerca de 500 anos atrás e matou muitas pessoas. A única coisa que poderia salvar a cidade esta epidemia era o Coelho da Lua. Chang'e enviou o coelho à Terra para visitar cada família e curá-las dessa praga. Após livrar a cidade desta praga, ele voltou para a lua.

Para este dia, figuras do coelho vestindo armadura e montando um tigre,um leão, um elefante, ou um veado são brinquedos populares entre crianças e adultos! Eles são particularmente populares durante o Festival do Meio Outono, ou durante o Ano Novo Lunar no Ano do Coelho.

O Coelho da Lua no Folclore Nativo-Americano

Vários povos nativo-americanos possuem histórias sobre o coelho da lua, sendo o de maior destaque os astecasEles acreditavam que o deus Quetzalcoatl uma vez viveu na Terra como um homem. Ele partiu em uma jornada e depois de viajar a pé por algum tempo, ficou muito cansado e com fome. Como estava sem comida e não havia nada para beber por perto, ele pensou que iria morrer. No entanto, um coelho estava pastando e encontrou o homem. O coelho ofereceu-se como alimento para salvar sua vida. Quetzalcoatl, humilhado pela oferta do coelho em prol do seu bem-estar, elevou o coelho à Lua e o trouxe de volta para a Terra, dizendo-lhe "Você é apenas um coelho, mas você será lembrado por todos. Sua imagem está na luz da lua, para todas as pessoas de todos os tempos" .



O povo Cree também têm uma história sobre o coelho da lua. O coelho desejava passear na lua, mas apenas o grou estava disposto a levá-lo. A viagem à lua acabou esticando as pernas do grou, devido ao peso do coelho, deixando-as alongadas da forma que são hoje. Após chegarem à lua, o coelho tocou a cabeça do grou com uma pata ensanguentada, deixando sua cabeça com a marca vermelha que o grou possui. Segundo a lenda, em noites claras o coelho ainda pode ser visto correndo sobre a face da lua.

Tsuki no Usagi

O coelho da lua também é popular no Japão. No entanto, no Japão, ele bate mochi (饼) , ou bolos de arroz em seu pilão, em vez do elixir da vida. Em japonês, o coelho na lua é conhecido como "Tsuki no Usagi". Existe uma história famosa sobre ele no Japão, que é a seguinte:

Conta a história que um macaco, uma raposa e um coelho viviam juntos como amigos na floresta. Durante o dia, eles brincavam na montanha; à noite, eles voltaram para a floresta. Conforme os anos passaram, um velhinho que vivia na lua foi até eles disfarçado de mendigo, com o intuito de descobrir qual deles era o mais gentil. "Eu tenho viajado por montanhas e vales e estou fraco e cansado", afirmou o pobre homem. "Vocês poderiam me dar alguma coisa para comer? "

Imediatamente, o macaco saiu para coletar frutas e nozes. Ao voltar, ele ofereceu a comida ao mendigo. A raposa foi até o rio e voltou com alguns peixes, os quais também ofereceu ao mendigo. O coelho correu pelos campos, procurando desesperadamente algo para oferecer ao viajante. Quando ele voltou sem nada, o macaco e a raposa zombaram dele sem parar .

Deprimido e desanimado, o coelho pediu ao macaco para recolher um pouco de madeira e pediu para a raposa atear fogo. Seus amigos lhe perguntaram o que pretendia fazer, e o coelho respondeu: "eu irei me atirar na fogueira e oferecerei minha própria carne para este homem".


O coelho correu em direção às chamas, porém foi impedido pelo mendigo, que revelou a eles sua identidade, pois havia descoberto quem era o mais gentil dos três: o coelho, por estar disposto a sacrificar a própria vida em prol dos outros. O velhinho levou consigo o coelho para para a lua, e desde então ele pode ser sempre visto quando a lua esta cheia. Após vários anos se passarem, o velhinho morreu e hoje o coelho vive sozinho, sempre fazendo mochi em homenagem ao seu mestre já falecido. 

Esta história é dita ter se originado a partir da Śaśajâtaka budista, onde Sakra é o velhinho da lua e o macaco, a lontra e o chacal são os companheiros do coelho .

Também no Japão existe o festival de meio- outono, ou festival da lua. Tal como na China e na Coréia, as pessoas se reúnem para assistir a lua cheia e as crianças cantam uma canção sobre o coelho da lua chamada "Usagi".

O coelho da lua da Coréia e do Vietnã

Na Coréia, o coelho da lua é conhecido como daltokki ( 달토끼 ) e é uma lenda popular entre as crianças coreanas. Como no caso do Japão, o daltokki também bate bolos de arroz em seu pilão. Outro país asiático onde o coelho da lua pode ser encontrado é o Vietnã . Eles têm uma lenda muito semelhante à lenda japonesa e budista sobre um coelho branco chamado Tho Trang. Esta lenda tornou-se um conto popular durante o Festival do meio -outono .

No entanto, enquanto a maior parte do resto da Ásia celebra o Ano do Coelho, o Vietnã celebra o ano do gato! Há muitas razões possíveis porque existe essa grande diferença entre os calendários zodiacais chineses e vietnamitas, mas é amplamente aceito que, desde que os coelhos não são nativos do Vietnã, os gatos têm tomado seu lugar no calendário do zodíaco vietnamita.

Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

5 comentários:

  1. Muito legal o japonês!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado por compartilhar Naju! Te amo com toda a sinceridade do meu coração!!! ;)

    ResponderExcluir
  3. vim procurando a lenda japonesa por causa da Usagi de Sailor Moon e acabei ganhando várias lendas em troca.
    Muito bom, me encorajou a olhar o resto do site.

    ResponderExcluir



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos / Ofensas;
-Incitar o ódio e o preconceito;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Reservamo-nos ao direito de remover qualquer comentário nessas condições.

De preferência, faça login com uma conta do Google, assim poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby