13 de fevereiro de 2015

Alamoa

۞ ADM Sleipnir


A Alamoa (ou Dama Branca) é uma lenda pertencente ao folclore da ilha de Fernando de Noronha. Ela é a aparição de uma mulher branca, loura e nua, que seduz os pescadores ou caminhantes que voltam tarde e depois se transforma num esqueleto, endoidecendo aqueles que a seguirem. Aparece também como uma luz ofuscante, multicor, a perseguir quem foge dela. 

Seu nome é derivado da maneira como os moradores da ilha pronunciavam o feminino de alemão ("Alemoa"). Os mesmos achavam que o fantasma da mulher loira deveria ser de origem alemã. Acredita-se que ela mora no Pico da ilha, uma elevação rochosa com mais de 300 metros de altura. 

Morro do Pico - Fernando de Noronha
Segundo Olavo Dantas (Sob o Céu dos Trópicos, 28, Rio de Janeiro, 1938):
Às sextas-feiras a pedra do Pico se fende e na chamada porta do Pico aparece uma luz. A Alamoa vaga pelas redondezas. A luz atrai sempre as mariposas e os viandantes. Quando um destes se aproxima da porta do Pico, vê uma mulher loura, nua como Eva antes do pecado. Os habitantes de Fernando chamam-na alamoa, corruptela de alemã, porque para eles mulher loura só pode ser alemã... O enamorado viandante entra na porta do Pico, crente de ter entrado num palácio de Venusberg, para fruir as delícias daquele corpo fascinante. Ele, entretanto, é mais infeliz que o cavaleiro Tannhauser. A ninfa dos montes transforma-se numa caveira baudelairiana.
Os seus lindos olhos que tinham o lume das estrelas, são dois buracos horripilantes. E a pedra logo se fecha atrás do louco apaixonado. Ele desaparece para sempre.
Origem da lenda

Para Pereira da Costa, a lenda da Alamoa trata-se de uma reminiscência do tempo dos holandeses. Luís da Câmara Cascudo a caracteriza como uma convergência de várias lendas de sereias e iaras estrangeiras. O tema da mulher sobrenatural que atrai e seduz os homens, transformando-se a seguir, é comum e recorrente no imaginário popular, sendo, por isso, impossível determinar sua origem com precisão.


fontes:


Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

Nenhum comentário:



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos ou ofensas gratuitas;
-Comentários racistas e/ou xenófobos;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Desrespeitar o autor da postagem ou outro visitante;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Removeremos quaisquer comentários que se enquadrem nessas condições.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderemos responder seus comentários de forma mais apropriada, e você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby