1 de junho de 2015

Uktena

۞ ADM Sleipnir



Uktena (pronuncia-se "ook-tay-nah", também escrito Uk'tena, Unktena, Ukatena, Uktin, Uhktena) é uma espécie de serpente/dragão presente na mitologia da tribo Cherokee. Ela é descrita como sendo tão grande quanto um tronco de árvore, possuindo chifres em sua cabeça e uma espécie de pedra brilhante e transparente em sua testa chamada Ulun'suti. Além disso, suas escamas possuem manchas que brilham como se fossem faíscas de fogo. 

O Ulun'suti


Poderosa e virtualmente imbatível, uma Uktena só pode ser ferida e/ou morta recebendo um golpe no Ulun'suti, pois este conserva a força vital e os poderes da mesma. Contam as lendas que aquele que obtiver esse diamante terá êxito em tudo na vida, porém não é uma tarefa nem um pouco fácil. Seu brilho é tão forte que cega aquele que olhar para ele. Além disso, seu brilho acaba atraindo aqueles que tentam obtê-la direto para a boca da Uktena, que os devora de imediato. É bem possível que o aventureiro que tenta obter a pedra sequer consiga chegar perto da mesma, pois o hálito de uma Uktena é venenoso, e acaba paralisando e matando seu inimigo à distância.


Eventualmente, podem surgir homens capazes de superar todas as dificuldades e finalmente obter uma Ulun'suti, porém manter a posse da pedra é igualmente difícil. A pedra tem o mau hábito de tentar fugir, então é necessário envolvê-la em couros e guardá-la em um lugar bem escuro e inacessível. E de vez em quando é necessário mudá-la de lugar, porque ela "descobre" a saída. O dono de uma Ulun'suti também deverá esfregá-la com sangue de animais regularmente e pelo menos uma vez por ano, deverá molhá-lo com o sangue de algum veado abatido ou outro animal de grande porte, ou ela perderá seus poderes. Quando o seu proprietário morrer, será preciso enterrar a pedra com ele, porque senão ela sairá à noite de onde está, brilhante feito uma estrela,  e buscará pelo túmulo de seu guardião durante sete anos, vagando pelos caminhos feito uma assombração.

Lenda

Os cherokees possuem várias lendas envolvendo Uktenas. Uma delas conta que há muito tempo atrás, o sol ficou com ciúmes de sua irmã, a lua, porque as pessoas da Terra sempre olhavam para ela com expressões bonitas por causa de sua luz suave. O sol também tinha uma filha, que vivia no meio do céu. Todos os dias, o sol parava para visitá-la. Zangado com os humanos porque eles faziam expressões feias (provavelmente por causa de sua luz forte), o sol começou a usar essa oportunidade (da parada para ver sua filha) para produzir tanto calor que as pessoas começaram a morrer de febre.

Em resposta, os humanos buscaram o auxílio dos “homens pequenos”, que na lenda cherokee representavam espíritos mágicos amigáveis que habitavam as florestas. Os homens pequenos decidiram que o sol tinha que morrer, então eles fizeram um homem se tornar uma serpente temível, chamada Uktena. Ela foi à casa da filha do sol, esperar por sua chegada. Mas enquanto aguardava, a filha do sol abriu a porta. Uktena a mordeu acidentalmente, matando-a e quando o sol chegou para ver sua filha, descobriu que ela estava morta e começou a chorar, inundando a Terra com suas lágrimas.


Desesperadas para agradar o sol e parar com seu choro, as pessoas da Terra fizeram uma tentativa de resgatar a filha solar morta da terra dos fantasmas, mas não conseguiram. Quando elas voltaram, o sol começou a chorar ainda mais. Para distraí-lo, as pessoas começaram a dançar e ouvir músicas até o sol tornar-se feliz novamente.



Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

Nenhum comentário:



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos / Ofensas;
-Incitar o ódio e o preconceito;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Reservamo-nos ao direito de remover qualquer comentário nessas condições.

De preferência, faça login com uma conta do Google, assim poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby