26 de fevereiro de 2015

Anuket

۞ ADM Sleipnir



Anuket (também conhecida como Anket, Anqet, Anjet ou Anukis) é uma deusa egípcia associada as águas do Rio Nilo. Ela também era uma deusa da caça e era adorada como uma divindade protetora dos partos. Alguns de seus epítetos são: "Provedora dos Campos", "Senhora da Núbia", "Aquela que Abraça" e  "Senhora das Gazelas"

Representações

Anuket era geralmente retratada como uma mulher vestindo um cocar alto feito ou de juncos ou de penas de avestruz, muitas vezes segurando um cetro e portando o símbolo ankh, mas também era ocasionalmente representada na forma de uma gazela. 

Anuket foi retratada amamentando o faraó durante o Império Novo, e em períodos posteriores tornou-se uma deusa da luxúria e da sexualidade. Nesta forma, ela ganhou uma associação com os búzios, que se assemelham em formato a uma vagina. 


Associações

Anuket foi associada com as cataratas inferiores (perto de Aswan) e provavelmente teve origem na Núbia ou Sudão. Especificamente, ela era associada com a ilha Sehel e com Abu (Elefantina) 1 º nomo do Alto Egito, e era a deusa de todo o sul da fronteira com o Egito. Anuket foi amplamente cultuada na Núbia, onde recebeu o título de "Senhora da Núbia". 

Anuket era originalmente considerada uma das filhas de Ra, mas parece ter sido associada com Satet desde os tempos antigos. Na verdade, as duas deusas eram chamadas de "Olho de Ra" (juntamente com Sekhmet, Bastet e Hathor, dentre outros). Da mesma forma, tanto Anuket e Satet estavam ligadas à Uréias (a cobra real sobre a coroa do deus). Durante o Império Novo, Anuket se tornou um membro da tríade Elefantina, ao lado de seu consorte Khnum  e Satet. Estas três divindades das águas protegiam as cataratas do Nilo e a área que os egípcios acreditavam ser a fonte do Nilo. 


No sul da Núbia, Khnum se fundiu com Amon, e por isso Anuket e Satet eram tidas em alguns lugares como consortes de Amon.

Em tempos posteriores, Anuket foi identificada com Néftis no templo "Per-Mer" devido aos laços de Satet com a deusa Ísis e a ligação de Khnum com Osíris. No entanto, tanto Satet e Anuket eram intimamente ligadas à Isis, que assumiu os atributos das águas férteis do Nilo, além de ser uma forma da estrela Sirius.


Festival de Anuket


Durante o Novo Império, o culto de Anuket em Elefantina incluiu uma procissão fluvial da deusa durante o primeiro mês de Shemu. Inscrições mencionam o festival de Khnum e Anuket durante este período de tempo.

Cerimonialmente, o Festival de Anuket tinha início quando a inundação do Nilo começava. As pessoas jogavam moedas, joias de ouro, e dons preciosos no rio, em agradecimento para a água que dá vida e devolve benefícios derivados da riqueza fornecida por sua fertilidade para a deusa. O tabu realizado em várias partes do Egito, era contra a ingestão de certos peixes que eram considerados sagrados, o que sugere que uma espécie de peixe do Nilo era um totem para Anuket e que eles foram consumidos como parte do ritual de seu grande festival religioso.


Obrigado por sua visita! Se gostou da leitura, por favor deixe um comentário. Compartilhe nossas postagens nas redes sociais!

Nenhum comentário:



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos ou ofensas gratuitas;
-Comentários racistas e/ou xenófobos;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Desrespeitar o autor da postagem ou outro visitante;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Removeremos quaisquer comentários que se enquadrem nessas condições.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderemos responder seus comentários de forma mais apropriada, e você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby