Image Map

23 de julho de 2013

Samodiva

۞ ADM Sleipnir


As Samodivi (plural, búlgaro: самодиви; singular Samodiva, búlgaro самодива; também conhecidas como Samovili / Vili (plural), Samovila / Vila (singular)) são espíritos da floresta pertencentes ao folclore dos povos eslavos ocidentais e do sul, similares a fadas ou comparáveis as ninfas gregas. Elas são geralmente descritas como donzelas altas e de cabelos longos (geralmente loiros), além de possuírem uma pele clara e brilhante.  

Embora as vezes sejam descritas possuindo asas, são suas roupas feitas de penas que lhes dão o poder de voar. Mas não se deve subestimá-las por causa de sua beleza. Alguns dizem que se essas donzelas se irritam, podem se transformar em pássaros monstruosos capazes de lançar fogo em seus inimigos, além de serem capazes de provocar secas, bem como a morte ao gado por febre alta. 

Vivendo nas partes mais profundas das florestas, as Samodivi saem à noite para curar plantas danificadas e animais feridos. Muitos atribuem suas proezas de cura ao seu vasto conhecimento de ervas, e se alguém conseguir bisbilhotar a esses espíritos, poderá obter esse conhecimento por si mesmo. Mas nem por isso é uma boa ideia abordar uma dessas criaturas enquanto as observa, pois aqueles vistos por elas nunca mais serão vistos por qualquer outra coisa viva novamente.

Samodivi gostam de brincar com os homens, muitas vezes seduzindo-os através da dança, só para depois transformá-los em algum tipo de animal selvagem, (geralmente um lobo, javali, etc) ou uma pedra. Algumas podem até mesmo chegar ao ponto de beijar o viajante errante, o que fará com que sua vítima esqueça completamente tudo, exceto seu amor recém-descoberto pela fada; às vezes ela lhes dá pequenas partes de seu cabelo ou roupa (que se dizia ser a fonte de seus poderes) a fim de aumentar o seu controle. 


Enquanto encantado, a Samodiva irá drenar sua energia, deixando-os seguir caminho depois de terem terminado. Mas o desejo pela criatura irá devasta-los, levando-os a morrer de um coração partido. Felizmente, sua maldição pode ser suavizada se eles compartilhavam o amor verdadeiro um com o outro. Quanto às mulheres, as Samodivi muitas vezes iram raptá-las, levando-as para dentro da floresta, ou simplesmente irão dançar com elas até que se esgotem.

Parece que dançar e cantar é o que as Samodivi mais admiram, e elas são muito hábeis em ambos. Mas o ato de cantar muitas vezes foi relacionado com o ato de lavar roupas, o que as Samodivi fazem em rios e lagos próximos. É durante esse momento que os homens ousados tentam capturar essas criaturas, ou melhor, suas roupas. Se um homem conseguir roubar as roupas de uma Samodiva, ela se tornará sua esposa. Mas ter uma fada como um cônjuge parece ser uma péssima idéia.

Arte de Nikolai Serdarov
NÃO DEIXE O BLOG MORRER! Separe um minuto para comentar, elogiar ou criticar as publicações. Faça também sugestões. Sua interação é importante e ajuda a manter o blog ativo!

Nenhum comentário:



Seu comentário é muito importante, e muito bem vindo, porém peço que evitem:

1) Xingamentos ou ofensas gratuitas ao autor e a outros comentaristas;
2)Comentários racistas, homofóbicos, xenófobos e similares;
3)Spam de conteúdo e divulgações não autorizadas;
4)Publicar referências e links para conteúdo pornográfico;
5)Comentários que nada tenham a ver com a postagem.

Comentários que inflijam um desses pontos estão sujeitos a exclusão.

De preferência, evite fazer comentários anônimos. Faça login com uma conta do Google, assim poderei responder seus comentários de forma mais apropriada, e de brinde você poderá entrar no ranking dos top comentaristas do blog.



Ruby