5 de fevereiro de 2015

Zhong Kui

۞ ADM Sleipnir



Zhong Kui ou Jung Kwa (chinês 鍾馗) é um personagem mitológico chinês, tradicionalmente considerado um subjugador de fantasmas e outros espíritos malignos, além de supostamente comandar uma legião de demônios. Na China moderna, sua imagem é muitas vezes pintada nas portas de casas ou negócios, ou pendurada nas paredes, na esperança de que Zhong Kui irá afastar os maus espíritos. 

De acordo com a lenda, Zhong Kui viveu na montanha Zhongnan no início da Dinastia Tang. Apesar de muito feio, ele era um homem profundamente erudito e talentoso. Em 712, ano em que o imperador Xuanzong da Dinastia Tang ascendeu ao trono, Zhong Kui e seu amigo Du Ping (杜平) resolveram viajar até Chang'an com o intuito de realizar os exames imperiais que selecionariam os conselheiros do Imperador. Zhong Kui foi muito bem no exame, impressionando a todos e sendo elogiado como um prodígio. No entanto, um ministro traiçoeiro chamado Lu Qi desacreditava de Zhong Kui por sua aparência, e falava mal dele repetitivamente diante do imperador. Como resultado, Zhong Kui, mesmo aprovado no exame, acabou sendo impedido de assumir sua posição como conselheiro do imperador. Ofendido e extremamente enfurecido com tamanha injustiça. Zhong Kui se atirou várias vezes contra as portas do palácio, chocando toda a corte. Zhong Kui acabou fraturando seriamente a cabeça e morrendo. Compadecido do amigo, Du Ping enterrou o seu corpo.


Por ter se suicidado, Zhong Kui estava condenado ao inferno. Sua alma foi julgada por Yama, o deus do submundo, que viu nele um enorme potencial. Yama resolveu dar-lhe uma chance de escapar da condenação eterna, concedendo-lhe o título de "Rei dos Fantasmas". Zhong Kui foi encarregado de caçar, capturar, guardar e ordenar os fantasmas para todo o sempre. Após tornar-se o rei dos fantasmas, Zhong Kui voltou para sua cidade natal durante o Ano Novo Chinês para agradecer seu amigo Du Ping por sua bondade, oferecendo-lhe a mão de sua irmã em casamento.

Uma outra versão do mito de Zhong Kui destaca sua origem humilde, e a sua tentativa de ser aprovado nos exames imperiais para que assim ele pudesse melhorar sua vida e a de seus pais. Nessa versão da lenda, Zhong Kui é aprovado em primeiro lugar nos exames, e ao receber o diploma das mãos do imperador, foi humilhado pelo mesmo e impedido de assumir seu posto. Zhong Kui deixou o palácio após tamanha humilhação, e se atirou ao mar, na tentativa de suicidar-se. Ele é resgatado por uma tartaruga, que voou em direção aos céus carregando-o consigo. Zhong Kui foi recebido pelos deuses, e se tornou um dos deuses assistentes de Wen Chang, deus da literatura.



Agradecemos sua visita e se gostou da leitura, deixe seu comentário! Compartilhe também nossos posts nas redes sociais!

3 comentários:

  1. Grande história. Ultimamente tenho tido curiosidade de conhecer o misticismo oriental pois aparecem muitas entidades do budismo, xintoísmo ou hinduísmo em muitos animes que vejo.

    ResponderExcluir
  2. Oi não sei se algum adiministrador do site já postou aqui, mas será q alguem poderia postar sobre Yama ? O Deus do Submundo ? Fiquei curioso sobre ele citado nesse artigo. Desde já agradeço pela atenção ^.^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vitor Huggo, já fiz um post anteriormente sobre Yama, você pode conferido pelo link http://portal-dos-mitos.blogspot.com.br/2013/12/yama.html

      Caso não consiga acessar esse link, procure Yama na barra de buscas do blog ou no Mapa do Blog, sessão Mitologia Hindu. Na mitologia chinesa ele se chama Yanluo, mas no fim são a mesma divindade.

      Excluir



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos / Ofensas;
-Incitar o ódio e o preconceito;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Reservamo-nos ao direito de remover qualquer comentário nessas condições.

De preferência, faça login com uma conta do Google, assim poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby