21 de abril de 2013

O Mistério das Máscaras de Chumbo

۞ ADM Sleipnir



Muito pouco se sabe deste caso totalmente intrigante, ocorrido em 1966, e que resultou na morte de dois jovens. Em 17 de agosto, Manoel Pereira da Cruz e Miguel José Viana deixaram sua cidade natal, Campos dos Goytacazes, Brasil, com a finalidade de comprar materiais necessários para o seu trabalho como técnico de reparo de televisores. Testemunhas afirmaram que eles carregavam Cr$ 2.300.000,00 (cruzeiros), equivalente atualmente a R$ 3.000,00 , mas o dinheiro não foi encontrado.Eles disseram as suas famílias que ficariam fora a tarde toda. Ambos vestindo ternos, eles pegaram um ônibus para a cidade de Niterói, e chegaram lá às 14:30.

Manoel Pereira da Cruz
Miguel José VIana


Uma vez lá, eles compraram casacos impermeáveis, e uma garrafa de água em um bar. A garçonete que lhes serviu disse que um deles, Miguel, parecia muito nervoso e ficava constantemente verificando o relógio. A garçonete (alguns relatos dizem que foi o barman que falou com eles) foi a última pessoa a ver os homens vivos.

Ao sair do bar, eles se dirigiram ao Morro do Vintém, onde seus corpos foram encontrados três dias depois, por um rapaz que soltava pipa. Os corpos não mostravam nenhum sinal de violência ou causa aparente da morte. O suicídio foi descartado, já que os homens tinham obtido um voucher para retornar a garrafa de água vazia para o bar. Gracinda Barbosa Cortino de Souza e seus filhos, que viviam próximos ao morro onde foram encontrados, afirmaram terem visto um OVNI sobrevoando o local no momento exato em que os investigadores acreditavam que os dois homens morreram.

Bombeiros retirando os corpos dos dois homens, em 20 de agosto de 1966

Perto dos corpos estava a garrafa  de água vazia, um par de toalhas, e eles usavam um tipo de máscara de chumbo, utilizada para proteger contra a radiação. Surpreendentemente, nenhum teste toxicológico foi realizados nos homens, devido ao escritório do legista estar muito ocupado, e os corpos não foram conservados adequadamente para um exame posterior.


Em um bloco de notas que pertencia aos homens, junto de alguns símbolos e números, referentes a válvulas eletrônicas, estava escrito as palavras enigmáticas : "16:30 estar no local determinado. 18:30 ingerir cápsulas, após efeito proteger metais aguardar sinal máscara".

Além de tudo, os homens eram ávidos entusiastas por ufologia, e o morro era um renomado ponto de supostas aparições de OVNIs .O respeitado ufólogo Jacques Vallee afirmou que mesmo anos mais tarde a grama se recusa a crescer no local onde os corpos foram encontrados. O caso permanece um mistério até hoje.



Agradecemos sua visita e se gostou da leitura, deixe seu comentário! Compartilhe também nossos posts nas redes sociais!

3 comentários:

  1. "Há mais coisas entre o céu e a terra do que possa imaginar nossa vã filosofia".
    Fato misterioso e intrigante. Mais uma bela matéria do ADM SLEIPNIR. O Portal do Mitos é uma excelente fonte de informações em todos os ramos do conhecimento, tenho indicado aos meus amigos e todos adoram. Parabéns a todos os escritores do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sleipnir: Muito Obrigado Robson, continue prestigiando o nosso trabalho.

      Excluir
  2. Somos o (GUPC-RJ) Gupo Ufológico Plêiades Campos / RJ, segue nossos contatos para os interessados: Celular / WhatsApp Oficial (22) 9 9613-1266 / E-mail: ufologiacamposrj@yahoo.com.br

    ResponderExcluir



Seu comentário é importante e muito bem vindo. Só pedimos que evitem:

-Xingamentos / Ofensas;
-Incitar o ódio e o preconceito;
-Spam;
-Publicar referências e links de pornografia;
-Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Reservamo-nos ao direito de remover qualquer comentário nessas condições.

De preferência, faça login com uma conta do Google, assim poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby