Image Map

29 de março de 2021

Ghatotkacha

 ۞ ADM Sleipnir

Arte de Bach Zim

Ghatotkacha (sânscrito घटोत्कच, literalmente "cabeça de pote"), é um personagem da mitologia hindu, filho de Bhima, o "terrível" (um dos irmãos Pandavas) com a raksasha HidimbiEle recebeu esse nome graças ao formato de sua cabeça, que segundo as histórias lembra um pote. Sua linhagem materna o tornava meio rakshasa (uma espécie de demônio), e deu a ele muitos poderes mágicos como voar, aumentar ou diminuir de tamanho e se tornar invisível. Além disso, Ghatotkacha possuía o dom de aparecer onde quer que fosse chamado por seu pai ou seus tios Pandavas, bastando que pensassem nele para que ele aparecesse. Esses poderes o tornaram um lutador importante durante a Guerra de Kurukshetra, o clímax do épico Mahabharata. Assim como o pai, Ghatotkacha também lutava utilizando uma maça como principal arma.

Mitologia

Buscando um sacrifício para a mãe e reencontrando o pai

Logo após seu nascimento, seu pai Bhima teve que deixar sua família, pois ainda tinha deveres a cumprir. Ghatotkacha cresceu sob os cuidados de Hidimbi. Certo dia, Hidimbi pediu a ele que trouxesse um humano para que ela pudesse fazer um sacrifício à deusa Kali. No caminho para fazer isso, Gathotkacha avistou um brâmane e sua esposa viajando com seus três filhos. Ghatotkacha se aproximou deles e perguntou qual deles deveria ir com ele para ser o sacrifício de sua mãe para Kali. O brâmane se ofereceu, mas sua esposa insistiu que iria em seu lugar. Finalmente, seu segundo filho concordou em ir com Ghatotkacha e pediu sua permissão para se banhar primeiro no rio Ganga.

Enquanto Gathotkacha e o filho do brâmane estavam no rio, Bhima apareceu e, sem saber que falava com seu filho, perguntou a ele o que pretendia fazer com o rapaz. Ghatotkacha, que também não reconheceu o pai, lhe conta que estava levando o rapaz à pedido de sua mãe para realizar um sacrifício em nome da deusa Kali. Bhima acaba propondo em trocar no lugar do rapaz e ir com Ghatotkacha, mas somente com a condição de que Ghatotkacha o derrotasse em uma luta. 

A Luta contra Bhima

A luta começou com pai e filho lutando com as mãos nuas. Após dias de luta, os dois já estavam exaustos, quando tiveram sua luta interrompida por Hidimbi. Ela informou a Ghatotkacha que Bhima é seu pai, e ele caiu aos pés de seu pai, que por sua vez o abraçou e elogiou dizendo-lhe que raramente lutava contra alguém que pudesse se igualar a ele em termos de força. Bhima aproveita a situação para criticar sua esposa e seu filho por seguirem a prática do sacrifício humano.

Participação na Guerra de Kurukshetra

Arte de Carl-Ellistrator

Ghatotkacha foi convocado por Bhima para lutar ao lado dos Pandavas na Guerra de Kurukshetra, convocação a qual ele atendeu de imediato, trazendo consigo uma legião de seguidores demoníacos. Usando e abusando de seus poderes mágicos, Ghatotkacha provocou grande destruição em meio ao exército dos Kauravas, em particular no 14° dia da guerra, após a morte de Jayadratha. Nesse dia, a batalha continuou após o pôr do sol, e os poderes de Ghatotkacha e de seus seguidores eram mais eficazes à noite.

Neste ponto da batalha, o líder dos Kauravas, Duryodhana, apelou para seu melhor lutador, Karna, para combater e matar Ghatotkacha, já que o exército Kaurava estava perto da aniquilação devido a seus incessantes e poderosos ataques. Karna possuía uma astra divina chamada Vasavi Shakti, concedida a ele pelo deus Indra. Esta astra só poderia ser usada apenas uma vez, matando seu alvo sem erro, e Karna a estava guardando para utilizar contra seu arqui-inimigo e o melhor lutador dos Pandavas, Arjuna.

Karna combateu Ghatotkacha, porém não conseguia fazê-lo parar de usar seus poderes, e muito menos se retirar da batalha. Enquanto isso, Ghatotkacha permanecia usando seus poderes, principalmente o de tornar-se invisível, para atacar o exército Kaurava. 

Sem opções, e com o exército kaurava perto do colapso, Karna conjurou sua Vasavi Shakti a e a disparou contra Ghatotkacha, que no momento voava sob o exército Kaurava. Atingido em cheio no peito, Ghatotkacha morreu, porém quando seu corpo estava caindo, mesmo morto ele foi capaz de aumentar seu tamanho. Seu corpo caiu sobre o exército Kaurava, matando centenas de milhares no processo.

A morte de Ghatotkacha é considerada o ponto de virada da Guerra de Kurukshetra. Após a sua morte, apesar de seus aliados estarem profundamente tristes por sua morte, Krishna, avatar de Vishnu e conselheiro do exército pandava, sorria e celebrava, contente pois Karna já não poderia utilizar aquela astra contra Arjuna.

Ghatotkacha tinha uma esposa chamada Ahilawati e três filhos: Barbarika, Meghavarna Anjanaparvan. O último participou juntamente com o pai e o avô da Guerra de Kurukshetra, onde acabou sendo morto pelo guerreiro Ashwattama

Arte de molee

fontes:

NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante ajuda a manter o blog ativo!

Nenhum comentário:



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo. Porém pedimos que evitem:

1)Xingamentos ou ofensas gratuitas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Desrespeitar gratuitamente o autor da postagem ou outro visitante. Mantenha a polidez;
6)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Removeremos quaisquer comentários que se enquadrem nessas condições.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderemos responder seus comentários de forma mais apropriada, e você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby