7 de abril de 2021

Boca-de-Ouro

 ۞ ADM Sleipnir

Arte de Leo Fernandes

O Boca-de-Ouro é uma misteriosa e famosa figura fantasmagórica pertencente ao folclore de Recife, dita assombrar boêmios solitários durante a madrugada. Os primeiros relatos de suas aparições são datados do início do século XX, e até hoje costumam ocorrer. Além disso, apesar de ser uma assombração famosa no Recife, existem relatos de sua aparição em outras cidades brasileiras.

Segundo descrições daqueles que já foram abordados pelo Boca-de-Ouro, trata-se de um ser trajando calças e um paletó brancos, sapatos bem engraxados e um chapéu estilo Panamá. Aparece durante a madrugada caminhando vagarosamente enquanto fuma um cigarro. Ao encontrar um caminhante solitário pelo caminho, pede-lhe fogo para acender um cigarro. Tendo ou não um fósforo ou isqueiro para oferecer, a pessoa acaba tomando um grande susto quando percebe que o misterioso boêmio possui uma face semelhante a de um cadáver apodrecido, além de exalar um forte cheiro de enxofre. Nesse momento, ele solta uma gargalhada medonha, exibindo sua boca repleta de dentes de ouro. 

Imagem da HQ Algumas Assombrações do Recife Velho, de André Balaio e Roberto Beltrão,
baseada na obra de Gilberto Freye, e à venda na Amazon

Semelhante ao clássico vilão da franquia Sexta Feira 13, Jason Voorhees, não tem como fugir da perseguição do Boca-de-Ouro. Sua vítima pode correr o quanto quiser que, assim que ela parar para recuperar o fôlego, se deparará com o Boca-de-Ouro à poucos metros dela, rindo e exibindo seus dentes dourados. Isso se repete esquina após esquina, até que a sua vítima caia exaurida no chão e apague. Ao amanhecer, a vítima é encontrada desmaiada no chão, e ao ser socorrida pelos transeuntes, relata o seu encontro com o Boca-de-Ouro, o que quase nunca é levado à sério pelas pessoas. 

O Boca-de-Ouro parece atormentar somente homens, bêbados ou não, caminhando solitários pela madrugada. Não existem relatos de casais ou grupos maiores de pessoas que tenham encontrado-o. 

fonte:

NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante ajuda a manter o blog ativo!

3 comentários:

  1. PARABÉNS PELO ÓTIMO TRABALHO.
    VENHO ACOMPANHANDO SEU TRABALHO HÁ MESES.
    GOSTO DESTES MITOS MENOS FAMOSOS.
    AS REFERENCIAS AJUDAM A CONHECER AINDA MAIS.
    GOSTARIA DE VER MAIS MITOLOGIA BRASILEIRA REGIONAL.

    UMA ABRAÇO.

    DIOGO. RIO DE JANEIRO.

    PS: VC JÁ FEZ ALGUM POST DO GIGANTE DE PEDRA DO RIO DE JANEIRO?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Diogo! Sobre o Gigante, temos um post sobre ele:

      http://portal-dos-mitos.blogspot.com/2017/03/o-gigante-adormecido-da-baia-de.html

      Se não conseguir acessar o link, procure no mapa do blog, na seção "Mitologia e Folclore Brasileiro" o post "O Gigante Adormecido da Baía de Guanabara"

      Excluir
  2. ACABEI DE LER. MUITO LEGAL.
    OBRIGADO
    UMA ABRAÇO.

    ResponderExcluir



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo. Porém pedimos que evitem:

1)Xingamentos ou ofensas gratuitas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Desrespeitar gratuitamente o autor da postagem ou outro visitante. Mantenha a polidez;
6)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Removeremos quaisquer comentários que se enquadrem nessas condições.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderemos responder seus comentários de forma mais apropriada, e você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby